Pesquisar no Blog do J.A.

sábado, 30 de julho de 2016

Os Livros Bíblicos - Antigo Testamento

03. Levítico (“a respeito dos levitas”):

Para quem foi escrito este livro?

Para os israelitas.

Por quem foi escrito (autor)?

Moisés, entre 1440 á 1445 a.C.

Em qual momento histórico?

Antes da entrada de Israel na terra prometida.

Por que este livro foi escrito?

Porque os israelitas precisavam ser preparados para entrar na terra prometida e nas promessas da aliança.

Para quê este livro foi escrito?

Para orientá-los a como cultuar o Deus santo, santo, santo; para estabelecer o alto nível de santificação pessoal que Ele exige do seu povo; para ensiná-los acerca da gravidade do pecado e como vir à presença de Deus.

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Frase Reflexiva


"Existem algumas coisas em sua vida que já está na hora de você se desapegar."

Pense nisso....

Mistérios da Escritura - Bônusssss!

MAIS QUATRO MISTÉRIOS

1 Co 2.7 - "Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória"

Paulo refere-nos que quer ele quer os outros apóstolos falavam da sabedoria de Deus oculta em mistério. Ele explica que falavam de verdades que tinham estado escondidas às gerações anteriores, mas que agora estavam a ser reveladas pelo Espírito Santo.

1 Co 4.1 - "Que os homens nos considerem como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus."

Neste versículo, Paulo referencia que eles eram dispenseiros dos mistérios de Deus. A palavra "mistério" é aqui usada no sentido geral e comum, abrangente das revelações da dispensação da Graça de Deus.

1 Co 13.2 - "E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria."

Somos recordados que é inútil conhecer todos os mistérios e ter todo o conhecimento se não tivermos amor. Ainda que se conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, se não tivéssemos amor, nada seria.

1 Co 14.2 - "Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios."

Finalmente, Paulo diz-nos nesta passagem que se alguém fala numa língua estrangeira sem a presença do devido intérprete, não decorre benefício algum para alguém, mesmo que essa pessoa esteja a falar dos mistérios mais profundos.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Frase


"Um dia a vida ira cobrar e quando ela cobrar não terá a menor pena."

Invista tempo em sua família antes que outro invista tempo em sua mulher, em seu esposo e em seus filhos.

Tem gente que agora está tentando tomar o que é seu, vigie!

Ainda dá tempo!

Devocional do Dia - Revelação

"Então orou Ana, e disse: O meu coração exulta ao SENHOR, o meu poder está exaltado no SENHOR; a minha boca se dilatou sobre os meus inimigos, porquanto me alegro na tua salvação. Não há santo como o Senhor; porque não há outro fora de ti; e rocha nenhuma há como o nosso Deus. Não multipliqueis palavras de altivez, nem saiam coisas arrogantes da vossa boca; porque o Senhor é o Deus de conhecimento, e por ele são as obras pesadas na balança. O arco dos fortes foi quebrado, e os que tropeçavam foram cingidos de força. Os fartos se alugaram por pão, e cessaram os famintos; até a estéril deu à luz sete filhos, e a que tinha muitos filhos enfraqueceu. O Senhor é o que tira a vida e a dá; faz descer à sepultura e faz tornar a subir dela. O Senhor empobrece e enriquece; abaixa e também exalta. Levanta o pobre do pó, e desde o monturo exalta o necessitado, para o fazer assentar entre os príncipes, para o fazer herdar o trono de glória; porque do Senhor são os alicerces da terra, e assentou sobre eles o mundo. Os pés dos seus santos guardará, porém os ímpios ficarão mudos nas trevas; porque o homem não prevalecerá pela força. Os que contendem com o Senhor serão quebrantados, desde os céus trovejará sobre eles; o Senhor julgará as extremidades da terra; e dará força ao seu rei, e exaltará o poder do seu ungido. Então Elcana foi a Ramá, à sua casa; porém o menino ficou servindo ao Senhor, perante o sacerdote Eli."
1 Sm 2.1-11

Confesso.

