Pesquisar no Blog do J.A.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

AS MEIAS

AS MEIAS
Uma escritora procurou educar com esmero as suas duas filhas, ensinando-lhes o que elas deveriam dizer e fazer. 

Dizia-lhes muitas vezes, quando eram meninas, que as duas palavras mais importantes eram «perdão» e «obrigado». 

Deviam dizer perdão quando fizessem algo de errado, pedindo desculpa. 

E deveriam dizer «obrigado» por todos os favores recebidos.

O tempo passou. 

Quando as duas filhas já eram adultas, a mãe quis saber se elas ainda se recordavam das duas palavras que ela lhes inculcava quando eram meninas.

As filhas responderam:

- O que nós recordamos desse tempo da infância são as meias.

A mãe estranhou uma tal coisa e perguntou:

- Que quereis dizer com isso?

Uma delas explicou:

- Sabe, mãe, estávamos cheias de sono. 

Púnhamos os pés fora dos lençóis e a mãe calçava-nos uma meia e depois a outra. 

Assim não passávamos frio! 

É só disto que nos recordamos desses primeiros tempos da nossa infância.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Pois é amigo!

Mais do que grandes ensinamentos, grandes teorias, grandes lições de Moral, o que contará mesmo, não será o testemunho, o exemplo de vida? 

As palavras são importantes sem dúvida mas para que estas possam ter credibilidade tem de ter correspondência na nossa vida.

Não lhe parece?

Mais do que "botar faladura" o importante não será mesmo praticar na vida o que dissemos de boca?

Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

Conselhos Bíblicos