Pesquisar no Blog do J.A.

terça-feira, 31 de maio de 2011

Quem é Jesus? Parte 1

"Falava ele ainda, quando uma nuvem luminosa os envolveu; e eis, vindo da nuvem, uma voz que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo; a ele ouvi" - Mt 17.5



Saber quem realmente é Jesus é importante para você, pois esse conhecimento, se entendido e aceito, faz a diferença aqui e na eternidade.


Para melhor entendimento leia: Mt 16.13-16



A IDENTIDADE DE JESUS




Nossa identidade representa quem somos, e nos acompanha desde que nascemos e ganhamos um nome. Quando identificamos corretamente, podemos obter crédito, estudar, arrumar um emprego e fazer tantas outras coisas inerentes à vida em sociedade.

Para que não haja confusão entre as muitas pessoas que possuem nomes parecidos, aparências ou que façam coisas parecidas, a sociedade exige que sejam identificadas de forma correta. Portanto, saber quem realmente uma pessoa é faz diferença nas relações em sociedade.



Identificando corretamente a pessoa de Jesus



Da mesma forma, em relação à fé, é preciso que possamos identificar corretamente a pessoa de Jesus Cristo. Ele é a personalidade mais comentada da história. Desde o seu nascimento, morte e ressurreição, discussões atravessa, séculos, se acumulam e são trandformadas em opiniões que variam entre considerar Jesus como um grande líder, um grande profeta, um falsário ou, o mais importante, reconhecê-lo como o Filho de Deus e Salvador da humanidade.

De acordo com a Bíblia, saber quem realmente é Jesus e aceitar não apenas sua identidade, mais também o sacríficio feito na cruz, faz diferença entre passar a eternidade com Deus ou longe dEle.

E como a Bíblia foi escrita por pessoas inspiradas por Deus e que testemunharam os acontecimentos em torno da vida de Jesus, registraram suas palavras e aceitaram a identidade de Jesus como Filho de Deus e Salvador, entendemos qeu seus relatos sãos os únicos confiáveis, e que quando a Bíblia fala, Deus também está falando.



Continua em breve.

FORA DOS MUROS

O arco-íris é o sinal da promessa de Deus de nunca mais destruir a terra por meio de dilúvio (Gn 9.11-17). Isso, porém, trouxe pouco conforto para os habitantes de uma cidade de Dakota, em Abril de 1997. Oito tempestades de neve, e granizo, chuvas torrenciais e um degelo precoce deixaram cidade imersa num mundo de água.

Hal Olsen, coordenador da Defesa Civil de uma organização internacional, imediatamente providenciou para que a cidade fosse "inundada" com oito caminhões de provisões básicas e exemplares do Novo Testamento. As provisões foram distribuídas pelas igrejas locais.

Um homem ficou profundamente tocado por essa ajuda. Sempre fora hostil para uma igreja que ficava na mesma rua de sua casa, incluvise tendo tentado impedir sua construção ali na vizinhança. Entretanto, quando viu como a igreja atendia as pessoas necessitadas, disse chorando: "Agora vi a igreja fora dos seus muros".

Os cristãos não podem se sentir satisfeitos dentro das paredes de suas igrejas. Sim, todos nós precisamos do encorajamento, da comunhão e do apoio de nossos irmãos em Cristo (Gl 6.2). Mas também precisamos estender o amor do Senhor em palavras e obras, do lado de fora dos muros - a todas as pessoas.

Sua igreja está fazendo isso?

Você está fazendo isso?



Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

segunda-feira, 30 de maio de 2011

A FELICIDADE DO PERDÃO


A felicidade tem sido procurada ardentemente pelos povos de todos os tempos. Algunsdinheiro, na riqueza; outros, na fama. Muitos tentam encontrá-la no casamento, na família, e assim por diante. A Bíblia, a Palavra de Deus, revela onde com certeza podemos encontrar a felicidade.


I. A fonte da felicidade
  1. Bem-aventurado (feliz) o que é perdoado, vv. 1-2
  2. O Senhor dá o perdão, (Dn 9.9; Ef 1.7; At 5.31)
  3. Autoridade para perdoar (Mt 9.6)
  4. Bom ânimo ao perdoado (Mt 9.2)
II. O caminho para felicidade
  1. Não se calar acerca do pecado (vv. 3-7; Rm 2.9)
  2. Confessar o pecado (v. 5; Pv 28.13)
  3. Deixar o caminho do ímpio (Is 55.7-8)
III. Como achar a felicidade
  1. Pedir a Deus (orará a ti), v.6
  2. A tempo de poder achá-lo, (v.6; Is 55.6)
  3. No Senhor. "Tu és", (v. 7; At 10.43)
  4. Através da fé (At 15.9; Lc 7.48-50)
A verdadeira felicidade está na fonte do perdão, Jesus.


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

domingo, 29 de maio de 2011

USOS E COSTUMES DOS TEMPOS BÍBLICOS

Habitantes das cavernas

Embora nos tempos bíblicos as pessoas já tivessem deixado de habitar nas cavernas que abundavam no Oriente Médio antigo, sempre houve pessoas morando em cavernas.

Ló morou numa caverna depois de ter fugido de Sodoma (Gn 19.30) e os edomitas fizeram e ampliaram cavernas na face rochosa de Petra para moradia e negócios públicos. Obadias se refere aos edomitas como os que habitavam nas fendas das rochas, em alta morada (Ob 3). Havia caverna sob as casas de Nazaré que eram contemporâneas de Jesus e, tradicionalmente (quase com toda certeza), Jesus viveu numa caverna de pastor. As cavernas eram usadas como esconderijo (Js 10.16; 1 Sm 22.1; 1 Rs 18.4), e os filisteus zombavam dos israelitas por abrirem buracos no chão para se esconderem (1Sm 14.11).

