Pesquisar no Blog do J.A.

sábado, 31 de dezembro de 2011

Qual é o melhor lugar para o Cristão se estar neste início de ano?

A sua resposta pessoa irá lhe dizer muito sobre si mesmo em relaçaõ a Deus, por isso pense.

a) Em casa com a fámília.

b) Na igreja com os irmãos.

c) No centro vontade de Deus.

d) Em uma festa bem legal.

Resposta Bíblicamente correta: c)

"E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus." (Romanos 12.2)

É hora de ser Cristão de verdade, pois, a volta de Jesus não será de brincadeira.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Um Pequeno Estudo Bíblico …

prayA necessidade de Confissão (1 João 1.9)

Quem confessa seus pecados e delitos, coopera com Deus, pois assim Deus o pode transformar. Uma vez que o pecador arrependido recorre aos méritos de Cristo, Deus, sem ofender a Sua própria justiça ou agir contra si mesmo, pode perdoar-lhe todos os delitos.

Mas quando alguém se recusa de adotar uma atitude de contrição, de arrependimento, Deus por sua vez, nada pode fazer e o pecador sofrerá as consequências eternas da própria rebelião.

 

Fonte: Lições Bíblicas para Adultos, CPAD - 1º Semestre de 1970, pág. 7

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

O que significa: TETELESTAI

“... havendo riscado o escrito de dívida, que era contra nós nas suas ordenanças, o qual de alguma maneira nos era contrário, e o tirou do meio de nós, cravando-o na cruz...”

Colossenses 2.14

“TETELESTAI” é uma expressão grega que pode ser traduzida como “está consumado”, “totalmente pago” ou “dívida cancelada”. No século I, quando um criminoso era preso, seus delitos eram registrados em um papiro conhecido como “cédula de dívida” ou “escrito de dívida”. Ao cumprir a pena e chegando a ocasião de sua liberdade, o juiz responsável pela soltura do condenado, riscava a cédula, especialmente na parte onde os crimes estavam apontados, e, no rodapé, escrevia TETELESTAI. Pronto! O indivíduo não devia mais nada à justiça. Estava livre da condenação e, agora, poderia desfrutar da paz e da liberdade.

O apóstolo Paulo se apropria desta figura jurídica para nos transmitir a profundidade do alcance da obra redentora de Cristo, pois como pecadores que somos, contra nós também há uma “cédula de dívida”, a saber, uma série de transgressões cometidas ao longo da vida. Esta cédula constitui-se em um poderoso instrumento de acusação. Ela nos silencia, nos humilha, pois não há como contradizê-lá, não há como nega-lá. Nela se registram todas as nossas maldades, todas as nossas mentiras, toda perversidade que praticamos. Ela aponta para a destruição dos que ali constam (Ap 20.12). Entretanto, o apóstolo Paulo declara que Cristo “riscou o escrito de dívida, tirando-o do meio de nós, cravando-o na cruz”. Ou seja, Jesus Cristo com sua morte vicária (substitutiva), pagou a dívida que tínhamos para com Deus. Vale a pena lembrar que na cruz do Calvário, segundo o Evangelho de João (19.30), Cristo declarou “Está consumado!” (TETELESTAI), sendo, inclusive, sua derradeira palavra.

Consumado! Totalmente pago! Esta é a nossa verdadeira situação em Cristo no que consiste a satisfação da justiça divina. Não importa o que tenhamos feito. Não importa a extensão e a gravidade do nosso pecado, em Cristo Jesus nenhuma condenação há” (Rm 8.1). Portanto, quando lembranças ruins de um passado distante ou recente surgirem e nos sentirmos culpados e ameaçados em nossa paz, basta nos lembrarmos do que Cristo fez por nós. Basta nos lembrarmos da sua última palavra proferida a nosso respeito: TETELESTAI! Todos os nossos pecados foram perdoados pelo precioso sangue do Senhor Jesus Cristo. Sangue este que riscou a cédula que nos era contrária, nos livrando da condenação de uma vez por todas. De uma vez para sempre!

É comum encontrarmos cristãos inseguros quanto ao fato de se sentirem plenamente perdoados por Deus. Alguns têm a impressão de que precisam orar mais uma vez para, quem sabe, serem realmente perdoados pelo Senhor. Porém, as Escrituras Sagradas não nos orienta a “sentir o perdão” de Deus e, sim a crer que, em Cristo, Ele já nos perdoou. Portanto, não é uma questão de sentimento, mas sim de fé na pessoa de Jesus Cristo e na eficácia da obra que Ele realizou. Outra questão que também atormenta alguns irmãos é o receio de que, dependendo do que fizeram no passado, estes precisam “quebrar alguma maldição” ou “anular algum pacto”, pois, do contrário, sempre estarão sujeitos a alguma investida de satanás e poderão ter algum tipo de influência maligna em suas vidas. Assim, para tais, a qualquer momento, o diabo poderá vir “cobrar a fatura” sendo, portanto, necessário participar de algum culto ou corrente de libertação.