Esperava ás palavras que Ana diz da boca de Moisés, Daniel, quiça Elias, mas foi de uma simples mulher que queria ter um filho.

A revelação que ela tem a respeito de Deus só o próprio Deus pode ter dado, assim como com Pedro diante da pergunta de Jesus. Ele revela que Jesus é o Cristo, o Filho do Deus vivo.

Deus é quem se mostra ao homem, somos nós é que as vezes não "enxergamos".

Deus está aí e em seu dia a dia Ele quer se revelar para você.

Que possamos ter um encontro com Deus hoje.

Um bom dia.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Pensamento


"Cada um dá o que tem. Quem tem muito dá muito. Quem tem pouco dá pouco. Quem não tem nada, não tem nada para dar."

Onde você está nesta classificação?

Mistérios da Escritura 10-10

A besta que sai do mar, uma das cenas do
Apocalipse, afresco de Giusto de' Menabuoi
na abside do Batistério de Pádua
O MISTÉRIO DA BABILÔNIA

"E na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande babilônia, a mãe das prostituições e abominações da terra. E vi que a mulher estava embriagada do sangue dos santos, e do sangue das testemunhas de Jesus. E, vendo-a eu, maravilhei-me com grande admiração. E o anjo me disse: Por que te admiras? Eu te direi o mistério da mulher, e da besta que a traz, a qual tem sete cabeças e dez chifres."
Apocalipse 17.5-7

Neste capítulo encontramos o cenário de uma prostituta sentada sobre uma besta, a qual tem sete cabeças e dez chifres. Ela é designada por "grande Babilônia, a mãe das prostituições e abominações da terra".

Nos versículos 8 a 18 encontramos a explicação deste mistério.

A mulher é uma grande cidade que governa sobre os reis da terra (v.18).

A Besta é um império que já existiu no passado, que deixou de existir, depois reavivado novamente e por fim destruído (v.8).

Os dez chifres são dez reis que se unirão em federação formando este império (v.12).

A prostituta irá governar sob a permissão da besta por algum tempo, mas depois será destruída pela besta (v.16).

Finalmente, o império será ele próprio destruído pelo Senhor (v.14).

Como devemos interpretar esta passagem? Permitam-se sugerir a seguinte interpretação: A mulher representa um grande sistema religioso que terá a sua "sede" em Roma. Será uma igreja mundial com enormes recursos financeiros.

Porque razão é esta igreja mundial chamada de "prostituta"?

Precisamente porque ela cometeu fornicação com os reis e habitantes da terra. A sua relação ilícita com o sistema do mundo é contrária à crença e comportamento da verdadeira Igreja de Jesus Cristo.

A Sua Igreja é uma assembleia que é chamada para fora do mundo, para ficar separada dele. As sete cabeças são os sete montes (v.9). Ora, Roma é conhecida como a cidade dos "sete montes". Os sete reis (v.10) são as cabeças do Império Romano.

Quando João recebeu esta visão, cinco dessas cabeças (governadores) já tinham caído. Eram precisamente Júlio César, Tibério, Calígula, Cláudio e Nero. O anjo disse então: "e um existe" (ou seja, Domictio, o último dos césares que estava vivo aquando da altura em que João escreveu o Apocalipse).

"Outro ainda não é vindo". A sua identificação é clara. Uma outra cabeça do império romano ainda está para vir.

Será o Anticristo, inspirado e completamente dominado por Satanás. Depois de apoiar a igreja mundial por algum tempo, o governador do Império Romano Reavivado voltar-se-á contra esse sistema e o destruirá. Para maiores detalhes, estude Apocalipse 18.

terça-feira, 26 de julho de 2016

Frase de Reflexão


"Culpamos a Deus pelos sofrimentos, pois é mais fácil viver quando a culpa é dos outros."

Devocional do Dia - Duas Ações de Deus

"Deus diz: “Eu salvarei aqueles que me amam e protegerei os que reconhecem que eu sou Deus, o Senhor. Quando eles me chamarem, eu responderei e estarei com eles nas horas de aflição. Eu os livrarei e farei com que sejam respeitados. Como recompensa, eu lhes darei vida longa e mostrarei que sou o seu Salvador.”"
Sl 91.14-16 NTLH

Lia na Bíblia NTLH eu este salmo e algo me encantou.

