Pesquisar no Blog do J.A.

Carregando...

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

O Arrebatamento da Igreja - 5/6

Quem participará do Arrebatamento?

1. Os chamados por Deus (Rm 8.28-30);

2. Os que recebem a Jesus como Salvador (Jo 1.11,12);

3. Os nascidos de novo (Jo 3.3-5; Hb 12.14);

4. Os que creem (Hb 10.38,39);

5. Os reconciliados com Deus (Rm 5.10);

6. Os salvos e vivos que esperam Jesus (Hb 9.28; 1 Ts 1.10; 4.17);

7. Os pacientes (Tg 5.8);

8. Os vigilantes (Lc 21.36);

9. Os fiéis (Sl 101.6; 1 Co 11.23; 1 Ts 5.2-4; 1 Tm 1.12; 2 Tm 4.6-8; Hb 10.25; 1 Jo 2.28);

10. Os santos (Ef 1.1; 1 Ts 3.12,13; Tt 2.12,13; 1 Pe 1.15);

11. Os humildes (1 Pe 5.6);

12. Os irrepreensíveis (1 Pe 5.23);

13. Os que guardam a praticam a Palavra de Deus (Tg 1.22,23; Ap 1.3);

14. Os que vivem em paz com todos (Hb 12.14);

15. Os que são testemunhas (Rm 10.9; Fp 4.5);

16. Os que renunciam as concupiscências mundanas (Tt 2.12,13);

17. Os que esperam (2 Co 5.8; Fp 3.20; 1 Ts 1.10; 1 Jo 3.2,3);

18. Os que amam a vinda de Jesus (2 Tm 4.8; Hb 9.28);

19. Os que preparam (Am 4.12; Tt 3.1; Ef 6.15);

20. Os vencedores (Ap 3.5,12,21);

21. Os mortos em Cristo (1 Co 15.22,23,52; 2 Co 5.1,2,8; Fp 1.23). 

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

O Arrebatamento da Igreja - 4/6

Data do Arrebatamento

As Setenta Semanas de Daniel marcam datas:

a) Do início das Semanas;

b) Da entrada triunfal de Jesus em Jerusalém;

c) Do tempo da duração da Grande Tribulação.

Mas, a Dispensação da Igreja, que está entre a 69ª e a 70ª semana, não tem duração revelada.

O Arrebatamento da Igreja e a Grande Tribulação estão estabelecidos para a "plenitude dos gentios", que só Deus sabe quando será.

O Arrebatamento virá de surpresa:

a) A ocasião será surpreendente (Mt 25.6);

b) Será rápido (Mt 24.37; 1 Co 15.52);

c) A escolha será surpreendente (Mt 24.39-41);

d) Será surpresa coletiva (Mt 24.36-39);

e) Será iminente (1 Ts 5.1-6).

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

O Arrebatamento da Igreja - 3/6

Passará a Igreja pela Grande Tribulação?

O Arrebatamento da Igreja acontecerá antes da Grande Tribulação. Inclusive, será o marco para que sejam desencadeados os fatos da Grande Tribulação.

Tudo vai acontecer, a partir do Arrebatamento.

O Espírito Santo e a Igreja de Cristo na Terra detêm Satanás.

No momento que o Espírito Santo impulsionar a Igreja e subir com ela para entregá-la a Jesus, Satanás tomará conta da Terra para atribulá-la duma vez (2 Ts 2.6-12).

Em Apocalipse 5 á 9, que trata da Grande Tribulação, a Igreja não aparece, pois já estará com Jesus nos ares (Jr 30.7; Dn 9.24; 12.1).

terça-feira, 25 de novembro de 2014

O Arrebatamento da Igreja - 2/6

Classificação das Etapas de Glorificação

O arrebatamento e a ressurreição dos salvos tem sua base na ressurreição de Cristo (1 Co 15.12,16,18,20).

a) Com base na ressurreição de Cristo, os heróis do Velho Testamento ressurgiram (Mt 27.52,53).

b) O Arrebatamento da Igreja coincidirá com a ressurreição dos salvos. Na era da Igreja, entre a ressurreição de Jesus e o Arrebatamento, todos nós seremos ressuscitados ou arrebatados (1 Ts 4.16,17). É a colheita com severa escolha (Mt 13.30; 24.40,41). Essa classificação inclui os convertidos na grande tribulação, que serão levados ao encontro de Jesus e da Igreja, logo após a sua morte (Ap 6.9-11; 7.9-14; 15.2; 20.4).

O Arrebatamento da Igreja - 1/6

Tipos Bíblicos do Arrebatamento da Igreja

Gênesis 7.1 declara a proteção dada a Noé e sua família para livrá-los o Dilúvio.

