Pesquisar no Blog do J.A.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

VASTI - UMA RAINHA DEPOSTA


O orgulho e esplendor do Império Medo-Persa foram expostos durante 180 dias diante de todos os oficiais e aliados do rei Assuero. Reunindo apoio para a campanha que tinha pela frente contra os gregos (482-479 a.C.), como ponto alto de sua comemoração suntuosa, o rei ofereceu um banquete de sete dias para cidadãos de Susã, lugar onde ficava seu palácio real.

Os monarcas persas insistiam em receber deferência. Nem mesmo à rainha era permitido entrar na sala do trono, a menos que fosse convocada. Ser chamado pelo rei era uma ordem rígida e não um convite. No último dia do banquete, tal convocação foi enviada à rainha Vasti, que se recusou a atender. 

Ela estava oferecendo se próprio banquete com as mulheres dos palácio, quando foi chamada para apresentar-se diante dos homens. Sua atitude pode ter sido uma reação ao costume do antigo Oriente Próximo, o qual ditava que as mulheres, inclusive a rainha, fossem excluídas dessas festividades. Alguns historiadores acreditam que ela temia ficar sob os olhares atentos de uma multidão de homens embriagados; outros sugerem que, na época, ela estava grávida.

A decisão de Vasti de desobedecer à ordem de Assuero, provavelmente supondo que depois ele a perdoaria, foi um erro grave. O soberano havia anunciado sua chegada diante de seus convidados, fazendo que sua recusa também se tornasse pública e que o rei fosse humilhado na presença de seu súditos.

O rei  e seus conselheiros perceberam imediatamente que poderia haver repercussões desastrosas em todos os lares, visto que outras esposas poderiam seguir o precedente da rainha. O rei agiu de acordo com o conselho de seus oficiais, enquanto, ao que parece, a própria Vasti tomou a decisão insensata de desafiar seu marido e rei. Um decreto foi emitido, e Vasti acabou sendo substituída pela rainha Ester.

As duas rainhas, uma gentia e a outra judia, mostraram atitudes diferentes e opostas. Ao contrário de Ester, que corajosamente, porém com humildade, desobedeceu ao rei ao apresentar-se sem ter sido convocada, Vasti desconsiderou um a ordem real de modo desafiador e sem qualquer registro de um pedido de desculpas ou de uma explicação.

Ester agiu em favor daqueles de seu povo cuja a vida estava em suas mãos e a pedido de seu pai de criação. Ao que tudo indica, Vasti agiu por interesse próprio e sem o conselho nem a pedido de ninguém. Contudo, cada uma delas é usada de modo soberano para cumprir os propósitos de Deus. Vasti permaneceu na história com a rainha deposta por desafiar ousadamente seu marido bem como a lei real irrevogável dos medos e persas.

Fonte: "A Bíblia da Mulher".


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

Conselhos Bíblicos