Pesquisar no Blog do J.A.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

ELISEU - UM HOMEM COM QUEM PODEMOS APRENDER

Eliseu: Significa, Deus é a salvação.

Introdução:

Eliseu não teve um chamado extraordinário.
- Foi apenas uma convocação.
- Foi convocado a deixar ( família, profissão ,companheiros, residência, sua vida secular).
- Tomar uma decisão rápida.
- Apressar para seguir Elias.

1º - O homem convoca e treina, mais só Deus unge.

1.1 - Convocado por Elias (I Rs 19.19)
1.2 - Treinado por Elias (II Rs 2.1-8)
1.3 - Ungido por Deus (II Rs 2.9-14)

- Muitas vezes, danos mais importância aos simbolismos, (capa de Elias) , do que ao Senhor (Deus de Elias).

2º - Personalidades de Eliseu.

2.1 - Decidido (I Rs 19.20-21). Não hesitou em atender o chamado.
2.2 - Ambições espirituais (I Rs 2.9-10). Porção dobrada.
2.3 - Sem ambições materiais (II Rs 5.15-16). Não aceitou presentes.
2.4 - Corajoso (II Rs 2.14 ). Onde estás, ó Deus de Elias?
2.5 - Sensivél ao problema do próximo: Viúva (II Rs 4.1-7), Sulamita (II Rs 4.8-32), Veneno na panela (II Rs 4.38-41).
2.6 - Prático (II Rs 2.15-18). Os discípulos de Elias o queriam procurar, Eliseu disse não os envieis.

3º - Significado dos atos milagrosos de Eliseu.

3.1 - Água (II Rs 2.19-22). Deus quer o bem estar da cidade.
3.2 - A maldição contra os jovens (II Rs 2.23-25). Deus quer ser respeitado na vida daqueles que andam com Ele.
3.3 - O azeite da viúva (II Rs 4.8-18). Deus espera investimento mesmo em tempo de escassez.
3.4 - A ressurreição do menino (II Rs 4.8-36). Coisas que o dinheiro não pode comprar.
3.5 - O veneno na panela (II Rs 4.38-40). Não há nada definitivamente condenado.
3.6 - O pão (II Rs 4.42-44). O milagre acontece quando eu compartilho o que é meu.
3.7 - O machado que flutua (II Rs 6.1-7). Deus não deixa os que trabalham na Sua obra individados.

"Temos como referência para nossas vidas o Profeta Elias, e se não atentar-mos para isto, como será a vida daqueles que hoje estão olhando os nossos atos e maneira de viver, como referencial para as suas vidas."

Pb. Donizete

Cidades Refúgio

Essas cidades ofereciam direito de asilo aos que tivessem provocado alguma morte acidental nelas estavam a salvo de serem processados, bem como de vingança. Moisés já havia dedicado três dessas cidades a leste: Bezer, Ramote e Golã (Dt 4.41-43). Posteriormente, Josué dedicou três cidades de refúgio a oeste do Jordão: Quedes, Siquém e Hebrom. Todas essas cidades de refúgio eram cidades levíticas e estão incluídas nas 48 cidades alocadas aos levitas (Nm 35.6).

A localização das Cidades e seus significados

1) Bezer, no deserto, na terra plana, território de Rubén (Sudeste) (Dt 4:43; Js 10:8). O nome significa "fortaleza", e aparece apenas cinco vezes na Bíblia. Para quem vinha do Egito a Canaã, logo ao atravessas o território de Moabe, avistava Bezer, à distancia, por sua estratégia topográfica. Temos na cidade de Bezer a representatividade do Odmorul JESUS CRISTO como a fortaleza de todos os que nele confiam. Para quem sai do Egito e vem a Canaã de ULHIM, é necessário passar por JESUS o Ungido, Nossa Fortaleza. (SL 43:2; Is 52:1; 2 Tm 1:7).

2) Ramote, em Gileade, território de Gade (Leste) Dt 4:43). Era uma das cidades mais fortificadas do território gadita. O nome quer dizer "altura" "exaltado", refere-se a JESUS CRISTO, o nosso Ramote elevado a mão direita do Pai. O termo aplicado por Paulo "exaltou" no seu sentido mais amplo quer dizer "elevar às mais elevadas alturas", "exaltar excelsamente", "exaltar supremamente", uma expressão enfática que indica a natureza elevadíssima e grandiosa da exaltação do Ungido (Fl 2:9). JESUS CRISTO é a principal autoridade universal, superior a todos os nomes que possam ser mencionados agora e por toda a eternidade. Quando o pecador aproxima-se de JESUS CRISTO, o nosso Ramote espiritual, automaticamente assume uma posição gloriosa. (Ef 2:5,6).

3) Golã, em Basã, território de Manasses (Nordeste) (Js 20:8). Era uma cidade situada numa belíssima planície. O nome de Golã significa "gozo ou exilo". JESUS, o nosso Golã espiritual, pagou o preço do desterro, ou seja, de rejeição, para tornar-nos cidadãos dos céus. Foi rejeitado; pelo mundo (Jo 1:10); por sua própria nação (Jo 1:21); pelo seu próprio país (Mc 6:4); por sua própria cidade (Lc 4:29); por seus próprios familiares (Jo 7:5); pelos escribas, sumo sacerdotes e anciãos (Lc 9:12) e pelos seus próprios seguidores (Mc 14:71).

