Pesquisar no Blog do J.A.

sexta-feira, 17 de março de 2017

O contexto bíblico do "Vaso"

(1) Objeto próprio para conter líquidos.
1 Sm 10.1 - "Então tomou Samuel um vaso de azeite, e lho derramou sobre a cabeça, e beijou-o, e disse: Porventura não te ungiu o SENHOR por capitão sobre a sua herança?"
Et 1.7 - "E dava-se de beber em copos de ouro, e os copos eram diferentes uns dos outros; e havia muito vinho real, segundo a generosidade do rei."
(2) Figuradamente:

a) Pessoa física (1 Pe 3.7 RC - " Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações.")

b) Pessoa que recebe o castigo de Deus (Rm 9.22 NTLH - "E se Deus, querendo mostrar a sua ira e tornar conhecido o seu poder, suportou com grande paciência os vasos de sua ira, preparados para destruição?"; ou sua misericórdia (Rm 9.23 - "Para que também desse a conhecer as riquezas da sua glória nos vasos de misericórdia, que para glória já dantes preparou").

c) Pessoa como instrumento de Deus (Rm 9.21 - "Ou não tem o oleiro poder sobre o barro, para da mesma massa fazer um vaso para honra e outro para desonra?"; 2 Co 4.7 - "Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós.").

O termo "vaso" assume diversas alegorias como acima vimos, talvez a mais marcante ser a que o apóstolo Paulo escreveu em 2 Co 4.7.

Vivemos a Dispensação da Graça, e nela o valor jamais estará no vaso em si, mas naquilo que é colocado dentro do vaso. Isso faz alusão as fraquezas humanas contrapondo com o poder de Deus manifesto pelo "encher o vaso" com o seu Espírito Santo.

Todos somos vasos nas mãos do Senhor, basta a nós estarmos prontos para o uso.

Conselhos Bíblicos