Pesquisar no Blog do J.A.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

A SEMENTE QUE BROTOU.

 

A SEMENTE QUE BROTOU.


Após descascar um grande e bela abóbora e confeccionar com ela um delicioso doce, certa mulher decidiu cultivar algumas das suas sementes. 

Foi então até o fundo do quintal da sua casa e plantou cuidadosamente ali algumas delas, e por serem muitas jogou o restante por cima do muro a um terreno baldio ao lado da sua casa. 

Cada dia regava as sementes plantadas e acompanhava ansiosa a cada nova folha que aparecia e crescia. 

Mas certo dia, ao dar a volta por detrás do muro para ir buscar um brinquedo do seu filhinho que havia caído ali, ficou muito surpresa ao se deparar com lindas abóboras grandes e pequenas além de muitas flores, frutos nascidos daquelas sementes que, por acaso ela havia lançado a esmo por cima do muro e que nem se lembrava mais delas, mas que entretanto haviam se desenvolvido muito mais do que aquelas que, com muito carinho e cuidado ela havia semeado no quintal da sua casa. 

Aconteceu que por serem plantadas em um chão batido, pouco espaço e muita sombra, apesar de todo o cuidado, as sementes que ela havia semeado no seu quintal quase não se desenvolveram, enquanto aquelas que foram lançadas a esmo ali no monturo, encontram um terra fofa, liberdade e sol a vontade. 

Fatos semelhantes acontecem com as pessoas. 

Talvez aquela pessoa que menos consideramos, e que não cultivamos e nem não esperamos muito dela, e que praticamente “jogamos fora” é a que mais nos surpreenderá fornecendo flores, frutos, nos alimentando e ajudando nas horas mais difíceis. 

Muitas vezes, aqueles que são descartados e até esquecidos, são os que fornecem mais frutos e saciam a fome da humanidade. 

Não raras vezes, são nos “terrenos baldios” desta vida é que se encontram as mais lindas flores e os mais belos frutos que saciam as fomes dos andantes. 

Não sabemos qual semente produzirá mais, por isso, precisamos semear constantemente a semente do amor nos corações de todas as pessoas que encontramos, e assim com certeza, um dia nos alimentaremos dos frutos destas semeaduras. 

“Pela manhã semeia a tua semente e, a tarde, não retires a tua mão, porque tu não sabes qual prosperará; se esta, se aquela ou se ambas igualmente serão boas.” Eclesiastes 11.6.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

Conselhos Bíblicos