No verso 14 diz: "Deus diz: 'Eu salvarei aqueles que me amam e protegerei os que reconhecem que eu sou Deus, o SENHOR.'".

São duas ações de Deus:

1) Salvar os que O amam.

2) Proteger ou preservar os que reconhecem seu senhorio.

Nós, se quisermos estas duas ações divinas ao nosso favor, devemos amar a Deus sobre todas as coisas e dar o trono de nossa vida para Ele. Permitir que Ele seja o nosso Senhor e Rei.

Veja que Ele está acima de tudo e ainda assim quer o nosso amor.

Não se esqueça disso: Você é importante para Deus!

Tenham um dia abençoado.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Notícias Obra Missionária - Itália

São José do Vale do Rio Preto, RJ, 22 de julho de 2016.

“E peço isto: que o vosso amor cresça mais e mais em ciência e em todo o conhecimento” (Fp 1.9)

Amados irmãos e companheiros na obra missionária,

Que a graça e paz do nosso Senhor Jesus Cristo vos sejam multiplicadas.

Está chegando o tempo de retornarmos à Itália (05/08). Infelizmente não será possível visitarmos ou revermos todos os nossos mantenedores, mas queremos expressar a nossa profunda gratidão a todos por estarem na nossa retaguarda, segurando as cordas da oração e contribuição.

Neste tempo no Brasil, pudemos constatar o grande descaso da igreja brasileira para com a Grande Comissão dada por Cristo à sua Igreja. Em muitas igrejas, missões foi relegada ao último lugar na lista de prioridades.

Gastam-se enormes quantias e esforço para promover congressos e festividades várias (jovens, mulheres, homens, stand-up, shows gospel, etc.), dos quais não recebemos nenhuma ordem de Cristo, nem mesmo encontramos sequer um exemplo no Novo Testamento, mas pouco ou quase nada é feito para apoiarmos, através da obra missionária, aqueles que saem por causa do Nome de Cristo (3 Jo 7-8). Infelizmente, se faz pouco para obedecer a ordem de Cristo de levar o Evangelho a toda criatura (Mt 28.19-20; Mc 16.15), mas se faz tanto para entreter os crentes dentro de quatro paredes.

A atual situação da igreja brasileira, me recorda as palavras do famoso senador e escritor romano Cícero (106–43 a.C.): “Ó tempora! Ó mores!” (“Que tempos os nossos! E que costumes!”). Que o Senhor tenha misericórdia da igreja brasileira e nos dê um coração disposto a obedecer a sua vontade revelada nas Escrituras Sagradas!

No entanto, somos imensamente gratos a todos amados irmãos e igrejas que, entendendo a ordem de Cristo, têm nos apoiado na obra missionária. Diferentemente do que muitos podem pensar, não é nada fácil servir na obra missionária num país como a Itália, principalmente na parte norte do país, que é conhecida como cemitério de missionários, devido, principalmente, à alta taxa de retorno prematuro de missionários.

Ao recebermos de Semipa o relatório anual de nossos mantenedores, pudemos constatar que vários irmãos e igrejas têm feito um grande sacrifício para nos apoiar na obra missionária, mas ao mesmo tempo constatamos que outras igrejas poderiam fazer um pouco mais.

Devido a situação atual da igreja brasileira com relação a obra missionária, têm sido um verdadeiro desafio levantar novos mantenedores. Assim, gostaríamos de reconhecer o esforço de cada igreja em nos apoiar financeiramente, principalmente diante da crise econômica que vive o Brasil, mas ao mesmo tempo pedimos à algumas, que talvez possam fazer um pouco mais, a estudarem a possibilidade de atualizarem o valor das contribuições.

Não peço isso à todas, pois sei que várias fazem o melhor, dentro de suas possibilidades. O mais importante não é o valor em si, mas a nossa dedicação para com a obra missionária. Creio que o Senhor estará dando a cada uma a sensibilidade e a direção neste sentido.