Nos tempos bíblicos as pessoas viviam em assentamentos, bem defendidas e com suprimento de água, ou adotavam uma forma seminômade de vida, morando em tendas e se movendo com suas manadas de oásis para oásis, onde colheitas podiam ser cultivadas.


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

sábado, 28 de maio de 2011

DEUS CUIDANDO


Quando se acabam as FORÇAS; DEUS renova.

Quando é inevitável conter as LÁGRIMAS; DEUS da alegria.

Quando não há mais AMOR; DEUS, o faz nascer.

Quando a maldição é CERTA; DEUS transforma em bênção.

Quando parece ser o FINAL; DEUS da novo começo.

Quando a aflição quer PERSISTIR; DEUS nos envolve com a paz.

Quando a doença ASSOLA; DEUS é quem cura.

Quando faltam as PALAVRAS; DEUS sabe o que queremos dizer.

Quando tudo parece se FECHAR; DEUS abre uma nova " porta.

Quando você diz não vou CONSEGUIR; DEUS diz: Não " Temas, pois estou contigo.

Quando o coração é machucado por ALGUÉM; DEUS é quem derrama o balsamo curador.

Quando não há POSSIBILIDADE; DEUS faz o milagre.

Quando a noite parece não ter FIM; DEUS faz nascer o " amanhecer.

Quando caímos num profundo ABISMO; DEUS estende " sua mão, nos tira de lá e nos CARREGA NO COLO!

DEUS ESTA CUIDANDO DE VOCÊ!


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Homossexualização, imprensa evangelicofóbica e políticos evangélicos



O Governo do Rio de Janeiro lançou a campanha Rio sem homofobia na TV. Muito bom! Eu também sou contra a homofobia (homofobia, mesmo), a despeito de ser igualmente contrário aos ideais homossexualizadores do movimento LGBT.


Mas fiquei pensando... Por que o governador do Rio de Janeiro não lança outras campanhas muito mais prioritárias e urgentes, como Rio sem mendigos nas ruas, Rio sem violência contra mulheres, Rio sem tráfico de drogas, Rio sem corrupção, Rio sem desabamentos de casas, Rio sem sequestro relâmpago?! Será que os impostos dos cidadãos não servem para investir em outras causas mais nobres que o suposto combate à homofobia?


E o “kit gay”, hein? Está dando o que falar... Mas, ao contrário do que tem afirmado a ala da imprensa comprometida com o movimento LGBT — claramente, evangelicofóbica —, não foi apenas por causa da pressão da bancada evangélica que a presidente Dilma Rousseff suspendeu temporariamente o famigerado kit. Há outras questões políticas envolvidas. Além disso, ao assistir aos vídeos (patrocinados pelo MEC, mas produzidos por ONGs LGBTs), ela os considerou impróprios e disse, com clareza: “Não gostei”.


Para conhecimento da ala evangelicofóbica da imprensa, pais, diretores de escolas, professores, psicólogos, pedagogos, etc., estão rejeitando esse nefando “kit gay”, e não apenas os “fanáticos evangélicos”. Tenho certeza de que a maioria das famílias e educadores que se prezam não quer que filhos e alunos sejam discipulados por tais ONGs, que têm como prioridade a homossexualização de adolescentes e crianças.


Não são apenas os “fundamentalistas religiosos” católicos e evangélicos que contestam o “kit gay”. Pais, educadores e até jornalistas — isso mesmo: jornalistas — estão contra esse material encomendado pelo MEC e produzido por adeptos do movimento LGBT. Será que Reinaldo Azevedo, da revista Veja, é homofóbico?


Aliás, quem ainda chama o “kit gay” de kit anti-homofobia (já que a moda é tachar) são apenas os ativistas do aludido movimento, os evangelicofóbicos, os heterofóbicos, a imprensa comprometida com os ideais LGBT ou os pais e professores que ainda não assistiram aos vídeos constantes do famigerado kit. Quem já os assistiu, mesmo que não seja evangélico, sabe que o título “kit gay” faz jus ao seu objetivo: homossexualizar crianças e adolescentes.


Por outro lado, alguns políticos evangélicos estão perdendo uma grande oportunidade de ficarem calados. Em vez de continuarem protestando pacificamente e argumentando eticamente contra essa onda de homossexualização no Brasil, sobem “ao palco” para cantarem “Tem sabor de mel, tem sabor de mel” (quem lê, entenda). Ora, não é momento de tripudiar e fazer ameaças. É tempo de orar e agir.



Maranata!



Ciro Sanches Zibordi



Extraído do link: http://cirozibordi.blogspot.com/2011/05/homossexualizacao-imprensa.html

NASCER DE DEUS


Se você deseja mudar de vida em todos os sentidos, e ser uma pessoa feliz, busque nascer de Deus, isso é possível. O encontro com Deus te fará ser uma pessoa totalmente diferente.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quinta-feira, 26 de maio de 2011

TEMPO AO TEMPO


Deixe a raiva secar...


Mariana ficou toda feliz porque ganhou de presente um joguinho de chá, todo azulzinho, com bolinhas amarelas.

No dia seguinte, Júlia sua amiguinha, veio bem cedo convidá-la para brincar.

Mariana não podia, pois iria sair com sua mãe naquela manhã.

Júlia então, pediu a coleguinha que lhe emprestasse o seu conjuntinho de chá para que ela pudesse brincar sozinha na garagem do prédio.

