Pesquisar no Blog do J.A.

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

TUDO VAI BEM !

TUDO VAI BEM

2 Reis 4.8-37

Introdução:

Do texto lido, queremos destacar algumas coisas importantes, que nos ensinam grandes lições. 

Esse texto nos fala de uma mulher. 

Quem era essa mulher? 

Não sabemos o nome dela, mais há algumas informações bem interessantes a seu respeito.

Podemos dividir essa historia em quatro partes distintas; são três momentos na vida da Sunamita: 

A 1ª. parte: O momento de satisfação (v.8-15). 

A 2ª. parte: O momento de alegria, felicidade (16-18). 

A 3ª. Parte: é o momento de tristeza, de amargura (v.19-25). 

A 4ª. parte: é o momento de Gratidão (v.36,37).

- O texto nos diz que ela era uma mulher rica (v.8)

- Nos diz também que essa mulher era generosa (v.8,10)

- Era uma mulher que tinha temor a Deus (v. 9)

- Era uma mulher que tinha fé (v.22)

- Mais era uma mulher que não tinha filhos (v.14). 

E não ter filhos naquela época, era algo muito triste. 

Não ter filho, significava “Menosprezo pela sociedade”, “inferioridade”, “tristeza”, “vazio”. 

E foi justamente nessa área da sua vida, que Deus vai trabalhar e em resposta a palavra do profeta, Deus lhe concede um filho, era o que mais ela desejava.

Eu destaco aqui esta lição:

“A área mais difícil da sua vida, é lugar propício para o agir de Deus. “

Podemos destacar aqui, várias lições que a palavra de Deus, nos ensina:

I. A SUNAMITA COLHEU OS FRUTOS DE SUA GENEROSIDADE. (v. 8-13)

Sempre que o profeta de Deus ia àquela cidade, lá se dirigia para comer. (v.8)

A mulher não sabia, mas, ao receber o profeta em sua casa, estava semeando uma semente de felicidade (vs. 8-17).

Esta é a lei da semeadura. 

“Tudo aquilo que plantarmos, vamos colher em seu devido tempo”. 

Se plantarmos o bem, colheremos o bem. 

Isto nós compreendemos, à luz do que o apóstolo Paulo nos ensina em sua carta aos Galatas “Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará.” (Gl. 6.8)

Agora veja o que Paulo fala em sua carta aos efésios: 

“Porque somos (...) criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus antes preparou para que andássemos nelas.”(Ef.2.10)

Então irmãos quando somos gerenosos, quando praticamos as obras do amor, estamos refletindo o ideal de Deus para as nossas vidas.

Por isso, mesmo estando com o coração amargurado a Sunamita podia dizer que tudo ia bem.

Podemos dizer que tudo vai bem, quando nossas vidas refletem o ideal de Deus.

II. A NOSSA VIDA É CHEIA DE OBSTÁCULOS OS QUAIS, SÓ PODEMOS TRANSPOR PELA FÉ.

Destaco aqui outra grande lição:

“Os momentos mais difíceis da sua vida, é o momento propício para Deus agir.”

Eu tenho aprendido ao longo dos anos, que muitas das nossas dificuldades, não devem ser vistas simplesmente como obstáculos, mas como oportunidades para que Deus mostre a sua glória. E Deus muitas vezes nos permite passar por momentos difíceis, para nos ensinar, nos preparar, para nos lapidar. 

E é nesses momentos, que precisamos desenvolver a nossa fé.

Permitam compartilhar um fato que me aconteceu. 

Algo muito difícil... (Parte da minha história).

Em Hebreus diz que: pela fé “as mulheres receberam pela ressurreição a seus mortos” (Hebreus 11.35).

Quando é que podemos dizer que “tudo vai bem”? 

Quando entendemos que não estamos sozinhos.