4) Quedes, na região da Galiléia, território de Naftali (Norte) (Js 20:7) Em quedes contemplamos JESUS CRISTO, o Santo de ULHIM, que é refugio para os impuros (Ap 3:7). O atributo que preconiza JESUS o Ungido como filho de DEUS é sua natureza santa (Jo 8:46). Ele é a santidade requerida aos fiéis ( 1P 1:16 ).

5) Siquem, na montanha, território de Efraim (Centro-oeste, cerca de 70 Km ao Norte de JERUSALÉM) (Js 20:7) Esta cidade está plantada num vale fertilíssimo. E é a primeira cidade mencionada no livro de Gênesis (Gn 12:6). Foi ali que YAOHUcaf enterrou os deuses estranhos, sob o carvalho Gn 36:1-4). Nesta cidade de refugio encontramos tipologicamente JESUS CRISTO tendo o principado sobre os seus ombros (Is 9:6); Ele é o príncipe da vida (At 3:15); príncipe salvador (At 5:31); príncipe e Juiz (At 7:27), príncipe da salvação (Hb 2:10) e príncipe dos reis da terra (Ap 1:5) Em Siquem temos a vitória sobre todo principado e potestades da trevas.

6) Hebrom, na montanha, território de Judá (Sul-sudeste, aproximadamente 36 Km ao Sul de JERUSALÉM ) (Js 20:7). Cidade de refugio importantíssima ao sul de Canaã. O nome moderno de Hebrom é El-Kalil, "o amigo". A Bíblia faz 69 referencias a ela e significa "união", "companhia", "camaradagem" - temos nesta cidade de refugio um tipo de JESUS CRISTO como o nosso melhor amigo e companheiro (Lc 7:34; Jo 11:1; Jo 15:13,15; Sl 27:10). Muitas vezes as cidades de refugio são mencionadas na Escrituras. Elas nos lembra JESUS o Ungido, o perfeito refugio, que nos salva da ira de ULHIM. (Dt 19:1-14; 1Co 6:54-81; Nm 35:9-28). As cidades de refugio eram um resultado da misericórdia de DEUS PAI, que dura para todo o sempre. Estejamos sempre prontos a proclamar JESUS CRISTO a todos os povos, porque de todos os povos Ele é o perfeito refúgio.

Fonte: http://ensinadorcristao.blogspot.com/2009_03_01_archive.html

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Para Refletir


VERSÍCULO: "Pois que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, e perder-se ou destruir a si mesmo?" -- Lucas 9.25

Certa vez um jovem foi a um homem sábio, pedir conselhos. O homem sábio disse que precisava fazer duas perguntas primeiro. Ele propôs uma situação imaginária. Ele disse - Imagine que você nunca seria pego e ninguém seria prejudicado. Ninguém perderia nada. Se estas circunstâncias fossem garantidas, você mentiria por R$10.000?

O jovem pensou um pouco e respondeu.

Sim, por R$10.000, se ninguém soubesse e ninguém fosse prejudicado. Eu mentiria. O sábio balançou a cabeça e disse. Só mais uma pergunta. Você mentiria por dez centavos?

Furioso, o jovem indagou "Que tipo de pessoa você acha que eu sou?"

O sábio respondeu.

Eu já sei que tipo de pessoa você é. Estou apenas tentando estabelecer seu preço. O preço de Judas foi trinta moedas de prata (Mateus 26.15). Acã trocou sua vida por duzentas moedas de prata e uma barra de ouro (Josué 7.21).

Muitos se afastaram de Jesus por medo dos líderes religiosos (João 12.42-43). O inimigo oferecerá riqueza, poder, aceitação ou qualquer moeda que comprará sua alma. E muitos se vendem por quase nada. Qual é o seu preço? Não aceite nada menos que a vida eterna que Jesus lhe oferece.

Por Missionário Deividi Conceição Davel

sábado, 26 de setembro de 2009

Tipos de Professores

Por Eduardo Sousa

Veja se você se identifica com algum...

O ORADOR

Ele fala alto e se estende exageradamente sobre qualquer ponto da matéria. Geralmente não planeja as aulas – diz que isso é coisa de “bitolados”. Não percebe quando um aluno está roncando ou quando a turma está contando piadas. Gosta tanto da sua voz que muita vezes se esquece dos objetivos da aula. Os alunos aprendem mais quando ele tem ataques de laringite – os alunos são obrigados a aprender trocando idéias entre si.

O COMODISTA

Ele gosta de duas coisas na vida: ensinar e ficar sentado. É capaz de ensinar qualquer assunto sem se levantar da cadeira. Os estudantes formam fila à sua mesa pra lhe mostrarem seus deveres de casa. Ele só levanta quando a campainha toca e muitas vezes é o primeiro a sair da sala.

O SIMPÁTICO

Ele é o perfeito cavalheiro, veste-se sempre com elegância, é amigo de todos, mas não ensina quase nada. A estima que os alunos têm por ele e as suas desculpas humildes fazem o diretor “arrancar os cabelos”, socialmente é um sucesso; profissionalmente, uma lástima.

O PENSADOR

Pode ser de dois tipos:

a) O tipo distraído ou preocupado, que nem sempre ouve as perguntas dos alunos e muitas vezes se sai com uma resposta que não tem nada a ver com o assunto.

b) O “grande pensador” ou tipo inacessível. O estudante muitas vezes deixa de fazer uma pergunta para não interromper os pensamentos do “gênio”.