Esta prática, embora comum, principalmente em comunidades neopentecostais, é estranha ao ensino da Escritura Sagrada. Paulo, afirma que a dívida foi cancelada, além disso, no versículo 15 do capítulo 2 da carta aos Colossenses, o apóstolo insiste que “tendo despojado os principados e as potestades, os expôs publicamente ao desprezo, e deles triunfou na cruz...” Se no versículo 14, Paulo utiliza uma cena jurídica, como já dissemos acima, neste ele usa uma realidade militar bastante conhecida na época, pois quando duas nações entravam em guerra, era comum o exército vencedor trazer ao seu território o exército vencido e, numa cerimônia pública, os soldados derrotados tinham suas roupas e demais pertences retirados até ficarem completamente nus.

Este despojamento tinha o objetivo de humilhar o inimigo derrotado, demonstrando que estava totalmente subjugado. É exatamente isto que Paulo está ensinando aos crentes de Colossos! Cristo derrotou e humilhou o diabo, despojando-o de toda e qualquer autoridade que tinha para nos acusar, tentar e prejudicar. Cristo fez dos seus inimigos, o “estrado de seus pés” (Ef 1.20-22). Não precisamos temer o diabo. Ele está derrotado, despojado e humilhado pelo Senhor Jesus Cristo. A dívida está paga!  TETELESTAI!!!

Todos os nossos pecados foram perdoados! Que coisa boa! Todas as nossas maldições foram levadas à cruz e ali aniquiladas (Isaias 53). Que maravilha! Estamos livres! Livres para viver a plenitude da vida de Cristo. A Ele, e somente a Ele, seja o louvor, e a honra, e a glória, e o poder pelos séculos dos séculos, Amém!!! (Ap 5.13).

Compartilhado por http://www.artigonal.com

Frase para Meditação


"As obras não podem salvar, mas revelam o caráter transformado

(nascido de novo) pelo Espírito Santo."

Pense nisso!

Feliz Ano Novo e noticias do Peru

Amados irmãos, Dios les Bendiga.

Chegamos ao fim de mais um ano, hoje é dia 28 de dezembro, em 4 dias já será 2012, que em nome de Jesus declaramos que será um ano mais de vitorias e conquistas em nome de Jesus.

Esse foi um ano maravilhoso pra gente aqui (apesar das provas), um ano onde chegamos, fizemos nosso primeiro culto no dia 19 de Janeiro, onde realizamos nosso primeiro batismo no dia 24 de setembro, enfim, Deus tem sido fiel, sempre fiel...

Este mês, no dia 19 de dezembro estivemos realizando nossa primeira chocolatada com as crianças carentes que vivem perto da Igreja, foi uma linda tarde de brincadeiras, chocolatada, panetones, etc. Um dos ministérios mais maravilhosos é poder trabalhar com as crianças, fazer algo por elas, principalmente quando são crianças que não tem o que comer em festas como o natal, nosso desejo é que Deus continue abençoando para que nós possamos seguir adiante neste propósito de estar ajudando essas crianças não só na área espiritual, senão também de alguma maneira na área material.

Primeira Chocolatada com as crianças carentes da cidade Chiclayo.
Primeira Chocolatada com as crianças carentes da cidade Chiclayo.


Primeira Chocolatada com as crianças carentes da cidade Chiclayo.

Primeira Chocolatada com as crianças carentes da cidade Chiclayo.

Ao Começar esse ano de 2012 estaremos realizando uma semana de oração (dia 01 ao dia 07), onde pediremos a Deus abençoar e abrir as portas para a salvação de almas, para que mais pessoas se convertam ao nosso Senhor Jesus, estaremos orando a Deus em favor da vossa vida também, para que o Pai continue abençoando vocês, abrindo as portas, prosperando em nome de Jesus. Saibam que estamos muito agradecidos por tudo, pelas vossas orações e contribuições, pois com a ajuda de vocês é que este trabalho pode ser possível. Muito Obrigado de todo o coração.

No dia 20 de janeiro estaremos realizando nosso segundo batismo e nos dias 21 e 22 do mesmo mês estaremos realizando nosso 1° Aniversário da Igreja aqui em Chiclayo Perú. Estará pregando a Palavra do Senhor o Evangelista Eliezer Gomes de Angra dos Reis RJ, Missionário na cidade de Piura, Perú. Orem pela conversao de almas estes dias de festa.