Mariana não queria emprestar, mas, com a insistência da amiga, resolveu ceder, fazendo questão de demonstrar todo o seu ciúme por aquele brinquedo tão especial.

Ao regressar do passeio, Mariana ficou chocada ao ver o seu conjuntinho de chá jogado no chão.

Faltavam algumas xícaras e a bandejinha estava toda quebrada.

Chorando e muito nervosa, Mariana desabafou:

"Está vendo, mamãe, o que a Júlia fez comigo?

Emprestei o meu brinquedo, ela estragou tudo e ainda deixou jogado no chão.

Totalmente descontrolada, Mariana queria, porque queria, ir ao apartamento de Júlia pedir explicações.

Mas a mãe, com muito carinho ponderou:

"- Filhinha, lembra daquele dia quando você saiu com seu vestido novo todo branquinho e um carro, passando, jogou lama em sua roupa?

Ao chegar em casa você queria lavar imediatamente aquela sujeira, mas a vovó não deixou. Você lembra o que a vovó falou?

- Ela falou que era para deixar o barro secar primeiro. Depois ficava mais fácil limpar.

- Pois é, minha filha, com a raiva é a mesma coisa. Deixa a raiva secar primeiro. Depois fica bem mais fácil resolver tudo.

Mariana não entendeu muito bem, mas resolveu seguir o conselho da mãe e foi para a sala ver televisão.

Logo depois alguém tocou a campainha.

Era Júlia, toda sem graça, com um embrulho na mão.

Sem que houvesse tempo para qualquer pergunta, ela foi falando:

"Mariana, sabe aquele menino mau da outra rua que fica correndo atrás da gente? Ele veio querendo brincar comigo e eu não deixei. Aí ele ficou bravo e estragou o brinquedo que você havia me emprestado. Quando eu contei para a mamãe ela ficou preocupada e foi correndo comprar outro brinquedo igualzinho para você. Espero que você não fique com raiva de mim. Não foi minha culpa."

"Não tem problema, disse Mariana, minha raiva já secou."

E dando um forte abraço em sua amiga, tomou-a pela mão e levou-a para o quarto para contar a história do vestido novo que havia sujado de barro.

Moral da História:

Nunca tome qualquer atitude com raiva.

A raiva nos cega e impede que vejamos as coisas como elas realmente são.

Assim você evitará cometer injustiças e ganhará o respeito dos demais pela sua posição ponderada e correta diante de uma situação difícil.

Lembre-se sempre:

Deixe a raiva secar!


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Um Testemunho de Libertação – Assista!

Testemunho de Ex-Gótica que fazia orgias em cemitérios, bebia sangue humano e tinha pacto com o diabo, mas foi liberta por JESUS!

O Bispo Edir Macedo da Igreja Universal do Reino de Deus postou um vídeo em seu blog com o testemunho de uma jovem que na adolescência se envolveu com o goticismo e passou a fazer pactos de sangue e pactos sexuais nos cemitérios de São Paulo.

Rafaela Rizzo, estudante de jornalismo, conta que passou a curtir rock com letras que cultuavam o diabo e passou a andar com góticos frequentando cemitérios onde faziam orgias sexuais, sob o efeito de álcool e de drogas.

Foi com essa turma que ela passou a ter experiências bissexuais.Quando um homem a decepcionavam ela ficava com mulheres, quando uma mulher me decepcionava eu voltava a ficar com homens”, explica a jovem.

Ela gostava de viver dentro dos cemitérios, deitava nos túmulos para se drogar e nessa mesma época passou a gostar de tomar sangue humano. Para saciar esse desejo por sangue, Rafaela pedia aos seus amigos que a deixassem sugar o sangue deles.

A jovem relata que sentia um vazio muito grande e que por muitas vezes tentou se matar, até que um dia uma amiga a convidou para participar de um culto e ela aceitou.

Ela se converteu no Cenáculo da Bela Vista, São Paulo, e hoje faz parte do grupo Força Jovem da Igreja Universal.

Assista ao vídeo do testemunho ao lado ou acessando o endereço: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=q83P7MYGkwg

Extraído do site Midia Gospel, http://www.midiagospel.com.br

DANIEL - O PROFETA

Daniel viveu sempre na corte real e era benquisto dos Reis pela sabedoria dos seus conselhos; muito mais, porém, foi amado por Deus por causa de sua bondade e retidão. O Senhor deu-lhe, não só inteligência par explicar aos Reis coisas que nenhum dos seus adivinhos conseguiam explicar, mas favoreceu-o também com visões que indicavam os eventos do futuro. Ele profetizou que a escravidão duraria 70 anos; que os judeus, retornados à pátria, reedificariam o templo; predisse quantos anos faltavam para a vinda do Messias; que o Salvador seria renegado pelo seu povo e que, por isso, Jerusalém e seu grandioso templo seriam destruídos.

Quanto mais uma pessoa é reta, tanto mais o Senhor a abençoa; você receberá do Senhor graças tanto mais abundantes, quanto mais procurar melhorar a sua conduta diante de Deus.



Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

terça-feira, 24 de maio de 2011

Edições do J.A. para Download

A Paz caros Irmãos e Leitores,

Segue abaixo o link para download as duas ultimas edições do Jornal da Assembléia - “A Voz do Povo de Deus”.

Se você ainda não recebe o jornal em seu e-mail, mas gostaria de recebe-lo envie um e-mail para o endereço abaixo:

jornal.da.assembleia@gmail.com

Título: Quero receber o J.A.

Continuem com Deus.