Retornamos à Itália com alguns desafios ainda para vencer: levantar novos mantenedores, visto que o nosso sustento ainda está defasado; comprar alguns móveis que ainda precisamos para nossa casa; além de outras despesas como material escolar para o novo ano letivo do Lucas que começa em setembro, renovação de nossos títulos de residência na Itália, conserto do nosso carro, etc. Por favor, orem para que possamos vencer estes e outros desafios que temos.

Muito obrigado a todos por estarem conosco na obra missionária! Nós não temos nos esquecidos de orar incessantemente por todos os nossos mantenedores para que Deus continue os abençoando grandemente.

Com gratidão,

Pr. Paulo Henrique, Alessandra e Lucas
-----------------------------------------------------

Escreva para nós através dos e-mails:

Nossas contas pessoais:

BB Ag 3159-3 C/C 6573-0 ou Itaú Ag 6116 C/C 00485-1 (Paulo Henrique P. Cunha)

Reflexão de Segunda-Feira


Vamos lá força e coragem, pois Deus tem uma vitória para você está semana!

"Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem."
Romanos 12.21

domingo, 24 de julho de 2016

Mistérios da Escritura 9-10

O MISTÉRIO DE DEUS

"Mas nos dias da voz do sétimo anjo, quando tocar a sua trombeta, se cumprirá o segredo de Deus, como anunciou aos profetas, seus servos."
Apocalipse 10.7

Quando soar a sétima trombeta do Apocalipse, o mistério de Deus será cumprido.

O som desta trombeta será acompanhado por altas vozes celestiais dizendo "Os reinos deste mundo vieram a ser do nosso Senhor e do Seu Cristo, e Ele reinará para todo o sempre" Ap 11.15.

Daqui conhecemos que a sétima trombeta soará no fim da Grande Tribulação quando Cristo vier para a Terra para implantar o Seu Reino - Ap 11.17.

Nesse tempo, aqueles que tiverem sido fieis perante o Senhor durante o período da Grande Tribulação serão galardoados e os Seus inimigos serão destruídos - Ap 11.18.

Então, o mistério de Deus será cumprido na sua plenitude. O mal que tem sido tão persistente e que tem causado tanta miséria, será finalmente abolido.

O reino do pecado que foi permitido por Deus para triunfar durante algum tempo, como em Salmo 2, terminará com um indubitável e glorioso triunfo de Cristo.

A humanidade não conhece isto, nem crê assim nos dias de hoje. Deste modo, é um mistério revelado apenas aos Seus "servos e profetas".

sábado, 23 de julho de 2016

Os Livros Bíblicos - Antigo Testamento

02.  Êxodo (“saída” ou “partida”) – Também é chamado de “O Livro da Aliança”:

Para quem foi escrito este livro?

Para os israelitas.

Por quem foi escrito (autor)?

Moisés, entre 1440 á 1445 a.C.

Em qual momento histórico?

Antes da entrada de Israel na terra prometida.

Por que este livro foi escrito?

Porque os israelitas precisavam ser preparados para entrar na terra prometida e nas promessas da aliança.

Para quê este livro foi escrito?

Para orientá-los a adorar somente a Deus (que os libertou do Egito e os conduziu pelo deserto); para especificar os termos do relacionamento entre o Deus santo e o seu povo; e, para preservar por escrito as palavras da aliança.

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Você não está sozinho, você entre irmãos!




"Irmãos, não faleis mal uns dos outros.
Quem fala mal de um irmão, e julga a seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei; e, se tu julgas a lei, já não és observador da lei, mas juiz."

Tiago 4.11

Mistérios da Escritura 8-10

O MISTÉRIO DAS SETE ESTRELAS

"O mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete castiçais de ouro. As sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete castiçais, que viste, são as sete igrejas."
Apocalipse 1.2

As sete igrejas na visão de João são os anjos ou mensageiros das sete igrejas da Ásia.

Os sete castiçais de ouro são as sete igrejas.

Nos dois capítulos seguintes, o Senhor endereça carta aos anjos das sete igrejas.

