Pesquisar no Blog do J.A.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

DEUS É GLORIFICADO

Todas as grandes religiões do mundo dizem que cultuam a Deus. Em nossa sociedade, qualquer forma de culto, quando sinceramente praticado, é em geral aceito como legítimo. A Bíblia, porém, diz outra coisa. Ensina que o próprio Deus orienta como deseja ser adorado.

Deus chamou seu povo Israel para abandonar outras religiões. Ordenou-lhes, desde o início, a não cultuar ao Senhor como os outros povos adoravam a seus "deuses" (Dt 12.4,31). Instruiu se povo a adorá-lo em um lugar escolhido por ele e onde iria habitar. Ali, seu povo devia vir apresentar o sangue de seus sacrifícios (Dt 12.5,11,14,18,26).

Adorar a Deus de diferentes maneiras ou da maneira que escolhemos continua não sendo legítimo. Deus precisa ser adorado onde ele deseja fazer seu nome habitar. Ainda é necessário, para Deus, um sacrifício para remir o pecado. Atuando na história da humanidade, Deus revelou Jesus Cristo, "nome que está acima de todo nome" (Fp 2.9), como o sacrifício definitivo pelo pecado (Hb 9.12). Há muitas religiões competindo neste mundo, mas Jesus Cristo veio para revelar que ele é o único caminho para o Pai (Jo 14.6).

O estilo do culto cristão pode variar de uma congregação para outra, mas os cristãos podem ficar confiantes de que, se o culto está centrado na pessoa de Cristo, isso vai glorificar e agradar a Deus (Lc 19.28-38; Ef 1.6).

Fonte: "A Bíblia da Mulher", editora MC e SBB - pág. 252;


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

UM GRITO DO CORAÇÃO

As pessoas choram por inúmeros motivos. As lágrimas sempre estiveram intimanente ligadas ao coração humano e podem expressar emoções tão antagônicas como alegria e pesar.

No Antigo Testamento, as lágrimas eram, muitas vezes, um expressão de remorso (Lm 2.18,19). Ester chorou com a alma atribulada por causa da situação do seu povo (Et 8.3). Ana derramou lágrimas que brotaram de um coração angustiado e de uma alma amargurada (1 Sm 1.8,10). Marta e Maria choraram a perda do irmão, Lázaro (Jo 11.31). A mulher pecadora aos pés de Jesus derramou lágrimas, não de remorso, nem de ansiedade ou pesar, mas de humildade, como uma resposta de gratidão pela misericóridia e amor de Deus pra com ela (Lc 7.38-50).

Todos nós enfrentamos situações na vida que nos levarão às lágrimas. Nesse momentos, depressa devemos nos apegar à promessa de que virá o dia em qeu Deus "enxugará dos olhos toda lágrima... não haverá mais luto, nem pranto" (Ap 7.17; 21.4; veja Is 25.8). Até então, que nossas lágrimas sejam apenas de arrependimento, de adoração, de gratidão e de alegria (veja Sl 6.4-8; 126.5; 2Tm 1.3-5).

Fonte: "A Bíblia da Mulher", editora MC e SBB - pág. 719;


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

MUNDO CORPORATIVO

Todos os dias, a formiga chega cedinho ao escritório e pegava duro no trabalho. Era produtiva e feliz.

O gerente marimbondo estranhou a formiga trabalhar sem supervisão. Se ela era produtiva sem supervisão, seria ainda mais se fosse supervisionada.

E colocou uma barata, que preparava belíssimos relatórios e tinha muita experiência, como supervisora.

A primeira preocupação da barata foi a de padronizar o horário de entrada e saída da formiga.


Logo, a barata precisou de uma secretária para ajudar preparar os relatórios e contratou também uma aranha para organizar os arquivos e controlar as ligações telefônicas. O marimbondo ficou encantando com os relatórios da barata e pediu também um gráficos com indicadores e análise das tendências que eram mostradas em reuniões. A barata, então, contratou uma mosca, e comprou um computador com impressora colorida.

Logo, a formiga produtiva e feliz, começou a se lamentar de toda aquela movimentação de papéis e reuniões!

O marimbondo concluiu que era o momento de criar a função de gestor para a área onde a formiga produtiva e feliz, trabalhava.

O cargo foi dado a uma cigarra, que mandou colocar carpete no seu escritório e comprar uma cadeira especial.

A nova gestora cigarra logo precisou de um computador e de uma assistente (sua assistente na empresa anterior) para ajudá-la a preparar um plano estratégico de melhorias e um controle do orçamento para a área onde trabalha a formiga, que já não cantarolava mais e cada dia se tornava mais chateada. A cigarra, então, convenceu o gerente marimbondo, que era preciso fazer um estudo de clima.

Mas, o marimbondo, ao rever as cifras, se deu conta de que a unidade na qual a formiga trabalhava já não rendia como antes e contratou a coruja, uma prestigiada consultora, muito famosa, para que fizesse um diagnóstico da situação.

A coruja permaneceu três meses nos escritórios e emitiu um volumoso relatório, com vários volumes que concluía: "há muita gente nesta empresa".

E adivinha quem o marimbondo mandou demitir?

A formiga, claro, porque ela andava muito desmotivada e aborrecida.

TENHO CERTEZA QUE VOCÊ ESTÁ PENSANDO: "JÁ VI ESSE FILME EM ALGUM LUGAR!"


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

A JANELA E O ESPELHO

Um jovem muito rico foi encontrar-se com um rabino e lhe pediu um conselho para orientar a vida. Este o conduziu até a janela:

-O que vês através dos vidros?

-Vejo homens passando e um cego pedindo esmolas na rua.

Então o rabino mostrou-lhe um grande espelho:

-E agora, o que vês?

-Vejo-me a mim mesmo.

-E já não vês os outros! Repara que a janela e o espelho são ambos feitos da mesma matéria prima: o vidro. Mas no espelho, porque há uma fina camada de prata colada a vidro, enxergas apenas a ti mesmo. Deves comparar-te a estas duas espécies de vidro.

