Pesquisar no Blog do J.A.

domingo, 15 de dezembro de 2013

JESUS, SENHOR E CRISTO

Filipenses 2.5-13
 
"Senhor", na língua grega, "Kurios", equivale a Jeová. Para os judeus, portanto, o termo "Senhor" unido ao nome de Jesus indicava claramente o atributo da sua divindade. Se Jesus é o nosso Salvador, deve ser também o nosso Senhor, não como simples declaração, mas como superior regra de vida. 
Senhorio = Governo = Domínio = Reino

  I. Jesus é Senhor porque é divino
  1. Sua divindade foi afirmada (v.6);
  2. Sua divindade foi anunciada pelo anjo (Lc 2.11);
  3. Sua divindade é desde o princípio (Jo 1.1);
  4. Sua divindade foi reconhecida pelos discípulos (Jo 20.28);
  5. Sua divindade é eterna (Rm 9.5);
II. Jesus é Senhor por merecimento
  1. Ele se humilhou até à morte (v. 8);
  2. Ele ressurgiu dentre os mortos (At 2.24);
  3. Ele foi exaltado pelo Pai (vv. 8-9);
III. Jesus, como Senhor, quer realizar em nós a sua vontade
  1. Ele merece a nossa obediência porque nos redimiu;
  2. Ele merece toda a nossa adoração (v. 10);
  3. Ele merece que o confessemos como Senhor (v. 1);
Não temos vontade própria, pois fomos comprados. Ele exerce domínio sobre nós. Não pertencemos mais a nós mesmos (vv. 12-13; 2Co 5.15; Gl 2.20). Reconhecer a glória de Deus não é o mesmo que ser salvo (At 16.17-18). Um dia todo o joelho se dobrará diante de Cristo. Dobre-se de coração enquanto é tempo. Não espere o dia quando todos se dobrarão forçosamente.


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus).

Conselhos Bíblicos