Pesquisar no Blog do J.A.

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

FILHOS - A MORTE DE UM FILHO


A morte de um filho é motivo de grande aflição para os pais, envolvendo-os em tristezas e culpa. Apenas alguém que já passou por essa experiência pode entender plenamente à angústia de perder um filho. A mãe aflita pode segurar seu filho expirante e chorar, incrédula, sentindo que, de algum modo, a morte dele é culpa sua, como Hagar se afastou  de seu filho agonizante (Gn 21.16).

Os filhos de Rispa foram mortos por causa dos pecados de Saul e do mal trazido por ele sobre toda a sua família. Depois dos sete terem sido sacrificados, Rispa estendeu um pano de saco numa rocha ao lado dos corpos para protegê-los do ataque de aves e animais selvagens (2Sm 21.9-10). Sem dúvida, ela se perguntou o que havia feito para merecer essa tragédia!

Quando Jesus, o Filho de Deus, nasceu de Maria, cumprindo as profecias do AT, ela se tornou sua mãe dedicada. Imagine a angústia de Maria ao testemunhar a morte cruel de seu filho na cruz (Jo 19.25-26)! Somente um pai ou mãe aflito pode entender a tristeza dela, mas todos nós podemos ter sua esperança (Ap 21.4). 

A mulher que perdeu um filho ou que esta diante da morte de um ente querido tem a esperança eterna de que a vida não chega ao fim com a morte física. Pode estar certa de uma coisa: quando alguém morre no Senhor ou ainda não tem idade para lhe prestar contas, seu "corpo de humilhação" é transformado para ser igual ao corpo de gloria do Senhor (Fp 3.21). Uma mulher pode passar por essa experiência e ser vitoriosa com a ajuda de Deus de toda consolação (2Co 1.3-4).

Fonte: "A Bíblia da Mulher";


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus).

Conselhos Bíblicos