"Pobre, prestavas atenção aos outros e tinhas compaixão por eles. Coberto de prata - rico - só consegues admirar teu próprio reflexo."

Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

SOMOS DIFERENTES

Um samurai, conhecido por todos pela sua nobreza e honestidade, veio visitar um monge Zen em busca de conselhos. Entretanto, assim que entrou no templo onde o mestre orava, sentiu-se inferior e concluiu que, apesar de toda a sua vida lutando por justiça e paz, não tinha sequer chegado perto ao estado de graça do homem que tinha à sua frente.

-"Por que estou me sentido tão inferior?" - perguntou, assim que o monge acabou de orar. -"Já enfrentei a morte muitas vezes, defendi os mais fracos, sei que não tenho nada do que me envergonhar. Entretanto, ao vê-lo meditando, senti que minha vida não tinha a menor importância."

-"Espere. Assim que eu tiver atendido todos que me procurarem hoje, eu lhe darei a resposta."

Durante o dia inteiro o samurai ficou sentado no jardim do templo, olhando as pessoas entrarem e saírem em busca de conselhos. Viu como o monge atendia a todos com a mesma padência e o mesmo sorriso luminoso em seu rosto. Mas o seu estado de ânimo ficava cada vez pior, pois tinha nascido para agir, não para esperar.

De noite, quanto todos já haviam partido, ele insistiu:

-"Agora o senhor pode me ensinar?"

O mestre pediu que entrasse e conduziu-o até o seu quarto. A lua cheia brilhava no céu e todo o ambiente inspirava uma profunda tranquilidade.

-"Está vendo esta lua, como é linda? Ela vai cruzar todo o firmamento e amanhã o Sol tornará de novo a brilhar. Só que a luz do Sol é muito mais forte e consegue mostrar os detalhes da paisagem que temos à nossa frente: árvores, montanhas, nuvens. Tenho contemplado os dois durante anos e nunca escutei a lua dizendo: por que não tenho o mesmo brilho do Sol? Será que sou inferior a ele?"

-"Claro que não" - respondeu o samurai. "Lua e Sol são coisas diferentes e cada um tem sua própria beleza. Não podemos comparar os dois."

-"Então, você sabe a resposta. Somos duas pessoas diferentes, cada qual lutando à sua maneira por aquilo que acredita, e fazendo o possível para tornar este mundo melhor; o resto são apenas aparências."

TRANSCRITO


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

O PERIGO DA AUTOEXALTAÇÃO

Quem a si mesmo se exaltar será humilhado; e quem a si mesmo se humilhar será exaltado (Mt 23:12).

Somos sabedores de que a única maneira de seguir o Senhor Jesus é negar a nós mesmos, o que implica obedecer à Sua Palavra: “Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. Porquanto, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por minha causa acha-la-á” (Mt 16:24-25).

Muito antes da criação do homem, Deus havia estabelecido uma ordem no universo, colocando um arcanjo chamado Lúcifer para governar os seres que existiam naquela época. Esse arcanjo tinha uma posição superior à dos demais anjos (Ez 28), e foi incumbido de maiores responsabilidades que as deles. Ele era muito formoso, capaz e inteligente. Por causa disso, orgulhou-se e corrompeu-se, tornando-se Satanás, o adversário de Deus.

Além de Lúcifer, que se rebelou, Deus também tinha a Seu serviço outros dois arcanjos: Miguel e Gabriel. Esses arcanjos servem a Deus em Seu propósito. A Bíblia registra que, após a morte de Moisés, Deus quis guardar seu corpo de ser levado para o Hades e, para isso, ordenou a Miguel que o vigiasse. Satanás queria tomar posse do corpo de Moisés, por isso contendeu com Miguel, que, apesar disso, não proferiu juízo infamatório contra Satanás.

Isso ocorreu porque, originalmente, Satanás possuía uma posição superior à do arcanjo Miguel. Este, embora tenha entrado em confronto com Satanás, manteve-se em sua posição e lhe disse: “O Senhor te repreenda” (Jd (9).

Deus quer restaurar a terra que foi usurpada por Satanás e, por esse motivo, criou o homem segundo Seu bom prazer e Sua vontade. Louvado seja o Senhor, pois o homem foi criado para derrotar Satanás e restaurar o reino de Deus na terra.

Deus criou o homem para exercer autoridade por Ele, isto é, para dominar “sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra” (Gn 1:26).

Para que isso ocorra, não podemos tomar o caminho da autoexaltação, como fez Lúcifer, o qual, mesmo já sendo o líder dos anjos, almejava uma posição superior, desejando ser igual a Deus criador. Isaías 14 e Ezequiel 28 mostram que por essa razão, ele perdeu seu lugar nos céus e foi lançado para a terra. Como inimigo de Deus, ele usurpou a terra, colocando as criaturas que nela vivem debaixo do seu domínio, em oposição ao que Deus determinara.

Por isso, hoje, todos os reinos e nações estão sob o governo corrupto de Satanás (1Jo 5:19). A consequência disso é que a vontade de Deus não é feita na terra como é feita nos céus. Deus, porém, deseja restaurar Seu reino e, com esse propósito, criou o homem e o abençoou, dando-lhe domínio sobre toda criatura.

Que sejamos fiéis ao propósito para o qual fomos criados, negando a nós mesmos, fazendo a vontade de Deus e trazendo Seu reino à terra, por meio da propagação do evangelho. Quando nos humilhamos diante do Senhor e escolhemos fazer Sua vontade, somos vitoriosos sobre o inimigo. Essa é a ordem estabelecida por Deus no Novo Testamento.

