Pesquisar no Blog do J.A.

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

O significado da refeição para os nobres judeus

Texto Referência: Lc 7.36 KJA

"Tendo sido convidado por um dos fariseus para jantar, Jesus foi à casa dele e reclinou-se, como era o costume, junto à mesa."

Para os nobres judeus, uma refeição era um convite social, representava um selo de amizade e reconhecimento entre os convidados.

Como as mesas eram baixas, e ao redor havia uma série de divãs e almofadas, os convidados se reclinavam sobre eles, com os pés para trás, a fim de degustarem as iguarias que eram trazidas por escravos ou empregados.

Estes, além de servirem à mesa, cuidavam da recepção aos convivas, que incluía ungir com óleos e perfumes, lavar e enxugar os pés, especialmente dos mestres da Torá (Lei).

Alguns senhores ou patrões, dispensavam seus criados da cerimônia de recepção e a realizavam eles próprios, numa atitude de elevada estima e consideração por seus amigos.

Assim, a sala de refeição ficava, em geral, repleta de pessoas; umas comendo e descansando, outras, entrando e saindo para servir os comensais.

Dentro dos padrões acima citados, convidar alguém para uma refeição - como descrita a cima - era um sinal de demonstração do status social do anfitrião.

Conselhos Bíblicos