Pesquisar no Blog do J.A.

domingo, 17 de abril de 2016

A duração da Ira

"Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida."
Salmos 30.5

Deus não é um deus irado, muito pelo contrário.

Foi o amor, e que amor, que enviou a Jesus para que tivéssemos a oportunidade de ter deste amor e com ele a vida eterna por meio de Jesus.

O termo "ira de Deus" como já postei em outros oportunidades é um reflexo da santidade de Deus contra o pecado, seja ele em qualquer instância da criação.

O salmista nos refresca "os lombos" ao mostrar-nos que Deus fica irado, mas maior é a ação pela vida do que pela morte.

O ato de ira de Deus é contra o pecado, então quando o pecado cessa, acaba, é extinto (!) Ele cessa a ação de sua ira.

Seremos tirados desta terra no ato do arrebatamento, pois quando a "ira divina" for derramada na terra, será contra o pecado e os que com ele comungam.

Os textos de Paulo, João, Jesus e Tiago são um alerta a esta parceria com o mundo:

Rm 12.2 - "E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus."

1 Jo 2.15 - "Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele."

Jo 15.19 - "Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia."

Tg 4.4 - "Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus."

Jo 15.18 - "Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim."

Tantos alertando a respeito da aceitação do mundo e seu pecado é algo que deve ser atentado por nós.

Muitos culpam a Deus pela prova dura ou pelo "calvário" que passam, mas não seria a ira de Deus contra o pecado em suas vidas? Não será a maneira que Deus encontrou para purificar do pecado? Deus é cruel e nós santos?

O Dilúvio, Sodoma e Gomorra são provas que Deus não suportou o pecado tanto no mundo como em um único lugar. Deus não mudou e continua a odiar o pecado.

O problema está no homem e não em Deus, quem tem de mudar e abandonar o pecado é o homem.

Vigiemos para que se percarmos, não amarmos o pecado.

Contra o pecado não haverá misericórdia!

Conselhos Bíblicos