Pesquisar no Blog do J.A.

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Ás vezes querem nos por algo que não é para nós!

“Disse mais Davi: O Senhor me livrou das garras do leão, e das do urso; ele me livrará da mão deste filisteu. Então disse Saul a Davi: Vai, e o Senhor seja contigo. E Saul vestiu a Davi de suas vestes, e pôs-lhe sobre a cabeça um capacete de bronze; e o vestiu de uma couraça. E Davi cingiu a espada sobre as suas vestes, e começou a andar; porém nunca o havia experimentado; então disse Davi a Saul: Não posso andar com isto, pois nunca o experimentei. E Davi tirou aquilo de sobre si. E tomou o seu cajado na mão, e escolheu para si cinco seixos do ribeiro, e pô-los no alforje de pastor, que trazia, a saber, no surrão, e lançou mão da sua funda; e foi aproximando-se do filisteu.”
1 Sm 17.37-40

Os guerreiros de Israel estavam todos com suas armaduras e armas, era parte de seu ofício como militar ter tais armas e armaduras. O rei Saul de mesma forma tinha seus apetrechos bélicos feitos sob medida para si. Mas, e Davi?

Davi era pastor, tinha aparência de pastor, ferramentas de trabalho de pastor e assim valia-se do Senhor como sua proteção.

Ao propor-se a enfrentar o filisteu pagão faz menção daquilo que o Senhor fez por ele no campo ao livra-lo das bestas feras. Davi tinha certeza da vitória, pois, cria que Deus seria com ele.

Mas aos seus irmãos, companheiros – agora – de guerra e o próprio rei Saul criam que primeiro ele era doido e que segundo eles não estava trajado para o combate daquelas proporções vexaminosas até então para Israel.

Queriam que Davi usasse as armas e armaduras de Saul, feitas para Saul, para serem usadas por Saul. Elas serviam para proteger Saul e somente ele.

Não sabiam eles que o combate no âmbito físico era pequeno quando comparado ao combate espiritual por trás: Deus (Israelitas) x Dagom (Filisteus).

Quantas vezes as pessoas querem colocar sobre “nós” as suas armaduras e armas, ou até mesmos “nós” vemos e queremos usar o que é do “outro” para nossas próprias lutas.

Deus tem o intuito de nos fazer vencer pela Sua força e não pela nossa, pela Sua armadura e não pela nossa, por Suas armas e não pelas nossas.

Que possamos ter a coragem oriunda do relacionamento com Deus como Davi apresentou diante de Golias, diante do Rei Saul ao negar sua armadura e diante do exército e povo ao aceitar pelejar pelo Senhor e com o Senhor contra os inimigos.

Vale a dica: Use o que Deus te deu!


Conselhos Bíblicos