Pesquisar no Blog do J.A.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

HULDA - A PROFETISA QUE MUDOU UMA NAÇÃO


Hulda desempenhou um papel importante na história de Israel, apesar de aparecer apenas uma vez no palco da história dessa nação durante um tempo de deserção religiosa.

Em Jerusalém, o rei Josias, deu início a uma renovação do interesse pelo Livro da Lei, e Hulda participou do reavivamento espiritual que se seguiu. Ele era esposa de Salum, o "guarda-roupa do rei" (provavelmente encarregado dos trajes reais ou das vestimentas e paramentos sacerdotais). Eles viviam na Cidade Baixa, uma região mais nova de Jerusalém em que desenvolveu numa expansão da cidade para o norte ou para o oeste (talvez como um subúrbio dos dias de hoje).

Em lugar de Jeremias ou de Sofonias, ambos profetas ativos durante essa época, o rei escolheu consultar Hulda quando instruiu os sacerdotes para que "perguntassem ao Senhor" sobre o significado do Livro da Lei, um papiro encontrado durante o trabalho de restauração e de limpeza do templo. É importante observar que, com o número de profetas que viviam em Jerusalém na época, o sacerdote Hilquias e o resto dos conselheiros do rei voltaram-se para mulher em busca de uma palavra de Deus. Esse fato anula a idéia de que Deus usa mulheres para esse tipo de ministério apenas quando não há nenhum homem disponível. Fica evidente que, quer na presença de uns poucos ouvintes, quer diante de um grande público, Deus usou Hulda para dar testemunho e transmitir a mensagem dele ao sumo sacerdote e ao rei (2Rs 22.14-20).

A tradição das profetisas só é citada esporadicamente no Antigo Testamento, mas Hulda não é a única a receber destaque. Com ela aparecem também Débora e Miriã; por outro lado, Noadia, uma falsa profetisa (Ne 6.14), é citada com agindo contra o templo de Deus.

A consideração pela integridade de Hulda e por sua autoridade como mulher de Deus fez com que sua confirmação do recém-descoberto Livro da Lei fosse a palavra necessária para uma ação imediata da parte do rei. A mensagem não procedia dela mesma, mas, sim, do Senhor. O fato de a frase "Assim diz o Senhor" ser repetida quatro vezes em sua profecia curta enfatiza que Hulda compreendia sua responsabilidade e oportunidade de ser um canal através de Deus transmitiria sua palavra (2Rs 22.15-17,19). Todas as reformas apresentadas pelo rei Josias basearam-se na palavra de Deus recebida por meio dessa mulher. Ao que parece, Hulda era tão conhecida como mulher de Deus e tão plenamente digna de confiança em sua compreensão da Lei do Senhor, que, por sua influência, durante algum tempo, houve um reavivamento da consciência e das práticas religiosas de sua nação na fidelidade a Deus.
Hulda, uma mulher profundamente devota, colocou do dons espirituais recebidos de Deus à disposição do Senhor e foi obediente e fiel ao transmitir a palavra de Deus para o seu povo.


Fonte: "A Bíblia da Mulher" - editora MC e SBB, pág. 515;


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus).

Conselhos Bíblicos