Pesquisar no Blog do J.A.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Vitória sobre a Tentação 1-3

Você prevalece sobre a tentação? O que é tentação? Que a causa?

Precisamos entender que temos três grandes inimigos: Satanás, o mundo e a nossa carne.

Existem algumas palavras relacionadas com a tentação: cobiça, sedução e atração (Tg 1.15).

O diabo nunca vai colocar diante de você aquilo que não o atrai (Mt 4.1-11).

A tentação não vem de Deus (Tg 1.13).

Não se esqueça de que ninguém está imune a ela, pois o próprio Jesus foi tentado até o último suspiro (Mc 15.36,37).

A tentação gera o pecado que gera a morte (eterna) (Tg 1.15).

O salário do pecado é morte (Rm 6.23).

Matinho Lutero dizia que: "a tentação é como um pássaro, pois é impossível impedir que voe sobre sua cabeça, mas é possível impedi-lo de pousar e fazer ninho".

A prova precisa ser vencida para trazer benefícios aos que resistem (Tg 1.2-4).

Ela é permitida por Deus para lapidar os Seus; Satanás só pode agir com sua permissão e até onde Ele consente (1 Pd 1.6-7; Jó 1.8-12; Lc 22.31,32).

Geografia Bíblica - Mastaba


Clique na imagem para ver maior.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Uma falsa sensação

Quando adquirimos algo falso ou de procedência duvidosa, logo vem uma sensação de prazer e saciedade momentânea.

Contudo, a falsidade acarreta a baixa qualidade, a incerteza da durabilidade, a sensação de estar na moda, estar enturmado com a massa.

O diabo vive criando falsificações sobre tudo aquilo que Deus fez. Tem traído cada um de seus "consumidores", que crendo receber um bom produto, estão recebendo uma falsificação.

Vigie para que ninguém te engane (Mt 24.4).

Devocional do Dia - Até onde vai nossa fidelidade

"Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma."
Jó 1.22

Jó tinha qualidades dignas de atenção, ele em sua época era como se diz hoje "diferenciado".

Contudo, em diálogo espiritual Satanás questiona a veracidade da fidelidade de Jó.

Aqui entra uma lição teológica profunda, porque do sofrimento do justo?

Muitos se enfraquecem e dizem "o que eu fiz de errado para tantas provações?" O fato é que andar em justiça mostra a transformação espiritual em nós, e as provações atestam a veracidade desta transformação.

Outro ponto é quando levamos uma vida em santidade, o sofrimento é imposto a nós pelo inimigo de nossas almas, a fim de nos corromper através de reclamações. Jó depois de tudo não pecou, antes deu graças a Deus.

Agradeça a Deus em meio as dificuldades, isso mostra o valor de nossa fidelidade e amor ao Senhor.

Bom dia.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Vi e achei legal


É isso aí!

Você já está muito grandinho

"E eu, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a meninos em Cristo. Com leite vos criei, e não com carne, porque ainda não podíeis, nem tampouco ainda agora podeis"
1 Co 3.1,2

Já está na hora de crescer irmão né, irmão?

Tem muito crente "grande" que ainda está querendo se passar por criança.

Irmãos temos de crescer na graça e no conhecimento todos os dias, não dá para ficar ignorando isso com medo das responsabilidades da vida e das espirituais.

O Senhor te chamou para que vades e deis fruto, só a planta que cresce dá fruto. Toda árvore já grande é mais difícil de ser arrancada por qualquer vento.

Para cumprir a ordem de Cristo temos de crescer.

Cresça hoje antes de ser arrancado amanhã.

terça-feira, 20 de junho de 2017

O que estamos buscando?

"E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração."
Jr 29.13

Muitos nos últimos dias têm buscado fama, dinheiro e poder, isso dentro das igrejas ou não.

Mas o que é cada uma destas faces:

Fama - Reputação, conceito; renome, celebridade. Se existe um desejo que tem consumido muitas pessoas ao longo da história tem sido esse. Generais, imperadores, monarcas, autoridades eclesiásticas, empresários, quase todo aquele que em algum momento desfrutou da glória por algum feito, por ela se apaixonou. Atualmente, os famosos "15 minutos de fama" tem criado aberrações mil, e vemos isso na mídia a todo o momento. Pseudo-artistas, modelos sem roupas, cantores de três acordes, o mais triste são os que se dizem cristãos e que tem convertido a glória de Deus para si. A fama de ser "o cara", o reconhecimento de ser o maioral tirou uma grande leva de anjos do céu no início, e tem tirado do caminho de lá muitos hoje que são apaixonados pelos flashes, pelas curtidas, pelos likes ... 

