Pesquisar no Blog do J.A.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Por que os grandes caem?

"Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar"
1 Pedro 5.8

"Não deis lugar ao diabo."
Efésios 4.27

O que acontece quando grandes homens de Deus caem diante de coisas que eles sabem que é errado? E isso vale para nós.

Quando estamos nas lutas desta vida passando por provas mil, estamos sempre junto de Deus, pois em nós mesmos não temos força para vencer (2 Cr 20.12). Nos colocamos na presença de Deus em consagração, busca incessante até vencermos a peleja.

Contudo, ao conseguirmos a bênção, sentirmos que Deus está nos usando baixamos a guarda, achamos que por causa do que Deus fez o diabo não poderá tocar em nós....

Aí reside o engano do coração do homem...

Não é porque Deus está te usando que o diabo não te perseguirá ou lhe tentará. O alerta de Pedro é esse, ele está falando para igreja. Paulo alerta os irmãos de Éfeso a não darem lugar, ou cederem as tentações. O foco é que mesmos no centro da vontade de Deus, mesmo dentro da igreja nós somos os alvo de satanás.

Caímos diante do pecado ofertado pelo adversário por que criamos a identidade de "super-crentes". Invencíveis contra o mal e intocáveis por ele. Sim, só que não.

Somos invencíveis contra o mal, por que Deus pelaja por nós (Dt 3.22), é Dele que o diabo tem medo.

Quanto a ser intocável, Jesus nos diz que este mundo não seria fácil de ser viver (Jo 16.33), o diabo não dará um dia de trégua contra nós. Suas ações são para subverter e dominar os filhos de Deus para si.

Não foi assim com Davi? Estava tudo bem, vitórias sobre vitórias no campo de batalha, era época de guerra, mas ele não foi crendo que já estava tudo ganho. Foi aí o seu momento de guarda baixa e satanás não perdoou.

O próprio Davi escolheu tudo o que o adversário lhe ofereceu. Ele viu e cobiçou, ele cobiçou e tomou, ele tomou e tentou esconder, ele escondeu dos homens, mas de Deus ninguém esconde (Pv 15.3).

Ele caiu da graça, da presença vitoriosa de Deus em sua vida e em seu reino. Ele se levantou depois disso, mas as marcas da queda surtem efeitos até hoje. A família de Davi continuou no trono, mas seus descendentes foram uma sucessão de erros que culminarão na divisão do reino de Israel em dois, daí para frente nunca mais houve harmonia entre os próprios judeus.

Vigiemos, fiquemos sóbrios quando estivermos no alto, pois é no que somos alvos mais fácies de serem acertados.

Que o Senhor nos guarde de nós mesmos.

Conselhos Bíblicos