Pesquisar no Blog do J.A.

terça-feira, 5 de maio de 2015

A certeza da salvação - Pode alguém realmente saber com certeza? 9/10

UMA JORNADA PESSOAL

Dennis De Haan, o editor do Pão Diário (Famoso devocional diário da Ministérios RBC), sofreu com as dúvidas a respeito de sua salvação. Aqui está o seu relato pessoal de sua jornada até obter a certeza da salvação.

A primeira vez que professei a minha fé em Cristo como o meu Salvador, foi com a idade de 15 anos. eu desejaria poder dizer através dos anos que eu nunca duvidei da minha salvação, desde aquela época. Mas não posso. A minha experiência tem sido mais a de uma jornada árdua de repetidas dúvidas do que de um conto de fadas espiritual que termina em um vivo "feliz para sempre". Olhando para trás, eu vejo que eu cometi o erro que todos fazem, de equiparar a certeza da salvação com um sentimento positivo. Quando eu estava animado, eu me sentia salvo, quando estava desanimado, eu me sentia perdido.

Hoje, não me importam os sentimentos, se eu sei que estou salvo, pois eu cheguei a reconhecer que a certeza da minha salvação está baseada na inalterada Palavra de Deus e na obra consumada de Jesus Cristo ao morrer na cruz para pagar os meus pecados. O meu perdão e a minha esperança Nele - não em meus sentimentos que sempre estão mudando.

Também encontrei ajuda ao saber que algumas pessoas, pelo seu temperamento, estão mais inclinadas a dúvidas do que outras. Algumas pessoas foram abençoadas com uma natureza otimista que lhes dá uma fé no que se refere à vida de forma geral, enquanto que outras são, por natureza, introspectivas, cautelosas, temerosas e profundamente sensitivas. Deus não criou todos iguais. Tomé, um dos discípulos de Jesus, foi um que duvidou de Jesus. Porém Jesus o aceitou assim como ele era - com suas dúvidas e tudo.

A Bíblia ensina que a certeza da salvação é a obra do Espírito Santo, que testifica ao nosso espírito de que somos filhos de Deus (Romanos 8.16). Eu penso que esta confirmação interna vem quando temos comunhão com Cristo, quando somos obedientes à Sua Palavra e descansamos seguros no amor de Deus. Eu preciso ser cauteloso para não permitir que permaneça em meu coração o ódio ou qualquer mau desejado em relação a alguma outra pessoa. Quando tenho dúvidas, eu procuro fazer um inventário honesto de minha vida, pois o Espírito de Deus não pode testificar nada ao meu espírito se eu o entristeço ou O reprimo através de desobediência. Eu também cheguei a compreender que, uma vez que confessei um pecado e me afastei dele, eu não preciso me preocupar mais com ele. A não ser, é claro, se eu pecar outra vez.

Se ainda sou atormentado por dúvidas, eu preciso resisti-las da mesma maneira como devo resistir a qualquer outra tentação. De certa forma, eu fico contente com as dúvidas, porque elas me forçam a decidir-me outra vez e crer em Deus e a confiar completamente em Jesus. Quantas vezes eu simplesmente Lhe falei: "Senhor, eu não me sinto salvo, mas eu confio em ti de qualquer forma. Te agradeço que resolveste tudo isto na cruz do Calvário!".

Algum dia, todas as dúvidas haverão de passar e nós veremos a nosso Salvador face a face. Mas até então, nós caminharemos em fé e não pelo que vemos. Se nós nos concentrarmos em obedecer à Palavra de Deus e nos lembrarmos do que Cristo fez por nós, algo maravilhoso vai acontecer. Lentamente, mas com segurança nós começaremos a "duvidar das nossas dúvidas e crer nas nossas crenças", e isto, através do testemunho do Espírito Santo, nos dará uma abençoada certeza da salvação.

Conselhos Bíblicos