ANDA NA MINHA PRESENÇA E SÊ PERFEITO

"Sendo, pois, Abrão da idade de noventa e nove anos, apareceu o SENHOR a Abrão e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-poderoso; anda em minha presença e sê perfeito." Gênesis 17.1

PERFEITO NA SANTIDADE
1- Sem santificação ninguém verá o Senhor (Hc 12.14);

2- Purifiquemos de toda impureza (2 Co 7.1);

3- Viver em santidade = Vidas Transformadas (Lc 1.75);

PERFEITOS NA OBEDIÊNCIA
1- Jesus obedeceu até a morte de cruz (Fl 2.8);

2- Lembrando todos da obediência (2 Co 7.15);

3- Abraão viveu em obediência e foi abençoado;

4- Somente seremos abençoados se formos obedientes;

PERFEITOS NO AMOR
1- Revesti-vos do amor, que é o vínculo da perfeição (Cl 3.14);

2- O amor que Jesus sente pela igreja, sentimos pelas almas perdidas;

3- O amor de Jonatas por Davi (2 Sm 1.26), temos que sentir pelo nosso próximo;

4- O amor que Paulo sentia pelas almas era puro e perfeito;

5- Amar-mos uns aos outros, porque o amor de Deus esta derramado em nossos corações

PERFEITOS NA FÉ
1- Nossa fé é a vitória que vence o mundo;

2- Fé para agradar a Deus;

3- Abraão foi justificado diante de Deus pela sua fé - Perfeita;

4- A fé e a firme convicção das coisas (Hb 11.1);

5- Até para andar temos que andar por fé e não por vista (2 Co 5.7);


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

CARAVANA PARA ÁFRICA COM REINHARD BONNKE

A Viagem dos Sonhos de Deus
2010, Brasil para África. 08 de novembro. Prepare-se!
ERP, composição imagem xícara newsletter
Este ano você poderá ir conosco para uma cruzada em Ogbomosho!
Somos acostumados a pensar, planejar e investir nas viagens dos nossos sonhos, mas agora queremos levá-lo a ser parte nos Sonhos de Deus! Um deles, de ver a África lavada pelo sangue de Jesus, que um dia foi compartilhado com o Evangelista Reinhard Bonnke, continua a queimar em nossos corações por anos. Sabemos que o plano de Deus não é para um único homem, mas para todos que desejam mergulhar nesse mover. Por isso, queremos convidá-lo a ver pessoalmente mais uma etapa das promessas se cumprindo, seja você nosso parceiro de oração, amigo ou colaborador fiel.

Este ano, no mês de Novembro, estaremos partindo do Brasil com um grupo de apaixonados que tem interesse em cumprir esse chamado conosco, então, marque esse dia na sua agenda e começe a orar.



- Pacotes com valores - itinerário da viagem e vôosInformações e demais dúvidas ligue: 41 32437-600O
• Informações importantes
• Documentos para o visto
• Formulário de inscrição
• Instruções de preenchimento - formulário visto
• Informações sobre saúde e imunização
• Termo de responsabilidade


ERP, composição imagem newsletterwww.bonnke.com.brERP - Cristo para todas as nações

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Pedro Caminhou sobre as águas

Texto: Mateus 14.25-35

A Bíblia lista várias caminhadas vejam

Na caminhada de Deus no Édem, ele chamou por Adão
Na caminhada de Abraão, ele caminhou deixando sua terra para ir a Canaã
Na caminhada de Moisés, ele caminhou do Egito ao deserto
A caminhada de Josué, em volta dos muros de Jericó
A caminhada de dois discípulos no caminho de Emaús
A caminhada interrompida de Paulo a Damasco
A caminhada triste e santa do pretório ao gólgota via dolorosa
Mas caminhar sobre as águas? Isso é interessante!

Na vida de quem Deus quer usar e melhorar há sempre algo.

Há sempre um chamado: Abraão sai da tua terra... Adão onde estas?...Lázaro sai...
Há sempre medo: Moisés disse: sou pesado de língua... Os espias: são gigantes...Adão: Tive medo e me escondi.
Há sempre encorajamento: Vou com vocês Moisés, gideão... Discípulos. Estarei convosco...
Há sempre uma vida transformada: Pedro, Mateus, Paulo, Maria Madalena.

Deus sempre se apresenta de forma a chamar a atenção na sua teofania

A Abraão ele apresenta-se como anjo
A Moisés no fogo no meio da sarça
A Josué apresenta-se como capitão do exército
A Pedro e aos discípulos no mar de madrugada
Todos sentiram medo, mas quando disseram sim ao chamado experimentaram o poder.

"Jesus aparece aos discípulos no último momento, três horas da manhã, o limite humano é o lugar mais freqüente para encontrar Deus". (Dale Bruner).

Pedro reconheceu Jesus na tempestade, aventurou andando sobre as águas. Precisamos reconhecer Jesus na tribulação, ele está conosco.

Pedro deixou o barco apesar da tempestade, no barco era melhor que na água; o que precisamos deixar? Qual o seu barco? O emprego, bens, família, amigos? O barco não é o lugar mais seguro.

Você pode ficar em sua casa sem fazer nada, mas corre o risco de se acidentar sem fazer nada. Talvez você resolva sair do barco como Pedro. Tudo ia bem, mas reparou na tempestade, e quase foi para o fundo. Você começa o novo cargo, novo ministério, mas derrepente vem a tempestade, os problemas. Pedro sabia caso afundasse, Jesus seria a pessoa certa para ajudá-lo.

Quando você começar afundar nos problemas, Jesus é a pessoa certa. Pedro experimentou a Glória de sair do barco, a glória de ser erguido por Jesus.

Será que os amigos de Pedro caçoaram dele depois de afundar?
Os discípulos tiveram de esperar Jesus acalmar a tempestade. Primeiro Pedro andou sobre as águas, aconteceu tudo aquilo que levou tempo, e só depois Jesus entra no barco e acalma a tempestade.

Pedro não pede promessa, garantia de não afundar, mas ordem: manda-me.
Andar sobre as águas implica coragem e reconhecer o chamado. Para alguns, Pedro agiu no impulso, para outros pela fé. Pedro disse: convida-me. E creu que também podia andar, e andou.