O EXIBICIONISTA

Ele está sempre pronto para uma boa gargalhada. Perde o respeito dos alunos em proporção à sua capacidade de se exibir.

Geralmente conhece bem o assunto, mas aborda-o de forma grosseira e tem um falso senso de valores. Seus atos podem muitas vezes ser mal interpretados causando-lhe um sentimento de inferioridade, de insegurança e perda de interesse pelo assunto. Um professor desse tipo pode gerar grandes tensões em sua classe.

O FALSO

Ele fala com autoridade até que uma pergunta ou discussão ultrapasse seus limitados conhecimentos. Então ele começa a se queixar da qualidade dos equipamentos ou das más condições da sala. Em geral é fácil descobrir este tipo para ajudá-lo.

O PROFESSOR DE VERDADE

Ele é simpático, progressista, entusiasta, conhece bem o assunto, tem um plano e procura executá-lo. Sabe como expor o assunto de modo simples e interessante, permite que os alunos façam perguntas e exponham suas idéias. Tem confiança em sua capacidade profissional, em suas habilidades para transmitir conhecimentos, não tem receio de dizer: “Não sei, mas vamos procurar juntos a solução”.

Fonte: http://ensinadorcristao.blogspot.com/2009_01_01_archive.html

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

COMUNHÃO COM O REINO DO CÉU ATRAVEZ DA ORAÇÃO

Terceira parte:- Quando Deus parece não dar ouvido às orações.

1º Se você não quizer perdoar aos outros.- -"Porque , se perdoares aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós" ( Mateus 6:14)

2º - Se você desviar-se voluntáriamente da Lei Divina. -

- "O que desvia os seu ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável". - ( Proverbios 28:9)

3º - Se você persiste consientemente na cobiça e na inveja. -

- " Cobiçais, e nada tendes; sois invejosos, e cobiçosos, e não podeis alcançar; combateis e guerreais, e nada tendes, porque não pedís; sim pedís, mas não recebeis, Porque pedís mal, para o gastardes em vossos deleites". ( Tiago 4:2 e 3)

4º - Se você usar de hipocrisia e de falsa aparência religiosa.-

-"E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar de pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens... Mas tu, quando orares, entra no teu aposento... ora a teu Pai secretamente... E orando, não useis de vãs repetições, como fazem os gentios, que pensam que muito falarem serão ouvidos" - (Mateus 6:5,6 e7 )

Quinta parte;- A importância da verdadeira oração.-

Nos relatos da vida de Cristo, observamos o notável fato, que o Divino mestre dava mais importância para a Oração do que para ensinar ou fazer milagres.
O puro fato que nosso Divino Senhor nos deu Seu exemplo perfeito numa vida e num ministério de Oração, nos indica como é vital e importante a sincera e verdadeira Oração.
Note:- Cristo iniciou o Seu ministério público em Oração , e espirou o Seu espírito Orando!


" Quando lemos a Biblia, Deus fala conosco."

" Quando oramos, falamos com Deus."

" Com oração e leitura da Biblia, nós estaremos em comunhão com Deus."



Pb Donizeti ( Um servo do Senhor Jesus a serviço do Reino de Deus)

CRESCER EM VIDA

Sabemos que sete é o resultado da soma de três e quatro, representando a mescla inicial de Deus com o homem e doze é o resultado da multiplicação deles. Em outras palavras, Deus entrou em nós por meio da regeneração, mas deseja mesclar-Se completamente a nós por meio do desenvolvimento de nossa salvação. Necessitamos das epístolas de Pedro para praticarmos e experimentarmos essa verdade. Quando o Senhor nos libera Sua palavra é justamente porque precisamos dela.
Nossa meta é que, dia a dia, Deus seja acrescentado a nós a fim de que Sua natureza seja expressa em nosso viver. Apesar de não termos alcançado o objetivo final, podemos dizer que a etapa do três mais quatro já ocorreu em nós. A vida divina já nos foi acrescentada e a natureza divina já tem sido trabalhada em nosso viver diário. A cada dia nos tornamos mais parecidos com Deus em vida e natureza, porém jamais em Deidade.
Em I Pedro 1:3 lemos: "Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos". Fomos regenerados pelo Senhor e, ao nascer de novo, recebemos outra vida (Jo 1:13). Quando essa palavra chegou a Nicodemos, por não compreendê-la ele disse: "Como pode um homrm nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez?" (3:4). O Senhor porém, respondeu-lhe: "Em verdade, em verdade te digo: quam não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito" (5-6). Mesmo que ele conseguisse coltar ao ventre materno e nascer de novo, nada mais seria a não ser carne. O novo nascimento que nos capacita a receber a vida divina vem da parte de Deus.
Todos nós que cremos somos regenerados. Não nascemos do sangue, nem da opinião humana, nem da carne, mas de Deus, por isso temos Sua vida (I Jo 5:11). Por outro lado, embora já tenhamos essa vida, muito de nossa vida natural ainda permanece em nós. O Senhor quer trabalhar-Se em nós de forma que expressemos totalmente Sua vida, mas isso acontece quando somos provados pelo fogo assim como o ouro, conforme lemos: "Para que, uma vez confirmado o valor da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro perecível, mesmo apurado por fogo, redunde em louvor, glória e honra na revelação de Jesus Cristo" (I Pe 1:7). Esse é o auge do crescimento da vida de Deus em nós. Então, quando o Senhor vier em Sua segunda vida, estaremos aptos a receber da parte Dele glória, louvor e honra. Tudo isso começa com a vida que recebemos de Deus até que a expressemos, como resultado de seu pleno desenvolvimento e crescimento em nós. Aleluia!