 

Fraternalmente,

 

Dc. Jonathas Januário Pereira

 

Edição 45

http://www.mediafire.com/file/wp3ak50v1a83fat/J.A.%20Ed.%2045.pdf

Edição 46

http://www.mediafire.com/file/aktu5l5ba7h7781/J.A.%20Ed.%2046.pdf

USOS E COSTUMES DOS TEMPOS BÍBLICOS

 

CONSTRUÇÃO DE CASAS

casa judiaAs casas eram também consideradas um dom de Deus, e quando ela começava a ser construída havia um ato de dedicação (Dt 20.5). A casa básica para o membros mais pobres da comunidade que morava no campo era um aposento único de cerca de três metros quadrados. As paredes eram grossas, de tijolos de barro ou pedras brutas e cascalho, com nichos para guardar alimentos e utensílios. A única janela era peque e alta, algumas vezes com uma treliça de madeira (Pv 7.6) para evitar os intrusos. No inverno, a treliça podia ser coberta com uma pele ou alguma espécie de cortina. Em vista das paredes serem mal construídas, elas abrigavam vários tipos de vida animal (Am 5.19).

A principal entrada de luz era através da porta única aberta, que era fechada com uma barra de madeira à noite. A iluminação era fornecida à noite por uma lamparina de azeite, colocada numa saliência da parede, numa alcova, ou em alguma forma de utensílio (Mt 5.15). O assoalho era dividido em duas partes. A área mais perto da porta era feita de terra nivelada e batida, mas no fundo do aposento havia uma plataforma mais alta de pedra, que era usada para as atividades familiares, tais como comer, sentar e dormir. Só na época dos romanos é que ladrilhos foram colocados na parte mais baixa. As condições do chão e a falta de luz tornariam certamente difícil encontrar uma moeda perdida (Lc 15.8). Fogo para aquecer o ambiente e para cozinhar era vezes aceso no chão e a fumaça tinha de procurar sua própria saída. Os animais, inclusive um cão de guarda (Sl 59.6), muitas vezes usavam a parte mais baixa durante a noite.

Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

segunda-feira, 23 de maio de 2011

CASAMENTO – PRINCÍPIOS DE DEUS

O casamento é o casamento1relacionamento mais antigo do mundo, estabelecido por um criador soberano no jardim do Éden. Nesse cenário belo e perfeito, Deus organizou o lar, designando posições e definindo responsabilidades para Adão e Eva.

Adão seria o provedor (“para cultivar” o jardim), o protetor (“para guardar” o jardim) e o líder (“O Senhor Deus lhe deu esta ordem”). Sua ocupação era cuidar do jardim e do que havia nele (Gn 2.15-17). Isso exigia o tipo de liderança de servo praticada por Jesus (veja Ef 5.21-33). Não há, certamente, espaço para o abuso nem para a tirania contra a esposa por parte do marido, nem opção para a recusa voluntariosa da mulher pela liderança do marido.

As responsabilidades da mulher são varias: ela devia ser uma “auxiliadora” (Gn 2.18), uma consoladora (Gn 24.67) e uma encorajadora (Pv 31.12,26). Eva era parceira de Adão para executar o propósito divino de multiplicar e de encher a terra (Gn 1.28). Ela devia ser sua companheira terrena mais íntima, aliviando sua solidão (Gn 2.18).

Quando o pecado entrou no mundo, o caos instalou-se. O plano de Deus permanecia o mesmo, mas foi deturpado pelas escolhas pecaminosas de Adão, e Eva e de seus descendentes. Deus permitiu que Adão e Eva escolhessem pecar, mas não que escolhessem as consequências do pecado. O medo tomou conta deles; temeram enfrentar a Deus por causa da sua desobediência (Gn 3.10). Foram expulsos de seu lar idílico com esta previsão: o trabalho de Adão se tornaria difícil, porque seria obrigado a lutar com cardos e abrolhos (Gn 3.17-18), e Eva sofreria ao dar à luz (Gn 3.16). Adão, Eva e sua posteridade teriam combates espirituais até o fim dos tempos.

Apesar do fracasso de Adão e Eva, o princípios de Deus para o casamento permaneceram os mesmos – segundo os papéis designados por Deus, os maridos devem usar sua autoridade, dada por Deus, para prover, proteger e amar (Gn 2.15-17; Ef 5.25), e as mulheres devem ajudar seus respectivos maridos e submeter-se à sua liderança, dirigida pro Deus (Gn 2.18; Ef 5.23-24). Os maridos e mulheres podem ignorar o plano de Deus para o lar, mas, quando um princípio espiritual é violado, o resultado é a divisão. Eles podem buscar redefinir o plano de Deus conforme seus desejos e circunstâncias pessoais, mas, em última análise, a sabedoria humana não pode competir com a do Deus onisciente. Não haverá unidade, contentamento, nem paz – só uma casa dividida – num casamento que desafia os princípios de Deus. Maridos e esposas conformarem à liderança de servos e à submissão, a exemplo de Cristo.

Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

domingo, 22 de maio de 2011

O DESCONTENTE

Um homem descontente com a sorte queixava-se de Deus:
- Deus dá aos outros as riquezas, e a mim não dá coisa alguma. Como é que posso ser feliz nesta vida, sem possuir nada?

Um companheiro seu, ao ouviu estas palavras, perguntou-lhe:
- Acaso você é tão pobre quanto diz? Deus não lhe deu, porventura, saúde e mocidade?
- Não digo que não, até me orgulho bastante da minha força e da minha juventude.
- Trocaria sua saúde e sua mocidade por dinheiro?
- Não!