Estas cartas podem ser compreendidas de três formas diferentes:

1) Eram sete cartas literais escritas a sete igrejas literais que existiam no tempo de João;

2) As cartas substanciam uma visão cronológica da história da Igreja desde o Pentecostes até ao fim da era da Igreja;

3) Elas descrevem as características que pode ser encontradas na Igreja Universal em qualquer época da sua história.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Notícias Obra Missionária - Peru

Peru, 19 de Julho de 2016.

Amados, a paz do Senhor Jesus.

Com muita alegria lhes escrevo esta carta, esperando que os amados estejam bem de saúde, cheios de paz e das bênçãos do nosso Senhor Jesus Cristo.

Por aqui estamos bem graças a Deus, avançando sempre com a ajuda do Senhor, com os propósitos firmes pela obra do Mestre e o desejo constante de seguir estendendo o Reino do Senhor entre os não alcançados.

IGREJA EM CHICLAYO

Louvo a Deus pelo que ele tem feito em favor da nossa igreja em Chiclayo, estamos felizes pois almas tem se convertido através da pregação do Evangelho neste lugar.

Todos os domingos as nossas crianças têm recebido ensinamentos bíblicos e se animado a trazerem mais crianças para escutarem a mensagem de boas-novas na Escola Bíblica Dominical.



CONGREGAÇÃO EM REQUE

Estamos de festa...

A Igreja em Reque esteve celebrando seu segundo aniversário. Estamos muito agradecidos ao Senhor pela obra que vem sendo realizada neste lugar, hoje, dois anos depois de feita a abertura oficial desta congregação podemos dizer: “Até aqui nos ajudou Jeová!”


CONGREGAÇÃO SAN JUAN, CHONGOYAPE

O trabalho continua firme e avante neste povoado muito carente aqui no pé da Cordilheira dos Andes.

Dia 08 de agosto o templo estará cumprindo o seu primeiro ano de inaugurado, para o qual estamos preparando uma linda festa em agradecimento ao Senhor pelas bondades recebidas em todo este tempo que estamos trabalhando na evangelização de Chongoyape, povoado de San Juan, Cuculí.

CONGREGAÇÃO CRUZ DEL MEDANO, MORROPE, LAMBAYEQUE

Como passou rápido...

O Projeto 4-14 neste lugar está de festa. Celebramos nosso primeiro aniversário em Cruz del Medano, projeto que tem crescido dia a dia e hoje temos mais de 100 crianças congregando fielmente ali.

Quero expressar minha gratidão através deste relatório aos amados que tem estado conosco juntos nesta jornada, louvamos a Deus pelas vossas orações e contribuições, pois através do vosso esforço ao segurar a corda, tem nos ajudado a que este trabalho seja possível.

CONGREGAÇÃO SECHURA – PIURA

Pela misericórdia do Senhor, esta igreja tem crescido a cada dia, Deus tem feito coisas maravilhosas em favor da Obra neste lugar. Está trabalhando nesta cidade o irmão Calixto, o qual, junto a sua esposa Ruth, tem desenvolvido um trabalho maravilhoso em favor da pregação do Evangelho em pleno coração do deserto de Sechura, considerado o 5º maior deserto do mundo.

PEDIDOS DE ORAÇÃO:
  • Orem para Deus abrir as portas para o pagamento mensal do local da Igreja.
  • Orem pelas nossas congregações e obreiros.
  • Orem pela minha vida e família.
  • Orem pela minha viagem ao Brasil, para Deus abrir as portas para a Obra no Peru.
No amor de Cristo.

Pr. Elias Alves e Família

Devocional do Dia - O que Deus pensa de nós?