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

COMUNHÃO COM O REINO DO CÉU ATRAVÉS DA ORAÇÃO

Diretrizes sobre a oração com certeza de resposta.

1º - Para QUEM se deve orar?

- UNICAMENTE AO DEUS PAI ETERNO. " Na verdade vos digo que tudo o que pedires ao meu Pai, em meu nome, Ele vô-lo há de dar". ( João 16;23 ). (Vede o exemplo perfeito na Oração do Senhor-- Mateus 6;9 à 13).

2º - Quem deveria orar?

- TODOS OS HOMENS E EM TODO LUGAR. " Quero pois que os homens orem em todo lugar, levantando mãos santas , sem ira nem contenda". (I Timóteo 2:8)

3º - Quando se deveria orar?

- SEMPRE E SEM CESSAR. " O dever é de orar sempre e nunca desfalecer". (Lucas 18:1). (I Tessalonicenses 2:8)

4º - Como se deveria orar?

- COM CONFIANÇA E SEM FALSIDADE. " Por isso vos digo que tudo o que pedires, orando, crendo que o recebereis , e te-los eis". ( Marcos 11:24) " Não estejais inquieto por coisa alguma; antes a vossa petição seja em tudo conhecida diante de Deus pela oração e suplicas, com ações de graça. ( Filipenses 4:6). " Peça , porem com fé, não duvidando" . ( Tiago 1:6) "E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possivél ao que crê". ( Marcos 9:23)

5º - Sobre as orações ?

As Enciclopédias definem o termo oração, como: " Uma entrevista solene ente um ser humano com o Ser Divino, e pode ser: rogo, súplica, intercessão ou adoração. Tudo isto deveria se realizar com profunda humildade, seriedade e reverência".
Oração é a essência de cada religião. Foi praticada nos dias dos Patriarcas e continua ser o costume entre todos os povos que desejam adquirir virtudes divinas ou sobrenaturais.
A oração continua a ser um dos maiores previlégios que Deus deu aos Seus filhos na terra para adquirirem Suas infinitas bênçãos.
A Oração porem, tem o seu uso e também tem sofrido o seu abuso entre os homens e religiões, para a vantagem dos primeiros e detrimento dos últimos.
Saibamos que na oração falamos diretamente com o Criador, e na leitura da Bíblia Sagrada O Criador fala conosco.

( Sendo assim se não lermos a Bíblia inteira, nunca saberemos a verdade por completa .)
continua:-

Pb Donizeti ( Um servo do Senhor Jesus à serviço do Reino de Deus)

sábado, 19 de setembro de 2009

COMUNHÃO COM O REINO DO CÉU ATRAVÉS DA ORAÇÃO

Queridos irmão e demais leitores, um assunto muito discutido e de vital importância para todos que esperam um dia, um lugar de descanso e paz, é sem sombra de dúvidas como chegarmos a uma relação estreitada com o Senhor dos Céus.
Grande parte dos seres humanos já sabem da necessidade de termos o Senhor Jesus como único, porém suficiente salvador das nossas almas. Mas o que agora quero falar é do dever de estarmos sempre ligados a Deus através da oração.
Como este assunto é um tanto extenso, vamos falar sobre ele em várias oportunidades, isto é: Razões, diretrizes e respostas das orações

Primeira parte; Razões porque devemos orar.


- Porque é o respiro vital de um verdadeiro cristão.

- Porque é o meio mais efetivo de termos comunhão com o Pai Divino.

- Porque é a transação definitiva entre a criação e o Criador.

- Porque é uma arma espiritual e efetiva ao alcance do homem.

- Porque é a chave que pode comover e abrir o coração de Deus.

- Porque é a comporta que pode abrir o canal das bênçãos divinas .

- Porque é um refúgio espiritual, mental e moral para o necessitado.

- Porque é a maneira eficaz de sondar a vontade de Deus.

- Porque é parte do esforço de querer fazer o bem para a humanidade.

- Porque é uma ordem do Divino Mestre de orar sempre.

continua:-

Pb Donizeti ( um servo do Senhor Jesus a serviço do Reino de Deus)

"ATÉ QUE CHEGUEMOS"

Um famoso cientista faz uma descrição viva das mudanças que observou na forma primitiva da vida de seres e plantas, nos vários períodos de seu crescimento e evolução.
No que toca ao homem Huxtey o cientista, declarou que o mesmo apresentou dois aspectos. Há um tipo físico, desde o plasma até ao organismo humano inteiramente desenvolvido, a vida passa por processos complicados, mas chega afinal ao objetivo visado, que é uma organização física integral.
Entretanto o homem, não é somente matéria. Se fosse só matéria não haveria diferença entre ele e os animais. A finalidade real da vida humana é atingir um fim ético, a perfeição. Ora, por vida perfeita não se compreende riqueza, erudição, inteligência ou sagacidade.
O apóstolo Paulo descreve a evolução espiritual dos filhos de Deus, e fé-lo nos seguintes termos:" Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo". (Efésios 4.13).
A evolução da vida espiritual cessa, quando se alcança a estatura de Cristo.

Enquanto isso não Acontecer, temos que Evoluir, temos que Crescer.

Pb Donizeti ( Um servo de Jesus Cristo, a serviço do Reino de Deus.)

