Pesquisar no Blog do J.A.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

JUDAÍSMO MESSIÂNICO


MEZUZÁ
Parte Final

A mezuzá é um lembrete para os que entram e saem de que aquela casa é um lar judaico onde reina a presença de D-us. Imagine que coisa tremenda é essa! 

Quem conhece este símbolo e chega a um determinado lugar onde ele está automaticamente pensa: "Aqui o D-us Eterno reina; aqui e Ele quem dá as ordens e dirige!".

No lado externo da Mezuzá, geralmente, vem escrito à palavra Shadai, que é um dos nomes do D-us Eterno e que significa Todo-Poderoso!

Este nome reforça a idéia da proteção divina (Sl 127.1b). E ainda mais, pois Shadai é uma abreviação de "Shomer daltot Israel" (O Guardião das Portas de Israel). Não é curioso que o Eterno seja justamente o guardador das portas de Israel? Ele cuida de nós fisicamente, dando nos a proteção necessária dos ataques físicos e espirituais do reino das trevas, mas também guada, preserva a autoridade que a nós foi conferida por Ele!

Outros acreditam que Shadai provém de "She  omer le olam daí" que significa "Aquele que disse ao mundo: Basta!". Neste casos a conotação é a seguinte: O eterno, que guarda, preserva, cuida de nós, levanta-se e diz ao mundo: chega! 

Estes são os meus filhos e escolhidos, portanto não se metam com eles! Aqueles que contra eles se levantarem estarão, certamente, lutando diretamente comigo!


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus).

Conselhos Bíblicos