Qual o pensamento de Pedro quando estava andando sobre águas? O vento no rosto, água solidificada, o ar espantado dos amigos, talvez pensasse: não acredito!, eu? Funcionou! Estou andando! É o messias mesmo. Como é isto? O olhar de Jesus estava radiante. Por ver seu discípulo confiar nele.

Ouvimos sobre o poder de Deus. "Olhando ele para a terra, ela treme; tocando nos montes, logo fumegam" (Sl 104:32). (S l46). Mas ver e ouvir não bastam, é necessário experimentá-lo. Os discípulos apesar de verem milagres, apavoraram. "E ele, despertando, repreendeu o vento, e disse ao mar: Cala-te, aquieta-te. E o vento se aquietou, e houve grande bonança". (Mc 4:39). Israel apavorou com a morte de Moisés. "Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não pasmes, nem te espantes: porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares" (Js 1:9).

Para experimentar o poder de Deus é necessário dar o passo.
Moisés- teve de lançar a vara e depois apanhá-la
Israel - teve que marchar, depois o mar abriu-se!
Naamã- teve que mergulhar sete vezes, depois a cura.
Gideão- de trinta e dois mil reduziu o exército a trezentas antes de derrotar os medianias
Os Pães e peixes entreguem antes de serem multiplicados

Reparando no vento

Porque Pedro preocupou com o vento? Ele estava andando por cima das águas, venceu as leis da física.

As crianças pequenas quando estão aprendendo a andar, quando caem nunca pensam: puxa vida! Nunca mais vou andar. Elas se levantam e andam até ser perfeita. Nós somos diferentes, tropeçamos e desistimos. As crianças se divertem, mas quanto mais crescemos, mas temos medo.

A primeira atitude de Jesus foi salvar Pedro e depois repreender. Primeiro Jesus nos salva depois nos repreende. A salvação e o perdão evidenciam o amor de Deus.
Quando Pedro sai do barco, fracassou, e Jesus ajuda a descobrir seu fracasso. Pouca fé. Não ganhou nota dez, mas pelo menos estava melhor que seus companheiros, tinha pouca fé, mas ao menos tinha fé. Seus colegas zero fé.

A esperança tirou Pedro do barco
A confiança o sustentou
O medo o afundou, o medo e a dúvida é o curto circuito que corta a ligação o poder de andar nas águas.

Todos nós odiamos esperar. No trânsito, no médico, e até ficamos alegres quando Mateus fala que imediatamente Jesus disse sou eu, ou imediatamente ajuda Pedro.
Os discípulos esperaram Jesus. Pedro esperou ser chamado para sair do barco.
Esperar é a tarefa mais difícil da esperança. "Descansa no Senhor, e espera nele, não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos.Espera no Senhor, e guarda o seu caminho, e te exaltará para herdares a terra; tu o verás quando os ímpios forem desarraigados" (Sl 37:7, 34).

Abraão teve de esperar vinte e quatro anos para o cumprimento da sua promessa.
" Havia em Jerusalém um homem cujo nome era Simeão; e este homem era justo e temente a Deus, esperando a consolação d'Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele" (Lc 2:25), "Simeão esperava a consolação de Israel. Depois que Jesus veio a espera continua. E, estando com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, que disse ele de mim ouvistes". (At 1:4).

"E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo. Porque em esperança somos salvos. Ora a esperança que se vê não é esperança; porque o que alguém vê como o esperará? Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o esperamos" (Rm 8:23-25). Porque Deus nos faz esperar? Porque não nos alivia com a resposta? Porque o que Deus faz em nós enquanto esperamos é tão importante quanto àquilo pelo qual esperamos.

"Os jovens se cansarão e se fatigarão, e os mancebos certamente cairão. Mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças, subirão com asas como águias: correrão e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão" (Is 40:30, 31) os que esperam no senhor voam como as águias, 130 km por hora. O espírito te impulsiona para o ar. "O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz; mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito". (Jo 3:8).

Geziel Silva Costa
www.alertafinal.blogspot.com

Justificação

Martin Lloyd-Jones

Justificação não significa meramente perdão. Inclui o perdão; no entanto, é muitíssimo maior do que este. Além disso, a justificação afirma que Deus nos declara completamente inocentes, considerando-nos pessoas que jamais pecaram.
Ele nos proclama justos e santos. Agindo assim, Deus está refutando qualquer acusação que a lei faça contra nós. Não é apenas o juiz, no tribunal, asseverando que o réu está perdoado, mas declarando-o uma PESSOA JUSTA E INOCENTE.
Ao justificar-nos, Deus nos informa que removeu nosso pecado e culpa, imputando-os, ou seja, lançando-os na conta do Senhor Jesus Cristo, castigando-os nEle. Deus também anuncia que, fazendo isso, lança em nossa conta (ou seja, imputa-nos) a perfeita justiça de seu querido Filho. O Senhor Jesus Cristo obedeceu completamente a Lei; jamais a transgrediu em algum aspecto, satisfazendo-a em todas as suas exigências.
Esta completa obediência constitui a justiça dEle. O que Deus faz ao justificar-nos é lançar em nossa conta (ou seja, imputar-nos) a justiça do Senhor Jesus Cristo. Ao declarar-nos justificados, Deus proclama que nos vê não mais como realmente
somos, e sim como pessoas vestidas da justiça de Cristo. Um hino escrito pelo conde Zinzendorf expressa deste modo a justificação:

Jesus, tua veste de justiça
É agora minha beleza;
minha gloriosa vestimenta.
Entre os mundos flamejantes,
Envolvido em tua justiça,
com alegria eu Te exaltarei.

Dc. Jonathas Januário Pereira

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

A benção apostólica

A graça do Senhor Jesus Cristo, o Amor de Deus Pai e a comunhão do Espírito Santo esteja sempre convosco. 2 Co 13.13

Ontem, dia 18 de Fevereiro de 2010, tive a oportunidade de ministrar a Palavra de Deus em nossa congregação. Como não consigo estar em todos os cultos de quinta-feira, sempre que surge a oportunidade os irmãos acabam por me deixar ministrar. Ministrei sobre a benção apostólica, registrada em 2 Co 13.13. A graça do Senhor Jesus, o amor de Deus Pai e a comunhão do Espírito Santo. Considero essas palavras como a nossa receita de sucesso e a segurança definitiva do cristão em seu relacionamento com Deus.