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

ESTRANHAS FILOSOFIAS

Sabem leitores quantos personagens há na Parábola do Bom Samaritano? Não sabem quantos são, porque não se deram ao trabalho de conta-los. Vamos enumera-los, para ajudar os leitores: a Parábola fala de salteadores, menciona o Sacerdote e o Levita; apresenta o estalajadeiro; a seguir fala do Bom Samaritano, e da vítima que foi assaltada.
Mas o que devemos focalizar aqui, são as estranhas e diferentes filosofias que a Parábola sugere através do comportamento de cada um.
Em primeiro lugar está a filosofia dos salteadores que não faziam segredo de dizer ao assaltado: "O que é nosso é nosso; no caso o que é teu é nosso desde que podemos carrega-lo."
Em segundo lugar está a filosofia do Sacerdote, em tudo igual a do Levita, os quais ao ver o homem caído e espancado, passaram de largo, dizendo então; "O que é nosso é nosso mesmo; vamos conserva-lo, não podemos gasta-lo".
Em terceiro lugar está a filosofia do hospedeiro, que parece mais liberal do que a dos personagens anteriores, mais está contaminada pelo mesmo mal. A filosofia , do hospedeiro é esta: "O que é meu é teu , mais se pagares o preço". Anotem bem como começa e como termina a filosofia do hospedeiro.
Em quarto lugar vem a filosofia despretenciosa do Bom Samaritano, tão rara e desconhecida. A filosofia do Bom Samaritano é esta: "O que é meu é de Deus e vou usa-lo agora para a sua Glória".

Devemos agora olhar para a nossa filosofia de vida e ver a qual das citadas acima nos assemelhamos.
A que mais combina com o dom de Cristo, que é o amor, é a do Bom Samaritano, tomemos cuidado.

Pb. Donizeti ( Um servo de Jesus Cristo à serviço do Reino de Deus.)

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Para Refletir

VERSÍCULO:
"Os fariseus vieram e começaram a interrogar Jesus. Para pô-lo à prova, pediram-lhe um sinal do céu. Ele suspirou profundamente e disse: Por que esta geração pede um sinal miraculoso? Eu lhes afirmo que nenhum sinal lhe será dado. Então se afastou deles, voltou para o barco e foi para o outro lado." -- Marcos 8.11-13

Ezra Gould, em seu comentário sobre Marcos, corretamente observou que nenhum homem de integridade quer se mostrar, pois pela sua vida será evidente quem ele realmente é. Quem quiser ver verá. Jesus era assim. "Ele recusou fazer algo puramente como sinal, embora sua vida fosse cheia de sinais. Aliás, sua vida era um sinal - ele mesmo era o sinal." Não era que Jesus não se importava com a fé dos fariseus ou outras pessoas descrentes.
Não foi por isso que ele recusou dar um sinal. Muito pelo contrário, Jesus valorizou tanto a fé, que ele não admitiu banalizá-la em show de poder ou entretenimento. O que essas pessoas queriam era manipular Jesus e torná-lo numa espécie de mágico espiritual. Jesus recusou mercantilizar a obra de Deus.
Devemos estar atentos a pessoas tentando fazer a mesma coisa em nossos dias. A Bíblia alerta que há quem opera milagres, mas são para enganar (2 Ts 2.9-10; Ap 16.14). Se Deus realizar algum milagre em sua vida, dê glórias a Ele.
Porém, tome cuidado com quem quiser usufruir de obras milagrosas para outras finalidades. Aí, pode haver poder, mas não vem de Deus. Vamos ser atentos e criteriosos em quem (ou em quê) depositamos nossa fé. Esta era a grande preocupação de Jesus. Que seja a nossa também.

Miss. Deivi C. Davel
deivididavel@gmail.com

"O anjo do SENHOR acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra." (Sl 34.7)


"O anjo do SENHOR acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra." (Sl 34.7)

Escolhi este versículo para falar hoje, pois, ontem tive um livramento de morte na hora do almoço.

Eu havia acabado de chegar para almoçar em casa, estavam lá minha esposa e um jovem irmã conversando. Conversamos enquanto almoçavamos, acabamos e continuamos ali sentados na mesa, e o tempo que estava limpo mudou e começou muito vento e ruídos como de relâmpagos.
Me levantei rapidamente e fui desligar o microondas da tomada na cozinha, os aparelhos na sala e me lembrei de desligar o telefone também.
Então peguei o telefone para desconectar o fio embaixo do aparelho e não consegui, aí fui até a outra ponta na tomada.
Quando peguei a tomada com a mão direita e o plug do fio do telefone com a esquerda, aconteceu o maior de todos os raios até aquele momento e eu recebi um choque pelo fio do telefone que durou quase uns dez segundos.
Minha esposa e a irmã que estavam conversando param e ficaram observando tudo, viram que saiam faíscas do fio em minhas mãos.
Somente quando cessou aquela descarga que consegui me soltar do fio. O fio do telefone ficou queimado na ponta aonde eu estava segurando.
Caí de joelhos agradecendo a Deus, pois, ainda estava vivo, minhas mãos nada sofreram, só aonde encostou a tomada em minha mão direita ficou um pouco vermelho. Tudo isso sem contar a sensação de formigamento pelo corpo que passou logo.
Orei ali ajoelhado junto com minha esposa a e irmã, disse a Deus obrigado várias vezes, agradeci e louvei o seu Nome.
Ao chegar hoje pela manhã no trabalho, pensei vou escrever o meu testemunho no blog e o primeiro versículo que me veio a mente foi lá em Salmos, aonde a Palavra diz que dos seus é Ele quem cuida.