"E Estas são as palavras da carta que Jeremias, o profeta, enviou de Jerusalém, aos que restaram dos anciãos do cativeiro, como também aos sacerdotes, e aos profetas, e a todo o povo que Nabucodonosor havia deportado de Jerusalém para babilônia (Depois que saíram de Jerusalém o rei Jeconias, e a rainha, e os eunucos, e os príncipes de Judá e Jerusalém, e os carpinteiros e ferreiros), Pela mão de Elasa, filho de Safã, e de Gemarias, filho de Hilquias (os quais Zedequias, rei de Judá, tinha enviado a babilônia, a Nabucodonosor, rei de babilônia), dizendo: Assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel, a todos os do cativeiro, os quais fiz transportar de Jerusalém para babilônia: Edificai casas e habitai-as; e plantai jardins, e comei o seu fruto. Tomai mulheres e gerai filhos e filhas, e tomai mulheres para vossos filhos, e dai vossas filhas a maridos, para que tenham filhos e filhas; e multiplicai-vos ali, e não vos diminuais. E procurai a paz da cidade, para onde vos fiz transportar em cativeiro, e orai por ela ao Senhor; porque na sua paz vós tereis paz. Porque assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: Não vos enganem os vossos profetas que estão no meio de vós, nem os vossos adivinhos, nem deis ouvidos aos vossos sonhos, que sonhais; Porque eles vos profetizam falsamente em meu nome; não os enviei, diz o Senhor. Porque assim diz o SENHOR: Certamente que passados setenta anos em babilônia, vos visitarei, e cumprirei sobre vós a minha boa palavra, tornando a trazer-vos a este lugar. Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais. Então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei. E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração. E serei achado de vós, diz o Senhor, e farei voltar os vossos cativos e congregar-vos-ei de todas as nações, e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o Senhor, e tornarei a trazer-vos ao lugar de onde vos transportei."
Jeremias 29.1-14

O sofrimento que passamos é justo uma vez que como pecadores de nascimento somos.

Mas estamos livres do pecado por Jesus. Porque ainda sofremos?

As vezes que Deus fez por alguém os feitos mais portentosos foi em meio ao sofrimento.

No sofrimento nos esvaziamos do incapaz "EU" para caber o poderoso "EU SOU".

No teu sofrimento procure o teu Senhor.

Bom dia.

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Dependa da Deus, facilita as coisas!


"Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará."
Salmos 37.5

Isso facilita demais as coisas desta vida.....

Os Livros Bíblicos - Antigo Testamento

As informações abaixo são bastante simplificadas; apenas uma visão geral dos livros bíblicos (com ênfase na aliança). 

O Pregador diligente desejará confirmar estas informações e avançar no estudo do texto, do contexto histórico e dos propósitos dos livros.
___________________________________

OS LIVROS DO ANTIGO TESTAMENTO

01. Gênesis (“origem” ou “princípio”):

Para quem foi escrito este livro?

Para os israelitas.

Por quem foi escrito (autor)?

Moisés, entre 1440 á 1445 a.C.

Em qual momento histórico?

Antes da entrada de Israel na terra prometida.

Por que este livro foi escrito?

Porque os israelitas precisavam ser preparados para entrar na terra prometida e nas promessas da aliança.

Para quê este livro foi escrito?

Para incentivá-los a confiar somente em Deus (Criador dos céus e da Terra) e a se manterem fiéis à aliança que Ele fez com Abraão (observando seus estatutos e mandamentos).

terça-feira, 19 de julho de 2016

Água - De onde você tem bebido?


"(Jesus) Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna."
João 4.14

Mistérios da Escritura 7-10

O MISTÉRIO DA DIVINDADE

"E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Deus se manifestou em carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória."
1 Timóteo 3.16

Este verso refere-se ao Senhor Jesus Cristo.

Antes da vinda de Cristo nunca ninguém tinha visto a perfeita piedade (gr. eusébia = devoção) numa vida humana.

Quando Cristo veio, Ele deu uma demonstração prática de como uma pessoa divina é. Paulo diz que este é um grande mistério, significando que é maravilhoso.

Notemos que este mistério está em absoluto contraste com o mistério da iniquidade (2 Ts 2.7-9).

1 Ts 2.7-9 - "Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora o retém até que do meio seja tirado; E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira"

É o contraste entre Cristo e o Anticristo.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Onde você está pegando "carona"?


Pegamos "carona" com o perigo quando flertamos com o pecado.