Desejamos que esse ano 2012 seja um ano cheio de realizações pessoais, profissionais e espirituais, enfim em todos os sentidos, nosso mais sincero desejo é que tenham um PROSPERO ANO NOVO.

Que Deus vos abençoe sempre e os faça prosperar em tudo, naquele que é cabeça da Igreja, JESUCRISTO.

Com muito cariño y agradecimiento:
Familia Missionária.
Elias, Deysi e Lilian

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

QUANDO ME BUSCARDES


Jeremias Capítulo 29 Versículos 12-14.

Extraído do livro: Coração que prevalece / Pr. Márcio Valadão

“Então, me invocareis, passareis a orar a mim, e eu vos ouvirei.

Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração. Serei achado de vós, diz o Senhor, e farei mudar a vossa sorte”.

Aqui temos um princípio: “Então me invocareis, passareis a orar a mim”, e a promessa está em: “E eu vos ouvirei.

Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração”.

De coração inteiro, completo.

Continuando a promessa: “Serei achado de vós, diz o Senhor, e farei mudar a vossa sorte”.

Eu não sei qual é a sua sorte e como você está.

Talvez a sua sorte seja a sua família vivendo conflitos e situações mais absurdas possíveis, ou talvez sua sorte esteja nos meses de desemprego, ou qualquer outra situação difícil, mas a promessa do Senhor diz: “E farei mudar a vossa sorte”.

Amado leitor (a), Deus quer mudar a sua sorte, por isso, ore, porque Ele, somente Ele, tem o poder de mudar a sua sorte.

Sim, existe a intercessão daquelas pessoas que o Senhor levanta para orar pelas outras, pois devemos interceder uns pelos outros, mas aquela pessoa que não ora por ela mesma, não vai conseguir orar pelos outros.

É preciso abrir o coração, contar tudo o que se passa para aquele que está sempre pronto a ouvir.



Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

Final do Ano

Um ano se passou.vremena_goda_06

Uma etapa se finda e outra iniciar-se-a em breve.

Muitos veem apenas pela esfera hetária, crendo que a única coisa que acontece é que mais uma vela é adicionada sobre o seu bolo.

Outros exergam só as dificuldades, não os culpo, pois a visão espiritual sobre as adversidades é que nos dá força para conseguir. Somos todos diferentes, situações diferentes.

Mas e nós cristãos? Como estamos chegando em mais um final ciclo de vida?

Dois modos:

  1. Chegar olhando para trás e contemplando somente as situações e frustações desta vida.
  2. Chegar olhando para frente sabendo que a cada dia que passa o Dia do Senhor está mais próximo de nós, e que as coisas aqui são passageiras.

As decisões são individuais, não posso decidir por você, e nem você por mim. A vida espiritual de cada um é uma escolha própria.

Podemos pregar a Palavra, podemos louvar, honrar, mas se não escolhermos o caminho correto somos como um sino que soa ao léu. Bonito, resistente e vazio, restando apenas o barulho.

Você pode escolher seguir a Deus ou não.

Você pode escolher seguir o que a Bíblia diz ou não.

Você pode escolhar entre o céu e o inferno.

Você escolhe qual o caminho que você irá trilhar.

Você é quem escolhe como irá chegar em qualquer lugar!

Qual é o lugar que você quer chegar?

Nota: Caso tenha dúvida leia Pv 16.25 e Pv 23.26

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

SUBMISSÃO



“Seja o que for que Ele vos pedir, fazei.

João Capítulo 2 Versículos 5. (Tradução King James Atualizada)


Jesus é Senhor e Rei. Ele tem autoridade sobre nós e precisamos obedecê-lo. Quando um rei dita uma ordem, não cabe ao súdito discuti-la ou questioná-la. Cabe apenas obedecer.

Maria, mãe de Jesus, compreendeu a importância dessa obediência. Ela ordenou aos servos que fizessem tudo o que Jesus dissesse.

Amado se é Jesus que esta no comando da sua vida, não questione, apenas confie!

“Fazer Tudo” é muito mais do que ter boa vontade ou ter boas intenções. Ter o nome de Jesus nos lábios sem cumprir a sua vontade é um erro.

Jesus é o Senhor dos senhores e Rei dos reis. Como servos, devemos obedecê-lo em TUDO e sempre consultá-lo antes de qualquer decisão que precisamos tomar.