Fiquem com Deus e confiem nele, pois, Ele é quem cuida de nós!

Dc. Jonathas Januário Pereira

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Não orar pela Mão, mas sim pela Face!

Texto: "Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas." (Mateus 6.33)

Eu estava lendo um livro antes de chegar em meu trabalho e o livro dizia estas palavras:

"... adoração que busca a face de Deus antes de sua mão,..."

Quantas vezes nós homens e mulheres quando ao orarmos pedimos primeiro que Deus coloque a sua mão e faça um milagre, e com isso não conseguimos nem sequer ver a sua face, pois, só nos interessa o seu poder e a sua glória fica em segundo plano.
Ao andarmos pela Bíblia vemos que Elias ante os profetas de Baal, não pediu primeiro a mão de Deus, mas a glória invocando o seu nome (1 Rs 18.24). O poder de Deus foi manifesto pela vontade soberana de Deus sem que Elias o pedisse (1 Rs 18.36-46). Elias não disse o que Deus deveria fazer ele apenas disse que Ele mostrasse quem é o verdadeiro Deus ao povo.

Detalhe: Elias primeiro arrumou o altar, nos devemos primeiro nos consertarmos com Deus, arrumarmos o "nosso altar" para que Deus diante da nossa adoração e clamor venha a fazer algo.

Muitas vezes estamos como o povo no deserto, só pedimos o maná do ceús, mas a glória e adoração a Deus acabam ficando em segundo lugar, e algumas vezes nem lugar tem!

Devemos pedir como o profeta Habacuque "... aviva, ó SENHOR, a tua obra no meio dos anos...", não esperando apenas receber do Senhor, mas dar á Ele todo o louvor que lhe é por direito.

E agora você quer a mão ou a face do Senhor?

Dc. Jonathas Januário Pereira

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Na prisão, porém, não aprisionado!

Estive lendo um folheto da Ministérios RBC e achei muito importante divulgar, pois, é um trabalho muito bonito o que eles tem feito.
O texto diz assim:

"Julho 2009

Querido amigo,

Na prisão, porém, não aprisionado!

"Eu, o Senhor, te chamei em justiça, tomar-te-ei pela mão, e te guardarei, e te farei mediador da aliança com o povo e luz para os gentios; para abrires os olhos dos cegos, para tirares da prisão o cativo e do cárcere, os que jazem em trevas." - Isaías 42.6-7

O evangelismo aos prisioneiros tailandeses foi iniciado por RBC Tailândia, em 2006, ao percebermos que aproximadamente mil leitores do Nosso Andar Diário(devocional editado pelos Ministérios RBC) viviam em prisões.
Esta descoberta impeliu Nitichet Sadudeewong, responsável pelos Ministérios RBC na Tailândia visitá-los. Durante a visita ele observou que aquele lugar de punição e miséria poderia tornar-se um local de esperança e alegria, se os prisioneiros encontrassem uma nova vida com Jesus. Por essa razão, ele e seus colaboradores, iniciaram um ministério para possibilitar que os prisioneiros tivessem um relacionamento com o nosso Pai celestial, e que apesar de estarem aprisionados, não estariam presos à escuridão espiritual.
Leia o que três prisioneiros relatam sobre as obras de Deus em suas vidas:

  • "Nesta manhã, 30 pessoas assistiram ao culto. Todos estavam ansiosos por compartilhar sobre as transformações em suas vidas, desde que conheceram a Deus como Salvador e Senhor."
  • "Nosso Andar Diário é como um amigo íntimo, um sombra amiga. A leitura bíblica diária sempre me traz encorajamentos. Os livretos da série Descobrindo a Palavra me auxiliam muito."
  • " Quando um prisioneiro saiu, o administrador da penitenciária me deu o exemplar do Nosso Andar Diário que pertencia a ele. Acordo todas as manhãs, às três da madrugada, para orar, ler a Bíblia e o artigo diário. O Nosso Andar Diário me ajuda a viver meu dia-adia."
Você pode orar conosco por estes irmãos e irmãs, para que sejam exemplos da misericórdia de Cristo e instrumentos de Deus para compartilhar as boas-novas com seus colegas na prisão?
Ore também por nossos colaboradores na Tailândia. Eles já visitaram 110, das 135 prisões tailandesas. Um total de 1.114 cristãos participaram dos cultos e 792 aceitaram a Cristo como Salvador pessoal. Louvamos a Deus pela colheita abundante. somos também abençoados pelo esforço de 60 grupos de cristãos, e 48 igrejas locais que colaboram conosco neste ministério.
Muitas destas igrejas usam o Nosso Andar Diário em seus contínuos esforços para encorajar os prisioneiros após a sua libertação, e lhes agradecemos profundamente. É claro que com 150 mil prisioneiros espalhados pelo país, é muito evidente a necessidade de trabalhar ainda mais.
Ore conosco para que o "Senhor da Seara" envie os trabalhadores e os recursos para cumprirmos a Sua vontade.
Aqueles que Ele libertou, são verdadeiramente livres.

Albert Lee
Diretor Internacional"

Este texto acima mostra só uma pequena parte daquilo que podemos fazer para Deus.
Que todos nós estejamos a trabalhar para o Mestre todos os dias, e que Ele quando vir nos ache fazendo a sua obra.

