Pesquisar no Blog do J.A.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

MELHOR QUE PALAVRAS


Quando estamos com pessoas que estão desoladas ou sofrendo, sentimos necessidade de preenchermos o desconforto da situação com palavras.

Receamos que,  se não dissermos algo o estado delas só irá piorar.

É possível até que evitemos nos aproximar daqueles que sofrem por não sabermos o que falar.

Um amigo que perdeu três filhos, descreu dois exemplos de como podemos confortar, recebidos  durante os momentos de pior tristeza:

 -Alguém me falou sobre o cuidado de Deus, sobre a razão daquilo ter acontecido e sobre a esperança depois da morte.

Falava constantemente, dizendo coisas que eu sabia ser verdade.

Nada, porem, me tocou.

Desejava apenas que ele fosse embora.

E finalmente se foi.

Outro homem chegou e sentou-se ao meu lado.

Não falou nada.

Não perguntou nada.

Apenas sentou-se ao meu lado por mais de uma hora, ouvindo quando eu dizia alguma coisa e dando respostas curtas; depois fez uma oração simples e foi-se embora.

Fui tocado, senti-me confortado, odiei vê-lo ir embora.

Jó esperimentou algo semelhante.

Em sua tristeza , também almejava pelo apoio silencioso dos amigos.

Ele clamou Oxalá vocês se calassem de todo, que isto seria a vossa sabedoria.

Eles porem continuaram falando coisas que o desanimavam cada vez mais.

Na próxima vez que estiverem com pessoas que estão sofrendo, deixe que sua presença seja o conforto.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

Conselhos Bíblicos