Pesquisar no Blog do J.A.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Desqualificação!

"Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade."
Mt 7.21-23

"Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?"
Jo 8.36

Muitos estão correndo uma corrida desenfreada pelo sucesso em uma área que o sucesso é contrário a glória.

Sejamos sóbrios em crer que aquilo que João Batista falou é a verdade dominante no meio cristão, "É necessário que ele cresça e que eu diminua." (Jo 3.30). O verdadeiro "sucesso", se podemos assim chamar, do ministério de João consistia unicamente me conceder a Jesus todo o crédito pelo que aí acontecendo em seu ministério.

Nós todos como dispenseiros do evangelho, se acontecer durante a pregação:
Cura;
Milagre;
Maravilhas;
Batismo com o Espírito Santo, entre outros.
Não fomos nós!

O espirito que cura, de milagre, de maravilha, que batiza é o Espírito Santo.

Deus nos livre de dizer como alguns têm dito: "Eu orei e tantas pessoas foram curadas"; ou "Eu preguei e tantas pessoas aceitaram ao Senhor", ou ainda como alguns - garantem - "se eu pregar garanto tantas almas e tantas curas". Abominação!

Não somos nada, quem faz é Jesus! Não existem intermediários nem humanos e nem espirituais. É Jesus!

Muitos naquele ultimo dia diante de Deus tentarão argumentar, "... eu preguei, pessoas foram curadas, houve batismo com o Espírito Santo", mas Deus simplesmente não os conhecerá (Mt 7.23).

Devemos ter compaixão de tais homens? Sim e não.
Sim - São almas que precisam se converter para serem salvas verdadeiramente.
Não - Eles estão com a Bíblia na mão, mas com o dinheiro, a fama, os aplausos dentro do coração. Conhecem o certo, pois leem para pregar, mas por opção não o seguem.
Que Deus nos ajude e que o mesmo sentimento de João Batista esteja em nós.

"É necessário que ele cresça e que eu diminua."

Conselhos Bíblicos