Pesquisar no Blog do J.A.

domingo, 4 de maio de 2014

NOSSA DECISÃO

 Livre Arbítrio e Soberania

Deus nos fez de modo tal que somos seres formadores de decisão. 

Sempre faremos uma escolha ou outra em dada situação. 

Não podemos parar de fazer escolhas quando confrontados com alternativas. 

Se eu me recuso a fazer uma escolha, eu ainda assim, estarei fazendo uma escolha.

Mas como são feitas as escolhas? 

Os homens, farão escolhas segundo o seu desejo momentâneo. 

Ao escolher, pensamos ser a melhor opção no momento, isso quer dizer que nossas escolhas revelam nosso caráter, uma vez que é nosso caráter quem produz nossos desejos e, portanto, determina o que consideramos a melhor opção. 

Um bom caráter geralmente desejará boas coisas, e um mau caráter desejará coisas más. 

O que nós escolhemos, portanto, revela a condição da nossa maturidade.

Deus nos criou como seres responsivos, ou seja, em resposta à nossa criação, deveríamos glorificar ao Criador. 

Isto significa que nós não agimos diante de Deus, mas apenas reagimos.

A vontade pode ser livre para planejar, mas não para executar. 

Quando se diz que a vontade é livre, obviamente não quer dizer que ela determina o curso da nossa vida.

Não escolhemos doença, pobreza ou dor. 

Não escolhemos nossa condição social, nossa cor, ou nossa inteligência.

Ninguém pode negar que o homem tem vontade, e que esta faculdade de escolher o que dizer, fazer, pensar, tem nos frustrado bastante. 

Pensando em nossa liberdade, podemos projetar um curso de ação, mas não podemos realizar o intento. 

Em outras palavras, nossa vontade tem a capacidade de tomar uma decisão, mas não o poder de realizar seu propósito.

O homem pode escolher e planejar o que tiver vontade.

Mas a sua vontade não é livre para realizar nada contrário à vontade de Deus. 

Devemos ter sempre a nossa vontade aparelhada com a vontade de Deus.



Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

Conselhos Bíblicos