Se aprofundarmos mais no capítulo 2 de João, vemos que o milagre aconteceu, isso porque os serventes obedeceram a Jesus.

E você precisa de um milagre?

Desafio para você: Vá até a presença de Jesus em oração, leia a sua palavra, obedeça, e não questione a condição que você esta hoje.

Lembre-se Deus não trabalha em nossas vidas de acordo com as nossas condições, Ele é o Deus do impossível.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

O FRACASSO DO INDIVIDUALISMO

“Onde não há conselho fracassam os projetos, mas com os muitos conselheiros há bom êxito.”

Pv 15.22

Somos, por natureza, orgulhosos e individualistas. Buscamos sempre ser autossuficientes. Desde tenra idade, essas inclinações são evidentes, embora em níveis menores. Nossos primeiros pais, Adão e Eva, caíram na tentação de serem “iguais a Deus” (Gn 3). A Bíblia, contudo, nos convida a virar as costas para essa terrível faceta de nossa natureza caída. Precisamos entender que dependemos de Deus e uns dos outros. “Aconselhai-vos” (Cl 3.16), instrui o apóstolo Paulo.

Muitas vezes erramos porque não queremos dar ouvidos a conselhos. Rejeitamos a voz de Deus, dos pais, dos amigos e dos mais experientes. Acreditamos que nossa inteligência e sentimentos nos bastam. Mas nos enganamos. “Há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de morte” (Pv 14.12). Acerte mais. Ouça o que a Bíblia diz. Em cada projeto que você for realizar, cerque-se de pessoas capazes e consagradas a Deus que lhe ajudarão a encontrar mais rapidamente o caminho do sucesso.

Ore

Senhor, sei que todo projeto individual tende a ser fracassado. Guia-me, pois, em caminhos retos e coloca em minha vida pessoas que me auxiliarão a ter êxito em meus planos. Em Jesus.

Pense

Muitas vezes erramos porque não queremos dar ouvidos a conselhos.

FAREIS A OBRA MAIOR


"Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que desejardes, e vos será concedido. O que glorifica meu Pai é que deis fruto em abundância; e assim sereis meus discípulos."

Em verdade, em verdade vos asseguro que aquele que crê em mim fará também as obras que Eu faço e outras maiores farão, pois eu vou para o meu Pai. (João 14:12)

Quando cremos no poder e nas palavras de Jesus, recebemos a mesma autoridade para orar a Deus Pai, e do mesmo modo Ele nos ouvirá.

O verdadeiro discípulo (Adorador) tem suas orações atendidas e o Pai é glorificado.

O fruto é viver à semelhança de Jesus.

Creia e busque, Deus esta à procura de verdadeiros adoradores! Em busca daquele que se coloca a disposição para ser instrumento em suas mãos.

Acredito que muitas vezes estamos a um passo de conquistar o sobrenatural, mas não cremos o suficiente que Deus nos deu tanta autoridade assim.

Jesus disse que se crêssemos faríamos obras ainda maiores. Tome posse desta promessa sobre a sua vida, siga os exemplos/ensinos de Jesus e viveras o sobrenatural.

Busque a intimidade com Deus que você nunca teve, procure tocar em Jesus como você nunca tocou. Nós podemos mais!

Jesus conquistou para nós, através do seu sacrifício o livre acesso ao Santo dos Santos.

Nós somos livres para adorá-lo. Não perca esta oportunidade de fazer a diferença!



Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

domingo, 25 de dezembro de 2011

ESPÍRITO DO NATAL



Amar a Deus sobre todas as coisas e ao teu próximo como a ti mesmo!!!!!!!

Este é o verdadeiro espírito de natal.

Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

sábado, 24 de dezembro de 2011


O futuro Rei de Israel
Zacarias 9.9-10

Alegre-se muito, povo de Sião!

Moradores de Jerusalém, cantem de alegria, pois o seu rei está chegando.

Ele vem triunfante e vitorioso; mas é humilde, e está montado num jumento, num jumentinho, filho de jumenta.

Ele acabará com os carros de guerra de Israel e com a cavalaria de Jerusalém; os arcos e as flechas serão destruídos.

Ele fará com que as nações vivam em paz; o seu reino irá de um mar a outro, e desde o rio Eufrates até os fins da terra.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

A HERANÇA MAIS APRAZÍVEL


Texto de referencia; I Pedro I. 3-5

Introdução;

As agências de turismo lançam mão de diversos recursos a fim de interessar as pessoas no conhecimento das mais diferentes e belas cidades do mundo.

Elas fotografam as paisagens mais atraentes e divulgam as vantagens que determinadas cidades ou regiões do mundo oferecem.