O homem, então, pegou na sua mão direita e lhe perguntou:
- Você venderia sua mão direita, deixaria que a cortassem por um bom dinheiro?
- Não, de jeito nenhum!
- E a esquerda?
- De jeito nenhum!
- E seus olhos, você os venderia, ficaria cego pelo resto da vida por uma "bolada"?
- Não daria nem um olho por dinheiro!

- Veja! (observou o velho) Quanta riqueza Deus lhe deu e você ainda se queixa ?



Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

sábado, 21 de maio de 2011

USOS E COSTUMES DOS TEMPOS BÍBLICOS

 

CASAS DE TIJOLOS

Nova ImagemQuando os israelitas seminômades guiados por Josué conquistaram as cidades e povoados cananitas, a arquitetura doméstica havia progredido muito em relação aos abrigos usados quando os habitantes das cavernas passaram a viver ao ar livre. As casas deixaram de ser construídas com tijolos de barro, na forma de colméia, onde o piso ficava em nível mais baixo do que o chão do lado de fora, e passaram para o tipo de aposento retangular típico até nossos dias.

As casas foram inicialmente feitas com tijolos de barro seco ao sol, mas a tecnologia avançou até ser possível queimar os tijolos em um forno; mais tarde, casas fabricadas de pedras brutas e alvenaria passaram a ser construídas. Só depois do reino unido sob Salomão é que pedras trabalhadas foram usadas na construção doméstica. Isso pôde ser feito por causa da disponibilidade de ferramentas de ferro para dar acabamento à pedra. Na Galiléia, a pedra era geralmente basalto negro e, na costa, arenito amarelo. Mas na maioria do país na região de pedra calcária, a pedra era branca.

Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

sexta-feira, 20 de maio de 2011

HEROÍS DA FÉ


“Foi pela fé que Abraão, ao ser chamado por Deus, obedeceu e saiu para uma terra que Deus lhe prometeu dar. Ele deixou o seu próprio país, sem saber para onde ia. Pela fé ele morou como estrangeiro na terra que Deus lhe havia prometido. Viveu em barracas com Isaque e Jacó, que também receberam a mesma promessa de Deus. Porque Abraão esperava a cidade que Deus planejou e construiu, a cidade que tem alicerces que não podem ser destruídos.” (Hebreus 11.8-10).


“Foi pela fé que Abraão se tornou pai, embora fosse velho demais e a própria Sara não pudesse mais ter filhos. Ele creu que Deus ia cumprir a Sua promessa. Assim, de um só homem, que estava praticamente morto, nasceram tantos descendentes como as estrelas do céu, tão numerosos como os grãos de areia da praia do mar. Todos esses morreram cheios de fé. Não receberam as coisas que Deus tinha prometido, mas as viram de longe e ficaram contentes por causa delas.” (Hebreus 11.11-13a).

“E declararam que eram estrangeiros e refugiados, de passagem por este mundo. E aqueles que dizem isso mostram bem claro que estão procurando uma pátria para si mesmos. Não ficaram pensando em voltar para a terra de onde tinham saído. Se quisessem, teriam a oportunidade de voltar. Mas, pelo contrário, estavam procurando uma pátria melhor, a pátria celestial. E Deus não Se envergonha se ser chamado de o Deus deles, porque Ele mesmo preparou uma cidade para eles.” (Hebreus 11.13b-16).

“Foi pela fé que Abraão, quando Deus o quis pôr à prova, ofereceu o seu filho Isaque em sacrifício. Deus tinha prometido muitos descendentes a Abraão, mas mesmo assim ele esta pronto para oferecer o seu único filho em sacrifício. Deus lhe tinha dito: “Por meio de Isaque é que você terá descendentes. “Abraão reconhecia que Deus era capaz de ressuscitar Isaque, e, por assim dizer, Abraão tornou a receber da morte o seu filho Isaque.” (Hebreus 11.17-19).

Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quinta-feira, 19 de maio de 2011


"As pessoas mais felizes não são as que têm o melhor de tudo. Mas simplesmente as que fazem o melhor de tudo que têm"

Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quarta-feira, 18 de maio de 2011