A graça do Senhor Jesus vem em primeiro lugar na benção. Isso significa que tudo se inicia com a graça. Fomos salvos pela graça (Ef 2.8), estamos sendo fortificados pela graça (2 Tm 2.1) e entraremos na eternidade unicamente pela graça de Deus, que se manifestou e trouxe salvação para todos os homens (Tt 2.11). Não há méritos no plano de salvação. O Criador decide salvar o homem e cumpre seu plano através de Cristo que, de graça, conquista para a humanidade a possibilidade de salvação, que se torna efetiva na vida daqueles que o recebem como Salvador.

O amor de Deus Pai é o fundamento da nova vida em Cristo. Deus nos ama! Fomos amados por Ele quando ainda éramos pecadores (Rm 5.8). Perdidos no mundo, Ele já nos amava de forma extraordinária (Jo 3.16). Agora que somos filhos, recebemos uma porção de amor diferenciada, pelo novo relacionamento que temos com Ele através de Cristo (Rm 8.35). É o amor divino que tem lhe mantido de pé, tenha certeza disso!

A comunhão do Espírito Santo é o resultado da graça com o amor de Deus. A salvação nos proporcionou a completa restauração de nosso relacionamento com o Pai Celestial. Fomos reconciliados pelo sangue de Cristo (Cl 1.20; 2 Co 5.18,19). Por intermédio do Espírito Santo, experimentamos uma comunhão viva com o Nosso Pai; comunhão essa que fortalece nossa alma e vivifica diariamente a nossa fé.

Quando for orar, se lembre do segredo do cristão: a graça, o amor e a comunhão. Medite, reflita, pregue essas verdades. E que o Nosso Deus e Pai te sustente em Seus caminhos de paz!

No amor de Nosso Amado!

AS 10 PRAGAS DO EGITO

<span class=

O Senhor executou Julgamento contra o povo egípcio, ou contra os deuses impotentes do Egito?

veja;
1ª praga: ÁGUA DO NILO E OUTRAS SE TRANSFORMARAM EM SANGUE.
(O Deus do Nilo, Hápi, foi desmoralizado)
2ª praga: RÃS.
(A Deusa-Rã, Heqt, foi incapaz de impedi-la)
3ª praga: PÓ SE TRANSFORMOU EM BORRACHUDOS.
(Tot, senhor da magia foi desmoralizado)
4ª praga: MOSCÕES POR TODO O EGITO, EXCETO EM GÓSEN ONDE O POVO DE ISRAEL VIVIA.
(Ptah, criador do universo nada pode fazer)
5ª praga: PESTE NO GADO.
(Hator, deusa-vaca e Ápis, deus-touro, nada puderam fazer)
6ª praga: FURUNCULOS.
(Ísis, deusa-da-medicina, nada pode fazer)
7ª praga: TROVÕES E SARAIVA.
(Reshpu, controlador das chuvas, relâmpagos e trovões também foi desmoralizado)
8ª praga: GAFANHOTOS QUE DESTRUÍRAM AS PLANTAÇÕES.
(Min, deus da fertilidade e protetor das colheitas também foi desmoralizado)
9ª praga: TRÊS DIAS DE ESCURIDÃO.
(Rá, o destacado deus-sol e Hórus um deus solar foram desmoralizados)
10ª praga: O ANJO DA MORTE QUE MATOU OS PRIMOGÊNITOS DO EGITO, INCLUSIVE O FILHO DE FARAÓ QUE ERA TIDO COMO UM DEUS ENCARNADO.
(Amon-Rá, representado como carneiro e o próprio filho de faraó foram incapazes de impedi-la)

Vimos aí, amados, que as Pragas eram para provar ao povo do Egito que só o Senhor é Deus, porém eles não entederam. Deus seja com todos vocês.

Dc. Jonathas Januário Pereira

O Filho Pródigo

Lucas 15:11 Continuou: Certo homem tinha dois filhos;
Lucas 15:12 o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me cabe. E ele lhes repartiu os haveres.
Lucas 15:13 Passados não muitos dias, o filho mais moço, ajuntando tudo o que era seu, partiu para uma terra distante e lá dissipou todos os seus bens, vivendo dissolutamente.
Lucas 15:14 Depois de ter consumido tudo, sobreveio àquele país uma grande fome, e ele começou a passar necessidade.
Lucas 15:15 Então, ele foi e se agregou a um dos cidadãos daquela terra, e este o mandou para os seus campos a guardar porcos.
Lucas 15:16 Ali, desejava ele fartar-se das alfarrobas que os porcos comiam; mas ninguém lhe dava nada.
Lucas 15:17 Então, caindo em si, disse: Quantos trabalhadores de meu pai têm pão com fartura, e eu aqui morro de fome!
Lucas 15:18 Levantar-me-ei, e irei ter com o meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e diante de ti;
Lucas 15:19 já não sou digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus trabalhadores.
Lucas 15:20 E, levantando-se, foi para seu pai. Vinha ele ainda longe, quando seu pai o avistou, e, compadecido dele, correndo, o abraçou, e beijou.
Lucas 15:21 E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho.
Lucas 15:22 O pai, porém, disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, vesti-o, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés;
Lucas 15:23 trazei também e matai o novilho cevado. Comamos e regozijemo-nos,
Lucas 15:24 porque este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado. E começaram a regozijar-se.
Lucas 15:25 Ora, o filho mais velho estivera no campo; e, quando voltava, ao aproximar-se da casa, ouviu a música e as danças.
Lucas 15:26 Chamou um dos criados e perguntou-lhe que era aquilo.
Lucas 15:27 E ele informou: Veio teu irmão, e teu pai mandou matar o novilho cevado, porque o recuperou com saúde.
Lucas 15:28 Ele se indignou e não queria entrar; saindo, porém, o pai, procurava conciliá-lo.
Lucas 15:29 Mas ele respondeu a seu pai: Há tantos anos que te sirvo sem jamais transgredir uma ordem tua, e nunca me deste um cabrito sequer para alegrar-me com os meus amigos;
Lucas 15:30 vindo, porém, esse teu filho, que desperdiçou os teus bens com meretrizes, tu mandaste matar para ele o novilho cevado.
Lucas 15:31 Então, lhe respondeu o pai: Meu filho, tu sempre estás comigo; tudo o que é meu é teu.
Lucas 15:32 Entretanto, era preciso que nos regozijássemos e nos alegrássemos, porque esse teu irmão estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