Jonathas Januário Pereira
Editor-Chefe do J.A.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

2º Congresso de Missões da Assembléia de Deus em Santa Rita (Nova Iguaçu-RJ)

ATENÇÃO!!!

Vem aí o 2º Congresso de Missões da Assembléia de Deus em Santa Rita (Nova Iguaçu-RJ). Presença confirmada dos Pastores: ELSON DE ASSIS (RJ), WANDERLEY CARCELIANO (SP), FÁBIO ALONSO (MG) e SIEGFRIED TOMAZSEWSKI (Alemanha), além das Cantoras: SARA FLOR DI MAIO (SP), JANNY LAMIM (MG) e DAMARES (PR) do Louvor ?Sabor de Mel?. Não fique fora dessa, faça já a sua caravana e venha viver 4 dias de bênçãos para a sua vida!!!
Obs.: O Congresso será transmitido "AO VIVO" pelo nosso site!!!

(Entrada Franca)

DATA DO CONGRESSO: De 17 à 20 de Setembro de 2009.
HORÁRIOS: De 18:00 às 21:30hs

PARA MAIORES INFORMAÇÕES, ACESSE O SITE: http://www.missoesurgente.net

Pb FÁBIO PERES PEIXOTO
Secretário Geral de Evangelismo e Missões
Tel: (21) 2764-8405 / 3767-2443 ou 9451-1326

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

2º Congresso de Jovens de Pitinga-AM


A AD de Pitinga-AM com muita felicidade anuncia que seus jovens estarão realizando o 2º Congresso de Jovens nos dias 12 e 13 de Setembro.
Evento este que tem o tema: Tempo de Avivamento, e com sua referência bíblica em Habacuque 3.2b: "aviva, ó SENHOR, a tua obra".

A programação do evento esta:

12 (sábado):
19:30h, Culto de Abertura

13 (domingo):
08:30h, Manhã de Avivamento
19:30h, Culto de Celebração

Todos os cultos e trabalhos serão realizado no templo da AD de Pitinga-AM, Rua dos Angelins, s/nº - Vila C2.

O evento também terá a cobertura da equipe jornalistíca do Jornal da Assembléia - "A Voz do Povo de Deus".

Os jovens de Pitinga contam com a sua presença!

E que todos nós possamos sempre clamar a Deus por um avivamento em nossas vidas!

Equipe J.A.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

DEUS QUER A PRESENÇA DO HOMEM

Um dos principais encargos do apóstolo Paulo era a transmissão da verdade, conforme lemos: "É o que de minha parte ouviste através de muitas testemunhas, isso mesmo transmite a homens fiéis e também idôneos para instruis a outros" (2Tm 2:2). Entretanto, se apenas transsmitimos a verade a outros, ainda nos mantemos na esfera objetiva, ou seja, ela ainda não fez efeito em nós. O objetivo de Deus é que as verdades sejam trabalhadas em nós e ser tornem subjetivas em noss experiência; do contrário, essas palavras ficarão apenas na esfera doutrinária ou judicial.
Sabemos que: para que a fé objetiva seja trabalhada na fé subjetiva, necessitamos do Espírito, que funciona como uma lente de câmera fotográfica. O que está na esfera objetiva ou judicial passa pela lente e, com um efeito inverso, é impresso em nosso interior. Em outras palavras, o objetivo de Deus é fazer com que a fé objetiva seja transportada para o nosso interior e se torne a nossa fé subjetiva por meio da Palavra de Deus e das verdades nela contidas. Como falamos anteriormente, a lente de nossa câmera fotográfica é o Espírito, o qual inclui o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Jo 1:14; cf. 1 Cor 15:45).
O evangelho de João explica esse processo, mostrando que no princípio era a Palavra (ou Verbo), a Palavra estava com Deus e a Palavra era Deus (Jo 1:1). No versículo 14 lemos que a Palavra tornou-se carne. Deus é a Palavra que se tornou carne na pessoa do Senhor Jesus, a corporificação visível de todo o Deus Triúno na terra. Ninguém jamais viu a Deus, apenas o Filho unigênito que está no seio do Pai é quem o revelou. Jesus Cristo é o Filho unigênito do Pai (v. 18).
A encarnação de Deus fica bem clara para nós pelo significado do nome "Jesus", que corresponde a "Jeová mais salvação". O nome Jeová não inclui Jesus, mas Jesus inclui Jeová. Outro aspecto importante é que Deus Pai habita em luz inacessível (I Tm 6:16), contudo o homem criado poro Ele necessitava de Sua presença. Então, no jardim do Éden, Deus queria ter a presença do homem, para que Jeová e o homem criado tivessem a presença um do outro. Nós sempre temos o conceito de que o homem precisa da presença de Deus. Contudo, após Deus ter criado o homem, Ele disse: "Não é bom que o homem esteja só" (Gn 2:18). Era como se Deus estivesse dizendo: "Eu vou criar o homem para tê-lo em Minha presença".
Temos que perceber que não apenas nós precisamos da presença de Deus, mas Ele também quer nossa presença. Nós sabemos que o homem pecou ao comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal e, então, perdeu o objetivo para o qual foi criado. Por essa razão Deus o expulsou do jardim do Éden. Na condição em que estava, o homem jamais poderia receber o fruto da árvore da vida, pois, apesar de não ter morrido imediatamente, o elemento da morte entrara nele. O Senhor, diante disso, impediu que o homem que acabara de pecar comesse do fruto da árvore da vida e recebesse a vida divina. Consequentemente, uma vez expulso do jardim do Éden, Deus perdeu a presença do homem (3:22-23).
Louvado seja o Senhor, pois Deus tornou-se homem. Em Mateus 1:23 temos um outro nome maravilhoso - Emanuel, que significa "Deus conosco". Jesus não é somente Deus; Ele é Deus conosco. Aqui vemos claramente que Deus deseja que o homem tenha Sua presença, assim como Ele quer ter a presença do homem. Amém!