O perdão governamental de Deus

O PERDÃO GOVERNAMENTAL DE DEUS


Há outro tipo de perdão na Bíblia que chamamos de perdão governamental. Podemos entendê-lo a partir dos seguintes versículos: “Mateus 6:14-15; 9:2, 5-6; 18:21-35; Tiago 5:15. O perdão mencionado em todos esses versículos chama-se de perdão governamental.
Alguns podem perguntar: “Que é o perdão governamental de Deus? Muitas vezes considerei que, se a pessoa se torna consciente do governo divino imediatamente após tornar-se cristã, ela se poupa de muitos problemas.
Deixe-me usar o exemplo da menininha que gostava de pegar comida escondida da mãe, fora dos horários de refeição. A mãe quando saia de casa deixava todas as portas dos aposentos abertas. Deixava abertas as portas da cozinha e dos armários, destrancadas. Mesmo que houvesse bastante comida nos armários, ela os deixava abertos. Naquele dia em particular, suponha que a mãe tenha descoberto que a filha roubou comida do armário. Uma vez que a mãe descobriu, a filha não tem escolha, a não ser confessar seus pecados e pedir perdão. Então a mãe a perdoa e a beija. Ela diz: “Eu te perdôo”. O assunto foi resolvido e a comunhão, restaurada. Mas, daquele dia em diante, a mãe começa a trancar as portas toda vez que sai de casa. Ela mudou a maneira! Comunhão é uma coisa; governo é outra.
Que é governo? É a maneira de se fazer as coisas. Em nossas palavras, o governo de Deus é a Sua maneira de fazer as coisas, é a Sua administração. A mãe perdoa o pecado da filha. Ela diz: “Uma vez que você comeu a comida não vou levar a questão adiante”. Perdoa a filha e a comunhão é restaurada. Quando a filha vê a mãe sair de casa, as portas da cozinha e dos armários serão trancadas. Em outras palavras, a maneira de lidar com as coisas será diferente. A comunhão pode ser restaurada, mas a maneira de ser fazer as coisas não pode ser facilmente restaurada. A mãe teme que a filha volte a fazê-lo. Já não vai dar à filha a mesma liberdade que antes. Ela vai colocar algumas restrições. A maneira mudou. Por favor, lembre-se de que Deus nos trata de acordo com esse mesmo princípio. Perdão para comunhão é fácil. A comunhão é facilmente restaurada quando se confessa de coração sincero. Uma vez que a pessoa confesse que pecou contra Deus, Deus irá restaurar a comunhão com ela. Mas a maneira de lidar com ela pode mudar imediatamente. A disciplina de Deus pode ser exercida sobre ela. Ele pode não mais deixá-la tão livre e solta.
Um dia a mão disciplinadora de Deus pode ser retirada. Naquele momento teremos o perdão governamental. Após certo tempo, a mãe sente que pode confiar novamente na filha. Então, volta a deixar a porta da cozinha aberta. Isso é o que chamamos de perdão governamental.
Perdão para comunhão é uma coisa e perdão governamental é outra. Um pai pode dizer aos filhos para irem brincar fora de casa às quatro horas e voltarem às seis para jantar. Suponha que um dia eles vão e acabam brigando ou outras crianças. Quando volta, confessam os pecados para o pai. O pai os perdoa e os deixa ir brincar no dia seguinte. Porém, novamente eles se metem em briga com outras crianças. Que o pai deve fazer? Eles podem confessar os pecados dia após dia e o pai pode perdoá-los dia após dia. Mas esse pai pode perguntar-se se a maneira de governá-los não está errada. Pode perguntar-se se não estaria errado deixá-los sair de casa todos os dias. Ele, então pode dizer: “A partir de amanhã vocês vão ficar em casa e não vão sair, porque vocês têm brigado muito quando saem”. Esse pai colocou a mão. Quando pecamos contra Deus, Ele nos perdoará quando confessarmos os pecados. Porém, não podemos evitar que use outros métodos para nos disciplinar. Deus nos perdoa e a comunhão com Ele é restaurada, mas pode mudar a maneira de lidar conosco. Como homens, devemos perceber que a mão governamental de Deus não é facilmente retirada. Não é fácil Deus tirar a mão governamental. Deus só a retirará quando tiver certeza de que os filhos estão fazendo as coisas certas. Quando o pai vê seus filhos causando problemas, ele lhes dirá que fiquem em casa; vai tirar a liberdade deles. Ele os encerrará por dias, semanas ou até mesmo meses, até que esteja seguro de que não irão mais causas problemas, nem discutir ou brigar com os outros. Então dirá aos filhos: “Vocês se comportaram muito bem nesses dois últimos meses. Podem sair por dez minutos amanhã. A mão governamental foi levantada. Chamamos esses “dez minutos” de perdão governamental. A maneira de governar mudou. O pai ainda precisa observar como as crianças se comportam entre as outras pessoas durante esses dez minutos. Depois de algum tempo, pode estender para uma hora. Talvez depois de um ou dois meses, possam voltar a brincar das quatro às seis. Quando esse dia chegar, podemos dizer que o perdão governamental foi plenamente concedido às crianças! Irmãos, que significa perdão governamental? É completamente diferente do perdão eterno, do perdão instrumental e do perdão para comunhão. Está relacionado à maneira como Deus nos governa e lida conosco.
O que o homem semear, isso ceifará
Muitos trechos da Bíblia enfatizam coisas similares. Por exemplo, Gálatas 6:7 diz: “Aquilo que o homem semear, isso também ceifará”. Aqui fala da mão governamental de Deus. Um pai que mima os filhos não faz com que cresçam de maneira adequada. Um pai que não cuida da própria família vai acabar vendo uma tragédia. Esse é o único resultado possível. Uma pessoa que sempre discute e briga com os outros e mantém opiniões diferentes não terá amigos. O que o homem semear, isso também ceifará. Isso é o governo de Deus, a lei ordenada por Deus. Ninguém pode mudar tal lei. Os Seus filhos devem cuidar para não provocar a Sua mão governamental. Não é fácil Deus tirar a Sua mão, uma vez que a tenha colocado. Que possamos sempre amar o Senhor e servi-Lo como filhos obedientes, para herdarmos o galardão que nos está preparado desde a fundação do mundo. Amém.

QUANDO DEUS ORDENA ACONTECE

“E me disse: Filho do homem, porventura viverão estes ossos? E eu disse: Senhor DEUS, tu o sabes. Então me disse: Profetiza sobre estes ossos, e dize-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do SENHOR.E ele me disse: Profetiza ao espírito, profetiza, ó filho do homem, e dize ao espírito: Assim diz o Senhor DEUS: Vem dos quatro ventos, ó espírito, e assopra sobre estes mortos, para que vivam. E profetizei como ele me deu ordem; então o espírito entrou neles, e viveram, e se puseram em pé, um exército grande em extremo.”

Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

terça-feira, 17 de maio de 2011

NOSSO DESCANSO

Descanse em Deus

Deus em sua sabedoria, decidiu fazer um formato na nossa vida.

Ele irá nos moldar até que nós tenhamos nos tornado o que ele planejou!

Você sabe que é apenas barro, pense na tarefa do barro, é descansar nas mãos do oleiro e conservar o formato que agrada a ele, então, desempenhe a função do barro descanse nas mãos Dele e confie Nele.