A igreja, pelo fato de possuir as revelações divinas, deve mostrar o caminho, a localização e as caracteristicas da mais bela e aprazível de todas as cidades , a herança que esta guardada no céu.

I. Quatro passos para possuir a herança

1. A misericórdia de Deus , o Pai, v 3
2. A ressureiçao de Jesus, v3
3. O novo nascimento,( nos regenerou), v 3
4. A fé, v5

II. A localização da herança

1. Reservada nos céus, v4
2. Está nos céus, Fl 3.20; Cl 1.5

III. Caracteristicas da herança

1, É onde Jesus vive, At 1.10-11
2. É cheia de Santidade e beleza , Ap 21.2,3,4,18
3. É cheia de alegria, luz e glória, Ap21.4 e 23
4. É livre de toda a maldição, Ap 22.5. É lugar de adoração a Jesus, Ap 4.8;5.9-12

Conclusão;

Receba a herança e viva para sempre na cidade mais aprazível.

Use sua fé e comece a caminhada.

Você chegará lá!

Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

O Crente em Jesus Deve Celebrar o Natal?

Como muitas vezes acontece, a Igreja Evangélica Brasileira polemiza sobre assuntos dos mais diversos. Na verdade, têm sido assim no decorrer recente de sua história. Ultimamente, têm-se falado demasiadamente sobre o natal, sua história e implicações. Como era de se esperar, opiniões diferentes surgiram quanto ao assunto. Existem aqueles que não vêem nenhum problema quanto à celebração da data, e outros que radicalizaram abdicando de toda e qualquer celebração relacionada ao tema em questão.

Antes de qualquer coisa , por favor façamos algumas considerações: o Natal não era considerado entre as primeiras festas da Igreja. Os primeiros indícios da festa provêm do Egito. Os costumes pagãos ocorridos durante as calendas de Janeiro lentamente modificaram-se na festa do "Natal”. Foi no século V que a Igreja Católica determinou que o nascimento de Jesus Cristo fosse celebrado no dia da antiga festividade romana em honra ao nascimento do Sol, isto porque não se conhecia ao certo o dia do nascimento de Cristo. Não se pode determinar com precisão até que ponto a data da festividade dependia da brunária pagã (25 de dezembro), que seguia a Saturnália (17-24 de dezembro) celebrando o dia mais curto do ano e o “Novo Sol”. As festividades pagãs, Saturnália e Brumária estavam a demais profundamente arraigadas nos costumes populares para serem abandonadas pela influência cristã. A festividade pagã acompanhada de bebedices e orgias, agradavam tanto que os cristãos viram com benevolência uma desculpa para continuar a celebra-la em grandes alterações no espírito e na forma.

Ontem e Hoje:

A conclusão que chegamos é que o natal surgiu com a finalidade de substituir as práticas idólatras e pagãs que influenciava sociedade da época. Hoje como no passado à humanidade continua fazendo desta festa pretexto pra bebedeiras, danças e orgias. Se não bastasse isso, todos sabemos que milhões de pais em todo o mundo (Muitos destes cristãos) levam seus filhos pequenos a acreditarem em Papai Noel, dizendo-lhes que foi o bochechudo velhinho que lhes trouxe um presente. Ora, a figura do papai Noel tem origem nos países nórdicos, referindo-se a um senhor idoso, denominado Klaus, que saía distribuindo presentes a todos quanto podia. Infelizmente, numa sociedade materialista e consumista, o tal Papai Noel é mais desejado do que Jesus de Nazaré, afinal de contas, ele é o bom velhinho que satisfaz os luxos e desejos de todos quanto lhes escrevem missivas recheadas de vaidades e cobiças. Se não bastasse, junta-se a isso a centralidade em muitos lares cristãos de uma Árvore recheada de bolinhas coloridas.

O espírito consumista e mercantilista do natal, bem como a ênfase na árvore e no papai Noel, se contrapõe a mensagem do evangelho que anuncia que Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho pra morrer por nós. Aliás, esta é a grande nova! Deus enviou seu filho em forma de Gente! Sem sombra de dúvidas, sou absolutamente contra, duendes, Papai Noel e outras coisas mais que incentivam este “espírito mercantilista natalino”. No entanto, acredito que antes de qualquer posição, decisão ou dogmatização, quanto ao que fazer “do e no natal” devemos responder sinceramente pelo menos três indagações:

1. Será que existe alguma festividade ou festa no mundo que tenha o poder de convergir tanta gente em torno da família, do lar como o natal?

2. Em virtude do grande poder e influência que o natal exerce na sociedade ocidental será que não deveríamos aproveitar a oportunidade e anunciar a todos quanto pudermos que um “menino nos nasceu e um filho se nos deu”?