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Mas, eu já tenho uma religião!

Viviane Andrade

Não é raro encontrar pessoas que ao falarmos de Jesus, afirmam: eu já tenho uma religião!

Normalmente as pessoas tem uma religião, mas será que todas têm Jesus?

As perguntas abaixo tem o objetivo de ajudar a entender melhor como a sua religião está perante os ensinamentos bíblicos acerca da salvação.

1º – Na sua religião, o louvor, a adoração, a glória ou qualquer outro tipo de culto é dirigido a:

a) – somente a Deus (Deus pai, Deus filho e Deus Espírito Santo);

b) – a Deus e aos santos;

c) – a ninguém.

2º – O que acontecerá após a morte:

a) - segundo a bíblia, haverá apenas dois caminhos, céu para os justos e o inferno para os pecadores;

b) - céu para os justos, inferno para os pecadores e um lugar intermediário para aqueles que, digamos assim, não foram muito bem;

c) - morreu acabou ou seremos reencarnados.

3º – A salvação é possível:

a) - somente através de Jesus;

b) - através de Jesus com a intercessão dos santos junto a Deus;

c) - através das nossas obras aqui na terra, ou seja, basta sermos boas pessoas para sermos salvas.

4º - Quais os critérios que a sua religião ensina que são necessários para se obter a salvação:

a) - aceitar a Jesus como seu Senhor e Salvador

b) - basta ser uma pessoa boa e caridosa;

c) - esforçar bastante e fazer penitências.

5º - Qual doutrina ou ensinamento é usado como regra de fé e prática na sua religião:

a) - a bíblia sagrada;

b) - a bíblia e as tradições da igreja;

c) - os ensinamentos baseados nas revelações de lideres religiosos que não tem origem bíblica.

A letra A é a resposta correta para todas as perguntas. Portanto, se você respondeu a uma ou mais perguntas com alternativas diferente da letra A, então, perante os ensinamentos bíblicos, você e os seguidores da sua religião precisam urgentemente aceitar a Jesus como seu único e suficiente Salvador.

Resposta bíblica para a primeira pergunta.

Apocalipse 22.8 - Eu, João, sou o que ouvi e vi estas coisas. E quando as ouvi e vi, prostrei-me aos pés do anjo que mas mostrava, para o adorar. 9 - Mas ele me disse: Olha, não faças tal; porque eu sou conservo teu e de teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adora a Deus.

Resposta bíblica para a segunda pergunta.

Lucas 16.22 - Veio a morrer o mendigo, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão*; morreu também o rico, e foi sepultado. 23 - No inferno, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe a Abraão, e a Lázaro no seu seio.

* seio de Abraão (paraíso, céu)

Resposta bíblica para a terceira pergunta.

João 3.16 - Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

Resposta bíblica para a quarta pergunta.

João 14.6 - Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim

Hebreus 12.14 - Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor,

Resposta bíblica para a quinta pergunta:

Gálatas 1.8 - Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que já vos pregamos, seja anátema*.

* anátema (amaldiçoado)

Você quer aceitar a Jesus como seu Senhor e Salvador?

Mas o que é aceitar Jesus?

Aceitar a Jesus é a expressão usada pelos evangélicos para indicar duas coisas:

1º - Aceitá-lo como Salvador

Neste primeiro caso você estará concordando que é pecador, precisa de salvação, que o sacrifício de Jesus na cruz é suficiente para garantir a sua salvação e com isto não necessitará da intervenção ou intercessão de qualquer outro por mais privilegiado que possa parecer.

É um ato de humildade, arrependimento e fé.

2º - Aceitá-lo como Senhor

Neste segundo caso você estará renunciando as coisas deste mundo para servir exclusivamente ao Senhor Jesus. Diz respeito ao plano prático da fé.

Não é uma expressão da boca para fora; também não é apenas ir a uma igreja ou ser chamado de evangélico, envolve uma completa submissão ao nome de Jesus, sua palavra (bíblia sagrada) e a sua vontade.

Ao aceitá-lo como Senhor estamos nos colocando na posição de servo para obedecer a sua palavra e renunciar nossas antigas crenças, costumes, hábitos e comportamentos que nos afastavam do Senhor Jesus.

A bíblia usa o terno nascer de novo, para indicar que há necessidade de morrermos para o mundo e nascer em nova vida para Jesus.

O ato de aceitar Jesus como seu Senhor e Salvador lhe garantirá de imediato a salvação de sua alma e é o único caminho que temos para nos livrar da condenação do inferno e chegarmos ao céu.

O convite está feito, porém, a decisão é exclusivamente sua. Ninguém poderá forçá-lo a aceitar Jesus, até porque é algo que tem de que permanecer até a sua morte ou até a volta de Jesus.


Aonde você encontra: http://aconselhamentos.blogspot.com/search?updated-min=2007-01-01T00:00:00-03:00&updated-max=2008-01-01T00:00:00-03:00&max-results=50

Conselhos Bíblicos