Enchemos o peito de bradamos: "isso não acontece comigo, eu não caio nessa".

Esquecemos que na Bíblia alguns dos nomes atribuídos a Satanás são: "passarinheiro" (Sl 91.3; 124.7; Pv 6.5), "caçador de aves" (Os 9.8) ou "fazedor de armadilhas" (Jr 5.26).

O passarinheiro em seu contexto é "Aquele que conhece bem as técnicas de emboscada, mestre de engano".

A Bíblia fala que só o Senhor pode nos livrar, por que nós assim como os pássaros não vemos os laços e as armadilhas. Contudo, Ele os vê!

Em nosso entendimento físico e carnal não vemos mal algum, mas e no espiritual?

O texto que fala do livramento do Senhor sobre tais circunstâncias (Sl 91.3) é claro, se não houver um que saiba das armadilhas, não poderá haver livramento. Não existe nada oculto ao Senhor.

Existem duas espécies de armadilhas usadas pelos passarinheiros:

A PRIMEIRA pressiona o pássaro contra o chão. Comparando com a vida de hoje, mostra como somos, muitas vezes, pressionados e até amassados.

A SEGUNDA funciona com um laço que pega a ave pelo pescoço e a levanta, significa, na vida de hoje, como existem muitas criaturas enforcadas pelas armadilhas da vida e das dívidas.

Lembramos que o laço em hebraico significa "espancador" e que em nossa versão traduz por cilada, laços, cadeias ou outras palavras hebraicas geralmente traduzidas como armadilha.

No Egito, hoje em dia, são usados os seguintes tipos de armadilha, algumas delas com antigos paralelos: redes, tábuas sobre um buraco, caixa que cai sobre a vítima, laçada, armadilha com duas peças que apontam o pescoço da vítima, e uma gaiola com alçapão.

Aprendemos que toda armadilha é para colocar-nos sob pressão, é um peso que ocasiona preocupação, tirando a paz e a tranquilidade, colocando o homem num buraco sem saída, nos deixando sufocados, presos e muitas vezes levando a morte física e espiritual.

Ande com o Senhor e não cairás em laços, pois Ele dará ordem a seus anjos a teu respeito! (Sl 91.11)

Reflexão de Segunda-Feira


Tome uma posição, assim as seus atos ficarão notórios á todos.

Boa semana a todos!

domingo, 17 de julho de 2016

Para conhecer por dentro


Moradias nos tempos Bíblicos

Na antiguidade, havia, em Israel, casas simples e, também, imponentes habitações. Tudo dependia, é claro, das posses de quem as possuía. Em Samaria, por exemplo, algumas residências eram feitas de marfim.

1) Tendas - Em Ur dos Caldeus, Abraão habitava em uma casa confortável que, segundo alguns estudiosos, possuía até água quente. Ao deixar sua cidade, passou a residir em tendas, a mais antiga forma de moradia no Médio Oriente. As tendas, primitivamente, eram feitas de peles de cabra. Com o passar dos séculos, no entanto, passaram a ser mais sofisticadas. Algumas delas, inclusive, possuíam várias dependências. O apóstolo Paulo era fabricante de tendas.

2) Cabanas - Construídas com estacas e cobertas de folhagens, eram usadas com freqüência pelos israelitas. Pedro queria construir três cabanas: uma para Jesus, outra para Moisés e a terceira para Elias.

3) Tabernáculo - Foi o templo peregrino dos israelitas. Acompanhou-os durante seus 40 anos de jornada pelo deserto do Sinai. Nessa tenda, a glória do Senhor manifestava-se constantemente a Moisés. Esse lugar de adoração seria substituído, mais tarde, pelo Templo, construído por volta do ano 1.000 a.C, pelo rei Salomão. Tabernáculo pode significar, também, habitação. 

4) Casas - Nos tempos bíblicos, as casas eram feitas de pedra, de tijolos e de madeira. Geralmente eram pequenas; possuíam apenas um cômodo. As residências dos ricos, entretanto, tinham vários compartimentos. Nas localidades mais quentes, os telhados eram planos e podiam ser transformados em terraços. No auge do verão, serviam de dormitório. Nas regiões mais frias, os telhados em forma de meia-água, facilitavam o deslizamento da neve. As portas das casas hebreias eram estreitas e baixas. As janelas, poucas e sem vidros.

