Pesquisar no Blog do J.A.

quarta-feira, 2 de abril de 2014

CONSTANTE MANUTENÇÃO

CONSTANTE MANUTENÇÃO.

Certo jovem, filho de um sábio e experiente pescador, vivia admirado pelo fato de que o pai gastava muito tempo fazendo manutenção no barco nos intervalos das pescarias. 

O jovem achava que era perca de tempo, sendo que ao seu ver, não existia nenhum defeito, e portanto nenhuma necessidade de manutenção. 

Mas o pai sempre revisava a embarcação e tralha de pesca, e no mínimo, um arrocho nas amarras das velas sempre eram feitas, mesmo que pareciam não estarem frouxas.

Um dia, enquanto o velho fazia o seu trabalho de costume o filho então lhe perguntou porque ele sempre fazia aquilo. 

O pai, interrompendo um pouco o serviço disse-lhe: 

Meu filho, sempre que saio para o mar, o barco passa por fortes embaques em confronto direto com as ondas e o ventos, e isto lhe-provoca desgaste e afrouxamento, quando não, pequenas trincas e rachaduras difíceis de serem vistas de longe e que necessitam ser restauradas. 

“Tudo isto que faço aqui na calma da praia não pode ser feito quando estou pescando em alto mar, muito menos em momentos da fúria do vento e das altas ondas, pois aprendi com meu velho pai que é em tempo de paz que se previne e se prepara para enfrentar as tempestades”.

Assim também é a nossa vida no dia-a-dia. 

Necessita de uma constante manutenção para que sejam restaurados aqueles locais desgastados pela luta diária, ou até substituídas algumas peças que apresentem defeitos, adquirindo-as no depósito do Pai. 

Oração, jejum e meditação na palavra de Deus, diálogo e perdão, são algumas das formas de fazermos a manutenção do nosso barco para que ele esteja sempre firme e flutuante até que ancore um dia ao porto eterno de Deus. 

Mesmo que o seu barco não aparente defeito, verifique bem e faça nele uma minuciosa vistoria, e só assim depois saia feliz e confiante para o seu trabalho.

Aquela embarcação em que não é feita uma constante manutenção corre o risco de naufragar em meio as circunstâncias difíceis desta vida, porém aquele que tem o seu barco sempre conservado, além de não correr perigo, poderá ainda ajudar a salvar àqueles se encontram naufragando e precisando de ajuda. 

Pense nisto!

È mais sábio e seguro cuidar bem da embarcação do que questionar a tempestade.

Disse Jesus: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentações.”


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

Conselhos Bíblicos