3. Seria inteligente de nossa parte desconsiderarmos o natal extinguindo-o definitivamente do“nosso” calendário em virtude do“espírito mercantilista natalino” que impera na nossa sociedade?

Outras considerações:

Apesar de não observarmos textos bíblicos que incentivem a celebração do natal, é absolutamente perceptível em diversas passagens a importância e relevância do nascimento e encarnação do Filho de Deus. As escrituras, narram com efusão o nascimento do Messias. Se não bastasse isso, sem a sua vinda, não nos seria possível experimentarmos da salvação eterna e da vida vindoura. Portanto, comemorar o natal, (ainda que saibamos que o Jesus não nasceu no dia 25 de dezembro) significa em outras palavras relembrar a toda a humanidade que Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, pra que todo aquele que nele cresse não perecesse mais tivesse vida eterna.

Isto nos leva a seguinte conclusão:

1. O natal nos oferece uma excelente oportunidade de evangelização. Em todos os registros históricos percebemos de forma impressionante o quanto os irmãos primitivos eram apaixonados, entusiastas e extremamente corajosos na proclamação do evangelho. Estes homens e mulheres de Deus eram movidos por um desejo incontrolável de pregar as Boas Novas. Eram pessoas provenientes de classes, níveis e posições sociais das mais diversas: artesãos, sacerdotes, empresários, escravos, gente sofisticada bem como pessoas simples e iletradas. Entretanto, ainda que diferentes, todos tinham em comum o sentimento de “urgência” em anunciar a Cristo. Vale a pena ressaltar que Jesus comumente usou as festas judaicas como meio de evangelização. Os 04 evangelhos, nos mostram o Senhor pregando e ensinando coisas concernentes ao reino de Deus a um número considerável de pessoas em situações onde a nação celebrava alguma festividade. Na verdade, ele aproveitava os festejos públicos pra anunciar as boas novas da salvação eterna. Ora, tanto nosso Senhor quanto à igreja do primeiro século tinham como missão prioritária à evangelização. Portanto, acredito que o natal seja uma excelente ocasião pra anunciar a cristo aos nossos familiares e amigos. Isto afirmo, porque geralmente é no natal onde a maioria das famílias se reúnem. O natal nos propicia uma grande oportunidade de proclamarmos com intrepidez a cristo. Junta-se a isso, que o período de fim de ano é um momento de reflexão e avaliação pra muitos. E como é de se esperar, em um mundo onde a sociedade é cada vez mais competitiva e egoísta, a grande maioria, sofre com as dores e marcas deste mundo caído e mau. É comum nesta época o cidadão chegar a conclusão de que o ano não foi tão bom assim. A conseqüência disto é a impressão na psique do individuo de sentimentos tais como frustração, depressão, angústia e ansiedade.E é claro que tais sentimentos contribuem consideravelmente a uma abertura maior a mensagem do evangelho.

Abertura pro Sagrado

Um outro fator preponderante que corrobora pra evangelização é significativa abertura ao sagrado e ao sobrenatural que a geração do século XXI experimenta. No inicio do século XX, acreditava-se que quanto mais o mundo absorvesse ciência menor seria o papel da religião. De lá pra cá a tecnologia moderna se tornou parte essencial do cotidiano da maioria dos habitantes do planeta e permitiu que até os mais pobres tivessem um grau de informação inimaginável 100 anos atrás. Apesar de todas essas mudanças, no inicio do século XXI o mundo continua inesperadamente místico. O fenômeno é global e no Brasil atinge patamares impressionantes.

A Revista Veja encomendou uma pesquisa ao Instituto Vox Populi, perguntando as pessoas se elas acreditavam em Deus. A maioria absoluta ou seja, 99% dos brasileiros responderam que acreditavam. Sem dúvida, o momento é impar na história, até porque, com exceção de alguns períodos da história mundial o mundo nunca esteve tão aberto ao sagrado como agora. Diante disto, será que o natal não representa uma excelente oportunidade de evangelização?

2. O natal nos oferece uma excelente oportunidade de reconciliação e perdão.Você já se deu conta que a ambiência do natal proporciona uma abertura maior à reconciliação e perdão? Repare quantas famílias se recompõem, quantos lares são reconstruídos, quantos pais se convertem aos filhos e quantos filhos se convertem aos pais. Será que a celebração do natal não abre espaço nos corações pra reconciliação e perdão? Ora, O senhor Jesus é aquele que tem o poder de construir pontes de misericórdia bem como de destruir as cercas da indiferença e inimizade.