PROVÉRBIOS

Quem conhece a Deus, não o descreve. Quem descreve a Deus, não o conhece.

Quem hoje comeu em excesso, jamais estará saciado amanhã.

A pior maneira de manter um casamento é privando o outro de sua liberdade. Se você amarrar dois pássaros, eles terão quatro asas, mas nunca conseguirão voar.

Aonde existe um grande tesouro, ali também mora um terrível dragão.

Ao espírito que habita através do véu do Todo, eu implorei uma luz que me guiasse entre as trevas do mundo. Então escutei uma Voz que me dizia: "Esta luz não existe. Mas um coração, embora seja cego, sempre sabe o eterno caminho".

Alguém entrou no quarto de um poeta e perguntou: "Por que ficas aqui sozinho, o dia inteiro?" O poeta respondeu: "Agora, que entraste, eu realmente estou só, porque me separaste de Deus".

O amor é como uma vela: o fogo a consome, mas uma vela apagada é inútil.

Quem deseja segurança, melhor permanecer na praia. Quem busca tesouros, precisa mergulhar no oceano.

Um mergulhador que só pensa em tubarões, jamais terá pérolas em suas mãos.


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

A PARÁBOLA DO HOMEM MODERNO

Um homem moderno se perdeu no deserto. Noites e dias ele vagou de um lado para outro. Sua mente se martirizava com o pensamento: "quanto tempo uma pessoa suportará a sede e a fome?" - Ele estava ciente, que o corpo humano resiste mais tempo à fome do que à sede.

O sol escaldante já havia produzido a febre da desidratação. Quando assim esgotado, conseguia dormir por algumas horas, então sonhava com água, laranjas e tâmaras. Acordava para um maior e mais profundo tormento, procurando perambular adiante.

Supreendentemente avistou a certa distância um oásis. Ah! é apenas mais uma miragem, pensou ele. Uma miragem que me deixará confuso e mais próximo ao desespero, porque em verdade não existe nada.

Enquanto caminhava em direção ao oásis, ele não desaparecia, mas tornava-se cada vez mais nítido. Já via as tamareiras, o capim verde, as rochas, dentre as quais brotava água de uma refrescante fonte.

"Não pode ser realidade", pensou ele, é apenas uma fantasia produzida pela fome. Tais fantasias, qualquer pessoa chega a ter, quando se acha numa situação de desespero, como a minha.

"Ouço o borbulhar da água correndo entre as rochas". É uma alucinação auditiva. Como é cruel a natureza! pensa novamente.

Com estes pensamentos caiu sem sentidos. Morreu ali, amaldiçoando sua vida e sorte. Pouco mais tarde, ele foi achado por dois beduínos. "É possível isso?" "As tameiras quase lhe tocam os lábios - era só estender a mão e alcançaria a água. Tão perto da fonte está caído, no melhor oásis - morreu de fome e de sede - como é possível?"

"Era um homem moderno", disseram entre si, "ele não acreditou que oásis era realidade."

O que justifica ao homem moderno não acreditar? Ele crê em tantas coisas que ele não compreende! Quantos milhares de pessoas fazem ligações telefônicas nos grandes centros urbanos ou a milhares de kms. de distância; pelo sistema DDD, discam simplesmente o número desejado e falam com a respectiva pessoa sem ao menos se preocuparem, nem compreenderem como isso é possível entre tantos outros milhares de concorrentes, que fazem a mesma coisa. Quantos mexem nos botões de seus rádios e televisores diariamente, então ouvem e assistem o que a centenas e milhares de kms. é transmitido - sem entender como a técnica da rádio-difusão ou do televisionamento pode tornar possível esse milagre.

Observe, meu amigo, quanto mais importante como uma ligação telefônica, do que ouvir o som do rádio bem sintonizado ou ver uma imagem clara de um televisor, é para o homem ter uma comunicação vital com a origem da vida - DEUS.

Se desejas ter inteiramente sincero, então terás de admitir, que no profundo do teu coração, existe um anseio oculto por Deus. "Minha alma tem sede do Deus vivo. Quando irei e me verei perante a face do Senhor?" (Salmos 42.1)

Pense bem - junto ao oásis - Deus está mais perto que o ar que respiras - e ainda não crês?

O homem moderno desta parábola teria só necessidade de estender a mão, pra alcançara a água. Deus está pronto em SEU amor, a abençoá-lo abundamente, com bênçãos eternas e celestiais; satisfazê-lo com um gloriosa paz, que vai além de todo sofrimento humano. (Fp 4.7)

Deus está pronto para satisfazer sua sede com uma permanente e verdadeira alegria; seus anseios por amor e felicidade, ELE deseja derramar em tua vida. E ainda não acreditas? Desejas morrer de fome e de sede eternamente junto ao melhor oásis?

Vem aceita! Tome a Bíblia, leia e medite em suas palavras. Ela te mostrará o caminho para a vida, para verdadeira paz. Acredite em Deus! Creia em Jesus Cristo! Ele também é o teu Salvador! Ele é O FILHO DE DEUS! Ele morreu em teu lugar na cruz! Ele ressuscitou e está vivo! Ele está junto a ti. Ele te procura.

