Pesquisar no Blog do J.A.

quinta-feira, 24 de abril de 2014

GIGANTE NA FÉ


VIÚVA SEM NOME, MAS GIGANTE NA FÉ  

(1° Rs 17.8-16)

"É o fim!" Dizia a viúva, pegando graveto para cozer o ultimo pouco de farinha que tinha. 

Uma seca terrível atingiu inúmeras cidades. 

Sua exclamação é interrompida com dois pedidos de um nobre desconhecido: 

 Dá-me um pouco d'água e um pouco de comida. 

A água até dava para compartilhar - por enquanto - mas a comida... nem tanto!

Ela explicou que tinha apenas para ela e seu filho: "eles comeriam e logo morreriam". 

Percebeu o nível de esperança que essa mulher se encontra? 

Nível zero. 

Elias mexe ainda mais com ela quando diz: 

"Faça a comida como você bem disse, mas faça para eu primeiro e depois para você e seu filho. 

Por que a farinha e o azeite não faltará até descer a chuva". 

E o que é surpreendente em tudo isso é que ela foi fazer conforme a palavra do profeta. 

Meu Deus! 

Para pra pensar. 

Que fé! 

Que força! 

Que experiência! 

 Alguém poderá dizer: é que ela conhecia o profeta. 

Eu digo: Não! 

Ou, é que ela tinha uma comida escondidinha. 

Não! 

Ela não tinha reserva. 

Ela não tinha "cartas na manga". 

Ela tinha confiança em Deus. 

É por essas e outras que a nossa fé não pode ser circunstancial. 

Estou empregado, tenho fé. 

Fui demitido,não tenho. 

Tenho dinheiro, tenho confiança. 

 Comprei picolé a prazo, começo murmurar... e assim por diante. 

Fé circunstancial é fraca e não pode ser chamada de fé... a nossa confiança em Deus precisa ser independente das situações adversas. 

Que tenhamos a firmeza e a sabedoria de ver o invisível, ouvir o inaudível e sucumbir nosso ego pecaminoso para glorificar a Deus! 

Pense nisso. 

Lembre-se da viúva sem nome, mas gigante na fé.


Achei na Net não sei quem fez porem achei legal, muito bom e vai para voce que reclama de tudo.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

Conselhos Bíblicos