Pesquisar no Blog do J.A.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

"Só Deus pode me julgar!"

Atualmente, essa é a desculpa que muitos tem usado quando sabem que estão fazendo o que não é certo, mas não querem parar ou simplesmente não se importam em parar.

Se esquecem que "Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará." - Gl 6.7.

Todos prestarão contas um dia diante de Deus, isso em termos teológicos se chama O Julgamento do Grande Trono Branco ("E vi um grande trono branco, e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu; e não se achou lugar para eles." - Ap 20.11).

Diante de Deus haverão dois tipos de pessoas os "benditos" e os "praticantes da iniquidade" ("Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade." - Mt 7.22,23).

Não haverá como fugir de tal julgamento.

O juiz que está no Trono Branco tem ciência de todas as obras de cada um.

Ele conhece todas as provas.

Não haverá como recorrer diante da sentença eterna.

Não haverá como fugir da sentença.

Tantos tem ignorado que ser julgado pelo homem já é difícil, isso o homem podendo ser enganado, influenciado, comprado, mas e Deus? Imagine como será diante de Deus? O dinheiro não o compra, boas obras não o compram, presentes não o compram. Como será?

A Bíblia cita que bem-aventurado é o que participa da primeira ressurreição ("Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos." - Ap 20.6). Esse já estará completamente puro e santo, apenas esperando o momento do julgamento final com alegria. Quem são estes da primeira ressurreição?

O que subirem aos céus no momento do arrebatamento. Aqueles que estão muito preocupados com o "julgamento de Deus" a seu respeito.

Os demais, os que ficarem, só terão a mesma chance dos da primeira ressurreição, se e somente se, passarem pela Grande Tribulação vivos e com testemunho cristão verdadeiro, se após o reino de milenar, que segue após a Grande Tribulação, quando Satanás for solto novamente por um curto espaço de tempo, não serem enganados por ele. Viu como será fácil para quem não se importar com o "julgamento de Deus".

Já pensou: Você escapa com vida da Grande Tribulação, passa o Milênio com Cristo, e ainda no final corre o risco de ser ainda enganado por Satanás?

É mais fácil, se preocupar com o "julgamento de Deus" hoje, enquanto, ainda temos "O Advogado" ao nosso lado.

"Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo."
1 João 2.1

Conselhos Bíblicos