3. O natal nos oferece uma excelente oportunidade de sermos solidários em uma terra de solitários.Por acaso você já percebeu que no natal as pessoas estão mais abertas a desenvolver laços de fraternidade e compaixão com o seu próximo? Tenho para mim que o natal pode nos auxiliar a lembrarmos que a vida deve ser menos solitária e mais solidária. Isto afirmo porque o natal nos aponta o desprendimento de Deus em dar o seu filho por amor a cada de um nós. O Nosso Deus se doou, se sacrificou e amou pensando exclusivamente no nosso bem estar e salvação eterna. Você já se deu conta que o natal é uma excelente oportunidade pra nos aproximarmos daqueles que ninguém se aproxima além de exercermos solidariedade com aqueles que precisam de amor e compaixão?

Conclusão

Sem qualquer sombra de dúvida devemos repulsar tudo aquilo que seja reflexo deste “espírito mercantilista natalino”. Duendes, papai Noel, devem estar bem longe da nossa prática cristã. Entretanto, acredito que como portadores da verdade eterna, devemos aproveitar toda e qualquer oportunidade pra semear na terra árida dos corações a semente da esperança. Jesus é esta semente! Ele é a vida eterna! O Filho de Deus, que nasceu, morreu e ressuscitou por cada um de nós. A missão de pregar o Evangelho nos foi dada, e com certeza, cada um de nós deve fazer do natal uma estratégia de proclamação e evangelização. Celebremos irmãos e anunciemos que o Salvador nasceu e vive pelos séculos dos séculos amém.

Autor: Pastor Renato Vargens | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR

FRASES


Qualquer esforço para se agarrar um objeto em queda provocará mais destruição do que se deixássemos o objeto cair naturalmente.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

FRASES


Se há possibilidade de várias coisas darem errado, todas darão - ou a que causar mais prejuízo.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

PALAVRAS FIÉIS



Olá!!! medite são fiéis

A palavra mais bonita... “Lealdade“ ... ofereça-a!

A palavra mais egoísta... “Eu“ ... evite-a!

A palavra mais satisfatória... “Nós“ ... use-a!

A palavra mais venenosa... “Inveja“ ... destrua-a!

A palavra mais usada... “Amor“ ... valorize-o!

A palavra mais prazerosa... “Sorriso“ ... mantenha-o!


As palavras que mais prejudicam... “Mentiras“ ... ignore-as!

A palavra mais difícil... “Humildade“ ... seja-o!


A palavra que mais destrói... “Mágoa“ ... perdoe!

A palavra mais poderosa... “Conhecimento“ ... busque-o!

As palavras mais essenciais... “Confiança em Deus"


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

domingo, 18 de dezembro de 2011

MARTIRIO DOS APÓSTOLOS


O martírio dos apóstolos foi anunciado por Jesus

“Por isso, diz também a sabedoria de Deus: Profetas e apóstolos lhes mandarei; e eles matarão uns e perseguirão outros” (Lucas 11.49).

“E até pelos pais, e irmãos, e parentes, e amigos sereis entregues; e matarão alguns de vós.

E de todos sereis odiados por causa do meu nome”
(Lucas 21.16-17).

Esta palavra diz respeito, também, aos crentes de um modo geral.

Ainda hoje, anualmente, milhares são martirizados em todo o mundo.

“Se a mim me perseguiram também vos perseguirão a vós... mas tudo isso vos farão por causa do meu nome”
(João 15.19-20).

“Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos...eles vos entregarão aos sinédrios e vos açoitarão nas suas sinagogas, e sereis conduzidos à presença dos governadores e dos reis, por causa de mim...”
(Mateus 10.16-18).

Com relação aos sofrimentos e martírio de Paulo, Jesus revelou: “Eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome(Atos 9.16).

Abro um parêntesis para uma reflexão: o Evangelho pregado em nossas igrejas inclui a possibilidade de sofrimento por amor a Cristo, ou anunciamos somente prosperidade, fartura, longevidade e saúde?

Vejamos como os apóstolos morreram:


ANDRÉ
Foi discípulo de João Batista, de quem ouviu a seguinte afirmação sobre Jesus: “Eis aqui o Cordeiro de Deus”.

André comunicou as boas notícias ao seu irmão Simão Pedro: “Achamos o Messias”
(João 1.35-42; Mateus 10.2).

O lugar do seu martírio foi em Acaia (província romana que, com a Macedônia, formava a Grécia).

Diz a tradição que ele foi amarrado a uma cruz em forma de xis (não foi pregado) para que seu sofrimento se prolongasse.


BARTOLOMEU
Tem sido identificado com Natanael.