O barro não pode discutir com o oleiro.

A sabedoria do oleiro é maior, e afinal de contas, ele decide quais os formatos que lhe agradam!

Confie em Deus, Ele amorosamente vai moldar você como uma bolinha de barro, Ele vai consertar as imperfeições e Ele pode até começar tudo de novo, mas o resultado será agradável aos olhos Dele!


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

segunda-feira, 16 de maio de 2011

TUDO A SEU TEMPO


Confie...

As coisas acontecem na hora certa.
Exatamente quando devem acontecer!
Momentos felizes, louve a Deus.
Momentos difíceis, busque a Deus.
Momentos silenciosos, adore a Deus.
Momentos dolorosos, confie em Deus.
Cada momento, agradeça a Deus.






Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

domingo, 15 de maio de 2011

ADOLF GUNNAR VINGREN



ADOLF GUNNAR VINGREN nasceu em Östra Husby Östergothand, Suécia no dia 8 de agosto de 1879. Nasceu num lar evangélico, filho de jardineiro, também passou a exercer a profissão na jardinagem até seus 19 anos. No entanto, aos nove anos de idade, recebeu a chamada do mestre, mas esteve afastado dos caminhos do Senhor dos 12 aos 17 anos voltando em um culto de vigília.

Desde muito, ainda com 18 anos de idade, Gunnar Vingren já era dedicado na obra de Deus. Ordenado pastor nos EUA, começou a cuidar de igrejas a partir de 1909. Chegou ao Brasil ainda solteiro, com a idade de 31 anos. Vingren se tornou um mestre na palavra de Deus se tornando uma das maiores defesa do movimento pentecostal. Implantou com sabedoria as doutrinas bíblicas aqui no Brasil. Como mestre, sabia defender a razão da fé depositada na palavra.

Ao completar 18 anos em 1897, foi batizada nas águas em Smaland, Suécia. Posteriormente assumiu a superintendência da escola dominical da Igreja Batista nesta cidade. Lendo uma nota sobre missões numa revista evangélica, nasceu o desejo de ir para a obra missionária.

Vingren foi participar Em 1898 de uma escola bíblica que durou um mês em Götabro, Narke, e foi impactado pelos estudos bíblicos. Dos 55 alunos que participaram do evento, 22 foram enviados como evangelistas. Vingren viajando pelo mundo em 1903, conheceu os EUA, esteve em Liverpool na Inglaterra, chegou a Kansas City e foi parar na casa de seu tio Carl Vingren que ali morava.

Em 1904, Vingren partiu para Chicago a estudar teologia, curso que duraram quatro anos. No mesmo ano, assumiu a liderança da Primeira Igreja Batista de Menominee em Michigam. Visitando a Primeira Igreja Batista de Chicago, foi batizado com o Espírito Santo, encontrando em seguida, Daniel Berg. Em South Bend, Indiana em 1910 na Igreja Batista, recebeu a confirmação da chamada divina para o Pará.

Numa de suas viagens à Suécia em 1º de Agosto de 1917, Vingren conheceu Frida Strandberg Vingren. Ela compartilhou de sua chamada também para o Brasil. Ela foi enviada como missionária pela Suécia, e casou-se com Vingren dia 16 de Outubro de 1917 em Belém. A jovem tinha 26 anos de idade, o pastor Samuel Nyströn realizou a cerimonia na igreja. Com curso superior de Enfermagem, poetisa e instrumentista, exerceu grandes funções na igreja do Senhor, na obra missionária.

Os Hinos da Harpa Cristã, 126, 394 e outros, são de sua autoria. Nestes e outros hinos, estão o relato dos muitos sofrimentos pela causa do mestre. O casal de missionário chegaram a comer banana com farinha para amenizar a fome nas ocasiões difíceis. Mas nunca desanimaram, e do relacionamento nasceram Ivar, Ruben, Margit, Astrid, Bertil e Gunvor. A Gunvor ficou sepultada em solo brasileiro. O administrador do Alerta Final conheceu o Ivar, o primogênito da família.

Vingren preocupava-se em instruir os pastores que estavam sobre sua responsabilidade. O “Jornal Voz da Verdade” criado em 1º de novembro de 1917, teve este intuito. Este foi o solavanco da imprensa evangélica. Vingren visitou além do Pará todas as regiões do Brasil.

Mesmo frágil pelas doenças estomacais e outras, orava pelos enfermos e Deus restabelecia a saúde dos irmãos. Sempre incansável na obra de Deus, ia sendo fortalecido e animado pelas palavras proféticas através dos servos de Deus. Vingren voltou à Suécia em 15 de Agosto de 1932. Dia 27 de julho de 1933, aos 53 anos de idade, foi recolhido pelo Senhor ao Paraíso. Mas deixou uma palavra de exortação à igreja que tanto amava, dizendo que buscassem os dons espirituais para continuar a obra, e buscassem a santidade para estarem sempre preparados para o arrebatamento.

visite.

www.alertafinal.blogspot.com

AGRADECIMENTO


"Meus amados, rogo a Deus pela vida de todos vocês, pelo fato de no dia de hoje (15/05/2011), ter-mos alcançado a marca de 50.000 visitas em nosso Blog do JA.


Pb Donizeti (Um srevo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

A NATUREZA REAGE

Tudo vai Piorar...