Dinheiro - O dinheiro é o meio usado na troca de bens, na forma de moedas ou notas (cédulas), usado na compra de bens, serviços, força de trabalho, divisas estrangeiras ou nas demais transações financeiras, emitido e controlado pelo governo de cada país, que é o único que tem essa atribuição. Ele comanda países, governa (atualmente) até recintos eclesiásticos. Ele compra a fama e o poder é oriundo dele. O dinheiro em si não é mal, mas a importância que se é depositada sobre ele é. Lutam, mutilam e matam para ter cada vez mais dinheiro, mulheres, homens e crianças são vendidos, usados, maltratados e depois descartados como se perdessem seu valor inerente. O dinheiro despreza o valor da alma do ser humano.

Poder - Do latim potere é a capacidade de deliberar arbitrariamente, agir e mandar e também, dependendo do contexto, a faculdade de exercer a autoridade, a soberania, o império. Poder possuí também uma relação direta com capacidade de se realizar algo, aquilo que se "pode" ou que se tem o "poder" de realizar ou fazer. O poder acaba sendo uma consequência dos outros dois (fama e dinheiro). O poder materializa-se sobre o ato da fama dizer quem "eu sou" e o dinheiro dizer "quem está pagando". O poder é uma coisa boa, pois ele conduz a ordem a todos na medida certa, mas a perversão do homem tem distorcido a noção de poder para tirania. Onde o poder é imposto a força para fazer apenas a vontade um só.

Como cristãos e cidadãos honestos devemos buscar ao Senhor, Ele é o parâmetro que nós precisamos. Muitos, como citado ao início, estão buscando tais coisas na vã esperança de alcançarem tudo o que procuram, mas fica um alerta.

Estas três coisas são recebidas nessa terra!!!! Portanto, a glória aqui recebida fica, quem aqui recebe não irá aos céus e nem receberá nada de lá.

Que direcionemos nossa busca as coisas que são do alto.

Reflexão - Tem de trocar

Quantas vezes estamos dispostos a "remendar" as coisas que já estão condenadas?

Ficamos patinando, lutando com coisas que já estão condenadas.

Sabe o motivo de não termos coisas novas?

Não nos desapegarmos das coisas velhas e estragadas!

Pense nisso, você tem uma nova vida em Cristo, então, não fique correndo atrás das coisas velhas e já passadas.

Viva a novidade de Cristo hoje!

Bom dia.


segunda-feira, 19 de junho de 2017

Você pode, mas não deve

"Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma. Os alimentos são para o estômago e o estômago para os alimentos; Deus, porém, aniquilará tanto um como os outros. Mas o corpo não é para a fornicação, senão para o Senhor, e o Senhor para o corpo. Ora, Deus, que também ressuscitou o Senhor, nos ressuscitará a nós pelo seu poder. Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo, e os farei membros de uma meretriz? Não, por certo. Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne. Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito. Fugi da fornicação. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que fornica peca contra o seu próprio corpo. Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus."
1 Co 6.12-20

A retórica de Paulo em combate aos seus perseguidores e inimigos, seus e do evangelho, era que os coríntios mesmo convertidos a Cristo poderiam fazer o que quisessem, quando e como quisessem.

Isso é uma blasfêmia contra o sacrifício de Cristo, pois seu sacrifício nos libertou da escravidão do pecado (Gl 5.1), mas uma vez liberto não posso mais voltar as práticas da escravidão do pecado.

Podemos fazer o que quisermos então?

Sim, podemos tudo, só que não posso me deixar dominar por aquilo que é mal. O domínio próprio é um dos atributos dados por Deus para ajudar o homem a refrear a natureza da carne. O livre arbítrio dado por Deus é claro e objetivo, tanto que Jesus só será o salvador que quem quiser que Ele seja o seu salvador. O Espírito Santo vem e fala o homem de tudo (Jo 16.7-11), o homem aceita ou não.

É uma questão de consciência?

Claro que é! Se você foi liberto de velhas práticas que te conduziam ao inferno por qual razão então voltar a fazê-las? Ou, se eu sei que algo me era imposto e isso é ruim, por qual razão agora sem mais essa imposição eu vou continuar a fazer?

Essa consciência tem de estar em nós, pois a salvação da minha alma depende da minha escolha em buscar a santificação ou me entregar ao pecado de novo e estar sujeito a ser consumido pelo meu pecado (Rm 1.24).

Não tem como servir a dois senhores (1 Rs 18.21), ou escolhemos a escravidão com o diabo (isso mesmo é ele) ou fiquemos com aquele que nos libertou e nos deu liberdade de escolher.

Juízo

Ainda há uma coisa muito importante nesse contexto, o juízo.Toda escolha tem uma consequência e um juízo atrelado a ela. Não adianta correr depois de escolher, pois aquilo que plantarmos, colheremos (Gl 6.7).

Vigiemos, já estamos livres, já estamos justificados, já estamos nos preparando para o céu. Não deixe qualquer coisa te prender a terra.

Reflexão de Segunda-Feira


Muitos têm ou estão tentado fazer "mágica", mas mágica não existe.

Pense nisso.

Boa Semana.

Conselhos Bíblicos