Pesquisar no Blog do J.A.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

O que esperar do Senhor?

Nada.

Ele não nos deve absolutamente nada!

O antropocentrismo do homem quer coloca Deus na posição de devedor quando pensa que o Soberano é obrigado a dar, fazer e acontecer em sua vida.

Veja bem este exemplo: Jó 1.1

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal."

Ao ver do homem, Jó, deveria ser coberto de "mimos" por Deus. Veja os atributos:

1. Homem - Ele era feito do mesmo material ou substância que eu e você.

2. Íntegro - Caráter é uma de suas virtudes mais marcantes no cenário que está inserido.

3. Reto - Justo em seus negócios, em seus julgamentos, em sua adoração.

4. Temente - Não tinha outro foco em sua adoração senão Deus. Ele respeitava o Criador de tudo.

5. Desviava-se do mal - Ele não andava de mãos dadas com os erros, e se algum acontecesse seria algo anormal e não comum como a bíblia nos revela que era nos primórdios da humanidade.

Mesmo sob os olhos de pai "abobado" pelo filho, Deus não pensou duas vezes em provar ao Adversário que o agir do patriarca era por amor e não interesse (Jó 1.8).

Já parou para pensar que o nosso sofrimento possa ser "apenas" para glória de Deus? Quem hoje de nós é tão exemplar que não possa passar por vales tenebrosos?

Temos tido  qual tipo de relacionamento com Deus?

Jó mesmo depois da destruição, roubou, dores, chagas o que faz? O você faria? (Jó 1.20-22)

Jó tinha tudo e foi lhe tirado tudo, daí vemos á Jesus: tinha tudo no céu e em glória junto ao Pai. Por Deus também foi permitido que sofresse as dores, injurias, afrontas e o pior, o pecado sem culpa.

Jó ao final de sua épica saga alcança testemunho diante de Satanás e Deus.

Jesus ao final de sua épica saga alcança testemunho diante de Satanás, dos homens e Deus.

Jó e Jesus nos mostram que mesmo tendo vidas irrepreensíveis, não foram isentos do sofrimento em vida terrena, porque, então, nós que temos muitos erros queremos nos isentar das provações?

Lembre-se: O fim dos dois, após as dificuldades, foi magnífico e originado da vontade de Deus, o único que tem o melhor para nós.

Se agradar a Deus nos dar algo - amém! Caso contrário Ele continuará sendo Deus e nós sendo servos agradecidos.

Conselhos Bíblicos