Pesquisar no Blog do J.A.

sábado, 14 de dezembro de 2013

USOS E COSTUMES DOS TEMPOS BÍBLICOS


QUEIMA DO BARRO

Depois de secos os objetos e decorados conforme o necessário, eles eram queimados em um dentre vários tipos de forno. Em um deles, um forno de barro na forma de cúpula, era colocado em um tanque raso, com cerca de 122cm de diâmetro. As vasilhas eram postas debaixo da cúpula e essa coberta com mato e gravetos nos quais se punha fogo. Em outros fornos, as vasilhas eram colocadas em prateleiras e o fogo aceso debaixo delas. 

O escritor de Eclesiástico descreve também essa parte do processo: "Empenha-se em aperfeiçoar o verniz, e limpa o forno com muita diligência" (Ec 38.34). A louça produzida dessa forma tendia a ser muito quebradiça. Um cântaro colocado com força junto à fonte se quebrava com facilidade (Ec 12.6), e a finalidade da quebra era muitas vezes usada como uma figura da finalidade do juízo vindouro (Sl 2.9; Jr 19.10,11; Ap 2.27).

Os pedaços quebrados tinha sua utilidade. Eram usados para raspas, ou para escrever mensagens. Dessa forma ficaram conhecidos como ostraco. As peças maiores serviam para carregar coisas. Isaías diz que o juízo será tão severo que peças grandes não vão ser encontradas - não poderão servir para apanhar água da cisterna ou tirar brasas de uma lareira (Is 30.14).

À medida que a arte do preparo da louça se desenvolveu, métodos de produção em massa foram utilizados. Os aprendizes faziam vasilhas rústicas que eram acabadas pelo artífices especializados. 

Grandes blocos de barro eram colocados em rodas e artigos feitos com a parte de cima do bloco. Os especialistas procuraram melhorar o preparo do barro e a manutenção da sua consistência, desenho, secagem e queima. Davi parecia estar organizando as coisas nesse sentido na época do seu reinado (1Cr 4.23).


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

Conselhos Bíblicos