5) Torres de Vigia - Com quase três metros de altura, as torres de vigia eram construídas para proteger os pomares e as lavouras. As provisórias eram feitas de madeira; as permanentes, de pedras. Estas últimas serviam, também, de residência.

6) Palácios - Construídos com esmero, constituíam-se nas residências dos reis hebreus. O mais imponente deles foi erguido pelo rei Salomão. Segundo alguns estudiosos, a casa do sábio rei de Israel era mais suntuosa do que o Templo.

Fonte:
ANDRADE, Claudionor de. Geografia Bíblica. 3. ed. Rio de Janeiro: Cpad, 1994.

sábado, 16 de julho de 2016

Jeremias ou Zacarias

"Em Mateus 27.9, lê-se: 'Então se cumpriu o que profetizou o profeta Jeremias...', porém quem vaticinou realmente foi Zacarias. Pergunta-se: Como se explica esta contradição?"

Diversas teorias engenhosas têm surgido para solucionar o problema, e dentre elas, citemos algumas:

1. Alguns têm sugerido que o autor citou de memória, e que por isso simplesmente incorreu em pequeno equívoco.

2. Orígenes, ao tentar solucionar o mistério, supôs que a passagem se encontra em algum livro apócrifo de Jeremias. Jerônimo chegou mesmo a encontrar uma referência em certo livro apócrifo de Jeremias, mas pensou que esse versículo, na obra apócrifa, em realidade fosse uma citação tirada do livro original de Zacarias, pelo que o problema permanece até hoje.

3. Eusébio pensava que o livro original de Jeremias tivesse essa citação, mas que os judeus a apagaram de todas as cópias, por causa de sua conexão com a história de Jesus. Entretanto, disso não há prova alguma.

Agostinho concorda com a primeira posição, dada acima, afirmando que o motivo foi um lapso de memória. Entre os teólogos modernos, Alford também concorda com isso, dizendo: "Provavelmente a citação foi feita de memória, sem exatidão". Essa explicação é, de fato, contrária e incompatível com a inspiração divina da Escritura Sagrada.

Na realidade, após um estudo mais acurado do assunto, entendemos que no texto de Mateus, há, em verdade, uma alusão a Zacarias 11.12,13, mas as palavras não concordam pormenorizadamente nem em hebraico, nem em grego (LXX). O acréscimo mais importante é a palavra "campo", sobre a qual depende o cumprimento da profecia citada pelo evangelista. Tanto esta palavra, como as idéias relacionadas a ela, são oriundas de Jeremias 32.6-9, onde ocorre a transação de um campo por tantas moedas de prata.

Gostaríamos de salientar também ao leitor que a relação entre a profecia e seu cumprimento, a que o evangelista chama a atenção, depende dos dois trechos do Velho Testamento. É compreensível então que dos profetas, o evangelista escolhesse Jeremias, sendo até o maior e mais antigo dos dois e que também fornece a palavra essencial da citação. Segundo Champlin, teólogo norte-americano, a referência feita a Jeremias também se deve ao fato de que esse profeta aparecia em primeiro lugar entre os livros proféticos, e que ele fez a citação sob o nome daquele que figurava em primeiro lugar entre esses livros, ao invés de identificar com mais exatidão o autor dessas palavras.

Já Meyer procurou resolver a dificuldade explicando que não é provável que o autor do evangelho de Mateus incorresse em tão grande equívoco, porquanto em muitíssimas outras passagens ele demonstra ter bom conhecimento do VT, e que é provável que tivesse usado o material básico de Jeremias 32.6,14, como vimos acima, e, mediante uma paráfrase, produziu a citação que encontramos aqui. Essa paráfrase teria a intenção de destacar o sentido original do autor, ou de explicar mais completamente as implicações dessa profecia. Isto nos parece ser o mais provável, para explicar o texto de Mateus.

Conselhos Bíblicos