Não há necessidade de compreender. Creia! Aceite! Aceite a Jesus Cristo como Senhor e Salvador! Ele te salva da preocupação e tribulação, do pecado e da culpa. Ele te dará a paz a qual anseias. Ele te dará vida eterna e verdadeira felicidade agora mesmo. Aceite-O. Creia nELE.

(Narrado por Kadidja Wedekind) port. Difusão de folhetos cristãos, CH-2500 Biel-Beinne 8 (Suiça)


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

CRIANDO O SEU MODELO



A frase é de Pablo Picasso:




"Deus é, sobretudo, um artista. Ele inventou a girafa, o elefante, a formiga. Na verdade, Ele nunca procurou seguir um estilo - simplesmente foi fazendo tudo aquilo que tinha vontade de fazer".

É nossa vontade de andar que cria o caminho - entretanto, quando começamos a andar, um grande pavor nos possui, como se fossemos obrigados a fazer tudo certinho. Afinal, já que cada jornada é única, quem foi que inventou o padrão do "tudo certinho?"

Deus fez a girafa, o elefante e a formiga - por que temos que seguir um modelo?

Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

SEJA UM IMPERADOR

DAR AMOR É A EXPERIÊNCIA REAL NO PRÓPRIO SENTIDO DA PALAVRA,

PORQUE VOCÊ SE COMPORTA COMO UM IMPERADOR.

IMPLORAR AMOR É UMA EXPERIÊNCIA DE MENDIGO.

NÃO AJA COMO UM MENDIGO; SEJA SEMPRE UM IMPERADOR.



Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

INTERRUPÇÕES

Leia Salmos 16

Assim diz o Senhor: Ponde-vos à margem no caminho e vede, perguntai pelas veredas antigas, qual é bom caminho; andai por ele e achareis descanso para as vossas almas; mas eles dizem: Não andaremos. (Jeremias 6.16)

A não ser por uns poucos aventureiros, a maioria de nós não se empolga ao ver uma placa de desvio. Mas parece que, de tempos em tempos, Deus gosta de interromper os planos humanos. Por toda a Bíblia, Deus intervém nas vidas das pessoas que seguem apressadas para algum lugar.

Por exemplo, Agar, criada de Sara, fugiu, mas Deus a encontrou e lhe revelou seu destino (Gênesis 16). Balaão, um mensageiro pago para amaldiçoar o povo de Israel, encontrou Deus por meio de um anjo, redirecionando sua missão para abençoar o povo (Números 22-24). Saulo, a caminho de Damasco, planejava perseguir os cristãos, mas Cristo o encontrou no caminho e modificou sua vida para sempre (Atos 9.1-19). Dois viajantes no caminho de Emaús andavam cheios de desespero até que Cristo interveio em suas vidas para lhe trazer conforto e esperança (Lucas 24.13-35).

Deus intervém em nossas vidas para nos colocar em um caminho melhor, um caminho que transforme situações difíceis em bênçãos, nossos planos nos propósitos de Deus, nosso desespero em esperança.


TRANSCRITO


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

Aos pais e filhos um alerta

Fonte: www.lagoinha.com

Nessa oportunidade, pais, quero lhes dizer algo. Se vocês já abriram a boca para dizerem que seu filho é burro, preguiçoso, desobediente e tantas outras coisas ruins, mas que em nada edificam, ao contrário, apenas amaldiçoam, se arrependam, peçam perdão ao Senhor e ao seu filho e passem a ministrar a bênção sobre a vida dele. Mesmo que esteja numa fase complicada, saiba que o seu filho é herança do Senhor. Abra a boca e diga que ele é precioso, que será um grande homem ou uma grande mulher segundo o coração do Senhor. Que ele é inteligente, trabalhador, honesto, enfim, profetize o melhor de Deus nesta Terra para a vida de seu filho.


Em Provérbios, capítulo 10, versículo 6, está escrito: “Sobre a cabeça do justo há bênçãos, mas na boca dos perversos mora a violência.” Na sua cabeça há bênçãos. Então diga ao o seu filho que ele é justo, pois ele é a justiça de Deus. Justiça é a habilidade de estar diante do Pai, sem culpa, sem condenação e nenhum sentimento de inferioridade. Sobre a sua cabeça há bênçãos. Ele não é um “João ninguém”, um qualquer, mas um filho do Soberano Deus. Pais, entendam que quando abrimos a boca e proferimos algo de ruim, damos legalidade ao diabo para ele agir em nossa vida, na vida da nossa família. Saiba que você tem a graça de poder abençoar. Comece a abençoar a sua família, o seu casamento, a sua vida, o seu trabalho, o seu patrão. Abençoe o seu dia.


Eu me lembro que a minha mãe recebia certa quantia de pensão do INSS, o valor era pouco. Mas o interessante era que sempre que qualquer filho precisasse, ela sempre tinha um valor para ceder. O mais interessante ainda era que os filhos ganhavam muito mais do que ela. O muito sem a bênção do Senhor se torna nada. Minha mãe sempre tinha porque aquele pouco estava sob a bênção do Eterno, e por isso rendia, se multiplicava, valia muito mais. Minha mãezinha abençoava aquele dinheiro; ela sabia da importância de abençoar tudo o que se tem. Ela cria no milagre. Por isso, amado leitor, não pense que a bênção é algo sem importância. Ela é tudo. A bênção é que vai fazer a diferença. “A morte e a vida estão no poder da língua.” Guarde esta verdade no seu coração e comece a abençoar.


