Pesquisar no Blog do J.A.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

A importância da Bíblia - Décima Segunda Parte

Origem da Bíblia - Um resumo da origem do Novo Testamento

A fonte comum: Os evangelistas sinóticos se basearam no Evangelho de Marcos e noutra fonte, convencionada por fonte "Q", simbolizando os inúmeros escritos esparsos de que já tratamos. Espalharam cópias destes por outras partes do mundo. Lucas, mateus, cada um em lugares diferentes, se inspiraram nos escritos de disponíveis e inclusive no evangelho de Marcos, que na época já havia sido escrito. O fato de o primeiro Evangelho ser atribuído anteriormente a Mateus de deve a uma afirmação de Eusébio de que Mateus escrevera a "logia" do Senhor em aramaico. Mas a crítica histórica provou que o Evangelho que conhecemos não traz apenas a "logia" do Senhor e não foi escrito em aramaico, e sim em grego. Portanto a notícia de Eusébio se refere a outro escrito, e não a este evangelho. Nada impede, porém, que tenha sido escrito por discípulos de Mateus e atribuído ao Mestre. Aliás, a respeito de "Evangelho", o primeiro a usar esta palavra para indicar as memórias dos Apóstolos foi S. Justino, em 130 d.C.

As Cartas: As cartas de Paulo foram enviadas para serem lidas em público. Em 1 Ts 5.27 há uma alusão a isto. Havia também o intercâmbio das cartas, como se lê com Cl 4.16: "mostrem esta carta para Laodicéia e tragam a de lá para vocês". Aos poucos as cartas foram colecionadas, e no fim do I século já se tem notícia delas, quando em 2 Pe 3.15 se lê: "... nosso irmão Paulo vos escreveu conforme o dom que lhe foi dado ...". As cartas de Paulo foram os primeiros escritos do NT. Não se sabe quando os Evangelhos e elas foram acoplados, mas já no fim do I século estavam reunidos num só livro.

As Epístolas Católicas (Universais) são chamadas assim por destinarem a Igreja em geral, e não a tal ou qual comunidade, como fizera Paulo. Elas também se originaram da necessidade pastoral, e já no começo do II século estavam incorporadas ais outros escritos do NT. Os Atos dos Apóstolos podem ser considerados a continuação do terceiro Evangelho, pois também foi escrito por Lucas. E o Apocalipse de João, livro profético, foi acrescentado por ultimo.

Nos escritos do NT, frequentemente se encontram citações do AT. É que muitas vezes os Apóstolos queriam tirar dúvidas sobre certas passagens, que tinham falsa interpretação. Nas assembleias, eram lidos escritos do AT e do NT, para explicá-los. Exemplo disto tem em 1 Ts 4.15; 1 Co 7.10,25,40; At 15.28; 1 Tm 5.18; Lc 10.7.

Até a próxima.

Conselhos Bíblicos