Gênesis 5.24 e Hebreus 11.5 mostram o arrebatamento de Enoque a fim de não sofrer os transtornos da morte.

Elias foi arrebatado e não provou a morte (2 Rs 2.11).

Ló foi retirado de Sodoma e Gomorra para não ser destruído pelo fogo com os ímpios (Gn 19.14,22).

A ressurreição de Jesus garante o Arrebatamento da Igreja (At 1.9).

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Levar a sério as coisas

Devemos levar a sério a nossa salvação em Cristo.

Ignorar que o Arrebatamento irá demorar ou não acontecerá é perder tempo "sendo" cristão.

Ignorar que Satanás tem poder e que está tentando o derrubar a todo o momento é burrice.

Ignorar os avisos de não zombar de Deus e zombar é loucura.

Leve a sério o que a Bíblia diz a respeito de tudo, pois tudo o que ela diz é para você chegar ao céu!

Deus te ama. Leve-o a sério.

domingo, 23 de novembro de 2014

Santo

A expressão "santo" é usada somente por causa da morte vicária de Jesus Cristo, o Filho de Deus, em benefício eterno de todo aquele que crê (crente, cristão) que, portanto, passa a ser abençoado pela habilitação  do Espírito Santo em sua alma, seu Advogado e Conselheiro.

O Espírito de Cristo é também a nossa garantia (marca, selo) de filiação a Deus, e santificador do crente, separando-o dia a dia (processo de santificação) das garras desse sistema mundial dominado por Satanás e seus comandados.

Portanto, "santo", assim como "perfeito", tem a ver com a maneira como Deus, nosso Pai, nos vê a partir da pessoa e da obra do Senhor Jesus, além de serem alvos para nossas vidas cristãs (Jo 1.12; 14.16-24; 10.10; 1 Co 13.13; 1 Ts 1.3).

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Descrições Bíblicas da Igreja que Pertence a Jesus

A Bíblia não usa um nome exclusivo para a igreja. É errado, portanto, insistirmos num único nome que todas as igrejas fiéis tenham que usar. Muitas passagens falam simplesmente da igreja, algumas vezes identificando o local (cidade ou casa) onde o grupo de cristãos se reunia. Portanto, podemos nos referir à igreja simplesmente como “a igreja” (At 8.1; 9.31; Rm 16.1).

Freqüentemente, as descrições da igreja no Novo Testamento mostram a relação que existe entre o Senhor e sua igreja. A igreja pertence a Deus, e é, muitas vezes, chamada “a Igreja de Deus” (veja At 20.28; 1 Co 1.2; 10.32; Gl 1.13; 1 Tm 3.5,15). Jesus derramou seu sangue para comprar a igreja. Portanto, Paulo falou de “igrejas de Cristo” (Rm 16.16) e Jesus falou de sua própria igreja (Mt 16.18). O povo de Deus pode ser corretamente descrito como a “igreja dos primogênitos arrolados nos céus” (Hb 12.23).

Consideremos o significado de descrições bíblicas comuns da igreja:

O Corpo de Cristo (Cl 1.24; Ef 1.22-23; 4.12). Assim como o corpo humano não pode sobreviver separado da cabeça, não podemos viver sem nosso cabeça, Jesus Cristo (Ef 5.23; Cl 1.18). Discípulos de Jesus são membros do corpo (Rm 12.4-5; 1 Co 12.12-27; Ef 3.6; 4.16; 5.30).

O Reino de Deus ou Reino dos Céus (Mt 3.2; 4.17; Lc 4.43; At 8.12; 19.8; 20.25; 28.23,31). A idéia de reino ressalta a posição de autoridade do rei (veja 1 Co 4.20; Hb 1.8; 12.28-29; Mt 28.18-20; Ap 12.10). O reino de Cristo não é deste mundo (Jo 18.36). Em vez de ser uma entidade política e mundana, a igreja é um reino espiritual assentado no caráter santo de Deus. Podemos entrar no reino somente quando formos transformados espiritualmente (Cl 1.13). Como servos do Rei, temos que desenvolver as características espirituais de nosso Senhor (Tg 2.5), incluindo sua humildade, inocência (Mc 10.14-15) e santidade (1 Co 6.9-10; Gl 5.19-21).

A Casa de Deus (1 Tm 3.15) não é um edifício material, mas o santuário e a habitação do Senhor (Ef 2.21-22). É um edifício espiritual (1 Pe 2.5).

O Rebanho de Deus (At 20.28). Jesus é o bom pastor que deu sua vida pelas ovelhas (Jo 10.11). As ovelhas ouvem sua voz e o seguem para receber a vida eterna (Jo 10.27-28).

Conselhos Bíblicos