Nessa oportunidade, quero falar também para os filhos. Há anos, os filhos não dormiam sem pedir a bênção aos pais. Quando dormiam ou acordavam, a primeira coisa que faziam era pedir a bênção ao pai e a mãe. Acontece que nos tempos atuais, este hábito foi deixado de lado. Mas saibam que não se trata de apenas um hábito ou costume. É a oportunidade de abençoar e de ser abençoado. Hoje alguns filhos passam pelos pais e dizem: “E aí velho”. Ou melhor: “E aí véi?” Se o momento for de pedir a bênção filho, abra a boca e diga: “A bênção papai! A bênção mamãe!” Quando o momento for de brincadeiras e descontração, aí sim, você pode brincar com os seus pais (sem desrespeitá-los, claro). Filho, permita ser abençoado pelos seus pais e você será mais feliz.
A bênção é assim, mútua, algo que recebemos e transmitimos.


Deus abençoe!

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Na contra mão

Mas o Reino de Deus é um Reino de princípios e prioridades invertidos. Disse Jesus: “Os últimos serão os primeiros e os primeiros serão os últimos". O Senhor coloca por último àqueles que o mundo considera como sendo os primeiros.

A Glória do Rei e do Seu Reino

Escutamos falar de políticos radicais, contudo nunca houve algum que conseguiu inverter os caminhos do mundo com seu materialismo e iniqüidade. No entanto, quando Paulo e Silas estiveram em Tessalônica, “os judeus incrédulos” disseram: “Estes que têm transtornado o mundo chegaram também aqui”. A incredulidade havia obscurecido sua visão. Mas mesmo com sua visão distorcida, puderam ver que o mundo já estava de cabeça para baixo. Foi por isso que tiveram que vir para colocá-lo de volta para cima.

Apesar das Escrituras nos alertarem que o mundo é inimigo de Deus, nós estamos tão acostumados com ele! Os padrões do mundo são o oposto de tudo o que Deus deseja. O dinheiro, então, está no topo da lista. As pessoas que possuem dinheiro encontram-se no topo e são considerados privilegiados.

O resto é resto! Grandes negócios esmagam pessoas de pouca importância.

“Alcance grandeza passando por cima dos outros e você será honrado e invejado”. As lutas das pessoas comuns nem incomodam os grandiosos deste mundo.

Princípios e Prioridades ao Reverso

Mas o Reino de Deus é um reino de princípios e prioridades invertidos. Jesus disse: “Os últimos serão os primeiros e os primeiros serão os últimos". O Senhor coloca por último àqueles que o mundo considera como sendo os primeiros. Aqueles que choram são os primeiros no Reino de Deus. Eles talvez não riam à toa enquanto se dirigem ao banco para ver seus lucros exorbitantes. Em seguida, bem-aventurados são os mansos, e não aqueles que passam por cima dos outros para chegarem em primeiro lugar. Os humildes roubarão o espetáculo dos orgulhosos. Bem-aventurados aqueles que têm fome e sede de justiça, e não aqueles que mudam sua política para ganhar mais votos. Bem-aventurados os misericordiosos, e não os vingativos e retaliadores. Bem-aventurados os puros de coração, e não os que causam tropeço. Então, seguem os pacificadores, e não os que fazem guerra, os perseguidos, e não os que abrem mão dos seus valores.

Quem é o primeiro no Reino de Deus?

Quem é o primeiro no Seu Reino?

Talvez seja um desconhecido, mas, com certeza, alguém que serve sem segundas intenções. O maior de todos é Aquele que pegou uma toalha e lavou os pés dos discípulos e, quando somente a água não foi o suficiente, derramou Seu próprio sangue pela purificação da humanidade. Que servo... lavar os pés de toda a humanidade!

Ele é aquele ao qual veremos. “Eles verão aquele a quem traspassaram”. Essa é a Sua identidade: Aquele que foi traspassado. E “Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito”. A sua glorificação será com os Seus santos… aqueles remidos pelo sangue. Não os bajuladores, os ambiciosos, os que buscam serem aceitos pela sociedade, que dizem serem amigos de gente importante, os que buscam riquezas e Oscars, taças e medalhas... mas sim os redimidos! Ele os redimiu, buscou, encontrou e glorificou!

Que glorioso! Os odiados que Ele perfumou com graça. Os poluídos agora vestidos com vestes de justiça. Os impuros lavados com Suas lágrimas, lembrados em oração debaixo das oliveiras do Getsêmani com gotas de sangue, capturados pelo Cativo naquele Madeiro.

Os Santos na Luz

Olhem para eles! Que glória resplandecente reluz por esse infinito rio de humanidade remida. Aqui está uma das primeiras, uma mulher bonita, Maria que, no passado foi atormentada com sete demônios, agora sentada com tanta saudade e amor, que faz partir o coração, perto da Sua tumba vazia... Sua eterna adoradora. Aqui está Pedro, em quem Jesus trabalhou tanto para que se tornasse alguém, agora resplandece na Divina luz. Paulo que O perseguiu. O ladrão que O ridicularizou. Zaqueu, que recebeu um coração de ouro através do toque de Jesus. Isso tem acontecido por séculos. Dedicados apaixonados por Jesus, mártires, apóstolos, santos, homens que louvaram a Deus enquanto seus dedos queimavam como velas, vejam eles, os evangelistas, os pastores, os missionários, os humildes obreiros, os fiéis. Você, João e Maria, Pedro e Ana, incluindo eu… até eu! Ele salvou um pobre pecador como eu! AQUI ESTAMOS E AQUI FICAREMOS OS SANTOS NA LUZ, OS TRIÚNFANTES EM SUA GRAÇA, de toda tribo, cor, de todos os níveis sociais, e toda a Sua glória. Adúlteros, homossexuais, ladrões, mentirosos, pervertidos, bruxos, assassinos, viciados, satanistas, invejosos, idólatras, impuros, sofisticados e não sofisticados, cultos e leigos, LAVADOS NO SANGUE DE JESUS!

A glória do Rei. “Vejam vós remidos, a vista é gloriosa!” A Igreja do Deus Vivo. A Cidade de Deus. A Noiva do Cordeiro. Esta é a população do maravilhoso Rei do Reino de Deus!

Fonte: http://www.bonnke.com.br/novo/index.php?option=com_content&view=article&id=164:alteracao-no-local&catid=18:rotator

Conselhos Bíblicos