Pesquisar no Blog do J.A.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

NASCIMENTO - O MILAGRE DA VIDA

Embora as Escrituras usem, frequentemente, o parto e a maternidade como metáforas, a realidade e importância do nascimento também estão presentes. O útero é uma incubadora natural preparada por Deus para dar proteção e permitir o desenvolvimento de uma criança. Se o nascimento ocorre prematuramente (Êx 21.22-25), o resultado poder ser trágico, como a morte da mãe (1Sm 4.19-22) ou da criança (Sl 58.8; Os 9.14).

Outras alusões bíblicas ao processo do nascimento incluem aquelas relacionadas como as pessoas que auxiliam a mãe a dar à luz, como as parteiras (Gn 35.17; Êx 1.15); com os acessórios, como a cadeira de parto (Êx 1.16); com os procedimentos, como o corte do cordão umbilical e a higiene da criança (Ez 16.4); e com as penalidades, como a impureza ritual da mãe por 40 a  80 dias após o parto (Lv 12.1-8).

Dor e alegria se misturam no milagre do parto. A concepção e o nascimento de uma criança exemplificam a obra-prima da criação de Deus (Gn 1.26-28). A saída de um filho do ventre materno é uma experiência marcada por contrastes extremos. As mães são unânimes em dizer que carregar uma criança é muito desconfortável de propiciar a chegada de uma nova vida faz com que todas as mães se regozijem. A dor é logo esquecida "pelo prazer que tem de ter nascido ao mundo um homem" (Jo 16.21).
"A Bíblia da Mulher"


Pr. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus).

Conselhos Bíblicos