Natural de Caná de Galiléia.
Recebeu de Jesus uma palavra edificante: “Eis aqui um verdadeiro israelita, em quem não há dolo”
(Mateus 10.3; João 1.45-47).

Exerceu seu ministério na Anatólia, Etiópia, Armênia, Índia e Mesopotâmia, pregando e ensinando.

Foi esfolado vivo e crucificado de cabeça para baixo.

Outros dizem que teria sido golpeado até a morte.


FILIPE
Natural de Betsaida, cidade de André e Pedro.

Um dos primeiros a ser chamado por Jesus, a quem trouxe seu amigo Natanael
(João 1.43-46).

Diz-se que pregou na Frigia e morreu como mártir em Hierápolis.


JOÃO
O apóstolo que recebeu de Jesus a missão de cuidar de Maria.

“O discípulo que Jesus amava”
(João 13.23).

Pescador, filho de Zebedeu
(Mateus 4.21) .

O único que permaneceu perto da cruz
(João 19.26-27).

O primeiro a crer na ressurreição de Cristo
(João 20.1-10).

A tradição relata que João residiu na região de Éfeso, onde fundou várias igrejas.

Na ilha de Patmos, no mar Egeu, para onde foi desterrado, teve as visões referidas no Apocalipse
(Ap 1.9).

Após sua libertação teria retornado a Éfeso.

Teve morte natural com idade de 100 anos.


JUDAS TADEU
Foi quem, na última ceia, perguntou a Jesus: "Senhor, por que te manifestarás a nós e não ao mundo?" (João 14:22-23).

Nada se sabe da vida de Judas Tadeu depois da ascensão de Jesus.

Diz a tradição que pregou o Evangelho na Mesopotâmia, Edessa, Arábia, Síria e também na Pérsia, onde foi martirizado juntamente com Simão, o Zelote.


MATEUS
Filho de Alfeu, e também chamado de Levi.

Cobrador de impostos nos domínios de Herodes Antipas, em Cafarnaum
(Marcos 2.14; Mateus 9.9-13; 10.3; Atos 1.13).

Percorreu a Judéia, Etiópia e Pérsia, pregando e ensinando. Há várias versões sobre a sua morte.

Teria morrido como mártir na Etiópia.


MATIAS
Escolhido para substituir Judas Iscariotes (Atos 1.15-26).

Diz-se que exerceu seu ministério na Judéia e Macedônia.

Teria sido martirizado na Etiópia.


PAULO
Israelita da tribo de Benjamim (Filipenses 3.5).

Natural de Tarso, na Cilícia
(hoje Turquia).

Nome romano de Saulo, o Apóstolo dos Gentios.

De perseguidor de cristãos, passou a pregador do evangelho e perseguido.

Realizou três grandes viagens missionárias e fundou várias igrejas.

Segundo a tradição, decapitado em Roma, nos tempos de Nero, no ano 67 ou 70
(Atos 8.3; 13.9; 23.6; 13-20).

PEDRO
Pescador, natural de Betsaida.

Confessou que Jesus era “o Cristo, o Filho do Deus vivo”
(Mateus 16.16).

Foi testemunha da Transfiguração
(Mateus 17.1-4).

Seu primeiro sermão foi no dia de Pentecostes.

Segunda a tradição, sua crucificação verificou-se entre os anos 64 e 67, em Roma, por ordem de Nero.


Pediu para ser crucificado de cabeça para baixo, por achar-se indigno de morrer na mesma posição de Cristo.

SIMÃO, o Zelote
Dos seus atos como apóstolo nada se sabe (Está incluído na lista dos doze, em Mateus 10.4, Marcos 3.18, Lucas 6.15 e Atos 1.13), julga-se que morreu crucificado.

TIAGO, O MAIOR
Filho de Zebedeu, irmão do também apóstolo João.

Natural de Betsaida da Galiléia, pescador
(Mateus 4.21; 10.2).

Por ordem de Herodes Agripa, foi preso e decapitado em Jerusalém, entre os anos 42 e 44.


TIAGO, O MENOR
Filho de Alfeu (Mateus 10.3).

Missionário na Palestina e no Egito.

Segundo a tradição, martirizado provavelmente no ano 62.


TOMÉ
Só acreditou na ressurreição de Jesus depois que viu as marcas da crucificação (João 20.25).

Segundo a tradição, sua obra de evangelização se estendeu à Pérsia (Pártia) e Índia.

Consta que seu martírio se deu por ordem do rei de Milapura, na cidade indiana de Madras, no ano 53 da era cristã.



Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

Conselhos Bíblicos