III. DEVEMOS CONSERVAR A NOSSA FÉ EM MEIO À ADVERSIDADE.

No momento mais triste, de amargura, quando seu filho adoece vindo a óbito , aquela mulher não ficou se lamentando; ela levou ao Senhor o seu problema, acreditando que somente ele poderia resolvê-lo (vs. 18-26).

Aqui temos outra grande lição:

“Muitas vezes, é em meio as adversidades, que podemos demonstrar a nossa fé com mais intensidade”

Veja os passos dados pela sunamita:

1. Quando ela viu o seu filho chorando de dor, a primeira coisa que ela fez foi, segurar o seu filho no colo. (v. 19,20)

2. Em seguida, vendo que ele estava morto, ela coloca-o deitado na cama do homem de Deus. Isso tem um significado espiritual muito grande.

3. Depois ela foi buscar o profeta de Deus.
Significa que a Sunamita, não deixou que este problema afetasse a sua fé. Ela conservou a sua fé, ela perseverou em sua fé.
Podemos dizer que tudo vai bem se confiamos em Deus, e se nossas palavras seguem na direção certa.

IV. A SUNAMITA FOI RECOMPENSADA POR SUA PERSEVERANÇA.

A mulher derramou sua alma perante Deus, e perseverou até que sobreviesse um desfecho para o caso (vs. 27-37).

Uma frase que trago sempre comigo, que aprendi com o Pr. Caio Fábio, diz o seguinte:

“A vitória da esperança, não é vencer. A vitória da esperança é não cansar!”

A Sunamita foi recompensada por sua perseverança. 

Uma das virtudes que todo cristão precisa ter e a perseverança. 

É assim que a palavra de Deus, afirma: “Ser fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida” Ser fiel até a morte, significa perseverar na fé.

Precisamos ser perseverantes em tudo não podemos parar. 

Persevere naquilo que você deseja; ainda que o mundo todo diga que não dar certo, não desista persevere. 

Você já ouviu falar ou viu pessoas que são matadores de sonhos?...
'
Podemos dizer que tudo vai bem quando nos apegamos a Deus e permanecemos em sua presença.


V. SOMENTE PELA FÉ PODEMOS DIZER: “TUDO VAI BEM”!

Finalmente amados, a história da sunamita, nos ensina que somente pela fé é que podemos dizer: “Tudo vai bem”.

Que dizer de uma mulher, que volta para a sua casa depois de deixar o seu esposo amado na tumba fria de um semitério? 

Ou da jovem, que ver os seus sonhos, se desmoronarem depois de um trágico acidente? 

Ou que dizer ainda da situação de um casal, que chora diante do corpo do seu primeiro filho que acaba de falecer?

Há meus queridos, é difícil, é muito duro, somente pela fé é que podemos dizer “Tudo vai bem!”

Porque a fé, é o firme fundamento das coisas se esperam e a prova das coisas que ainda não se vêem” (Hb 11.1)

Me faz recordar daquela mulher viúva da cidade de Naim. 

Diz a Bíblia, que ela ia juntamente com uma grande multidão, conduzindo o seu filho para ser sepultado. 

Aquela mulher a medida que caminhava aquele longo caminho em direção ao semitério ela cabisbaixo, chorava a morte do seu único filho. 

Quando de repente, Jesus se aproxima, e com a voz suave, ele diz: 

“Mulher não chores!” ela então ergueu os olhos, olha pra Jesus, e logo para de chorar. 

Jesus com suas palavras de carinho e amor restaura a alegria daquela mulher, fortalece a sua fé, e faz maravilha.

Conclusão:

E é isso que Jesus vai fazer hoje na sua vida. 

Se você tem vivido uma situação difícil, não se esqueça, “os momentos mais difíceis, são os momentos propícios para Deus agir em sua vida” 

Basta que você creia. 

A fé não vê para crer: ela crê, e, por isso, vê (João 11.40)! 

Pela fé venha a Jesus, aceite-o e receba tudo que ele tem pra sua vida...

 PERDI O NOME DO AUTOR, ME PERDOEM.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)




Conselhos Bíblicos