Na verdade a mensagem da Cruz vem acompanhada de grandes acontecimentos catastróficos, onde a natureza, e o próprio homem vão indo de mal a pior;

A paz e a vida eterna é Jesus! Mas quanto as outras coisas temos que pregar a verdade também, pois na verdade, a política vai piorar, o amor ao próximo vai se esfriar cada vez mais, a economia vai piorar, o sol vai aumentar o seu calor cada vez mais, o volume dos oceanos vai aumentar, colocando cada vez mais gente apavorada; e muitas vidas vão ser ainda ceifadas, o terromotos vão aumentar, as guerras vão aumentar; a Bíblia diz que "toda a criação geme, e está juntamente com dores de parto", esperando o dia da redenção, e sair da maldição do pecado de Adão, isso só acontecerá com a vinda do Senhor (I cor. 15:51,52).

Para iniciar então o dia do Senhor, ou ou dia de Cristo, com o arrebatamento da Igreja, quando na terra, isto que vemos em "conta gotas", se transformará naquilo que Nosso Senhor chamou de "a grande tribulação". "Porque haverá, então, grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco haverá jamais."( Mt 24:21)

Jesus no coração, eis aí o escape, eis aí a paz, eis aí a "arca" onde podemos entrar, tendo em vista as águas do juízo de Deus sobre todos os que não obedecem ao voz do evangelho.

Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

sábado, 14 de maio de 2011

SUA PRESENÇA


SUA PRESENÇA:


É um presente para o mundo.

Você é único e só há um igual a você.

Sua vida pode ser o que quiser que ela seja.

Viva os dias, apenas um de cada vez.

Conte suas bênçãos, não seus problemas.

Você os superará venha o que vier.

Dentro de você há muitas respostas.

Compreenda, tenha coragem, seja forte.

Não coloque limites em si mesmo.

Muitos sonhos estão esperando para serem realizados.

As decisões são muito importantes para serem deixada ao acaso.

Alcance seu máximo, seu melhor é seu prémio.

Nada consome mais energia do que a preocupação.

Quanto mais tempo se carrega um problema, mais pesado ele fica.

Não leve as coisas tão a sério.

Viva uma vida de serenidade, não de arrependimentos.

Lembre-se de que um pouco de amor dura muito.

Lembre-se muito disso: "dura para sempre".

Lembre-se que a amizade é um investimento sábio.

Os tesouros da vida são todas as pessoas.

Perceba que nunca é tarde demais.

Faça coisas simples e de forma simples.

Tenha saúde, esperança, felicidade; com JESUS!



Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

sexta-feira, 13 de maio de 2011

QUEM VOCE É?


TUA VERDADEIRA IDENTIDADE


Você é filho de Deus, e portanto, herdeiro do reino - João 1:12.
Você é sal da terra - Mateus 5:13.
Você é luz do mundo - Mateus 5:14.
Você é videira verdadeira - João 15:5.
Você é amigo de Jesus - João 15:15.
Você foi escolhida(o) para dar frutos - João 15:16.
Você é servo do Deus altíssimo - Romanos 6:22.
Você é templo do Espírito Santo - I Corintios 3:16.
Você é um em Cristo - Gálatas 3:26,28.
Você é a "carinha" do Pai - Efésios 2:10.
Você é filho da luz e não das trevas - I Tessalonicenses 5:5.
Você é uma pedra viva - I Pedro 2:5.
Você é nação santa, exclusivo, sacerdócio real - I Pedro 2:9-10.
Você é um peregrino em terra estranha - I Pedro 2:11.
Você é filho de Deus, nascido de Deus, onde maior é o que está em ti, do que o que está no mundo, portanto o maligno não lhe toca - I João 5:18.

Não se esqueça de quem realmente você de fato é,
mesmo que o mundo inteiro diga o contrário,
... fique na paz!



Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quinta-feira, 12 de maio de 2011

A NOIVA DE CRISTO


Prepare-se...
Amados(as)... É chegado um tempo novo para a noiva de Cristo. Para a igreja lavada e remida no sangue de Jesus. É um tempo para nos preparar, para estarmos nos desligando da terra e cada vez mais nos preparando para o encontro com o amado Noivo.
É chegado um tempo profético na igreja. O tempo do fim, da volta do cordeiro, enfim... Do Arrebatamento. Cada vez mais podemos sentir mais e mais próxima a volta de Cristo para buscar sua noiva.
É o último tempo para a igreja preparar-se.

Que agora, possamos nos preparar para subir... É tempo do povo de Deus trocar as vestes para subir... É sim o último tempo antes da igreja partir.

Lembre-se, quem perseverar até o fim será salvo, portanto, neste tempo, que possamos abrir os nossos corações, trocar as vestes sujas pelo pecado por vestes de santidade e nos adornarmos de louvor e adoração, para irmos de encontro ao noivo.

E Ele disse , estais pois apercebidos...


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quarta-feira, 11 de maio de 2011

TEMPO



O tempo é como o rio: você nunca poderá tocar a mesma água duas vezes
porque a água que passou não passará novamente.
Por isso trate de viver sabiamente cada minuto desse presentão de DEUS que é a sua vida.
Então entregue a direção de sua vida a DEUS e caminhe com ELE... porque com DEUS a alegria supera a tristeza e o consolo supera a dor.
A fé supera a dúvida, a esperança supera o desespero, o entusiasmo supera qualquer desânimo e o sucesso supera todo o fracasso, com DEUS nossa coragem supera nosso medo, nossa força supera nossa fraqueza, a serenidade supera a impaciência e a suas Vitórias superam toda e qualquer derrota porque DEUS é na sua Vida.
Sendo assim o sorriso supera o choro e a gratidão supera a ingratidão.
Viva com DEUS e Sabedoria cada segundo da sua Vida.
Porque com o SENHOR viver é se superar, é se realizar é ser FELIZ!


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

terça-feira, 10 de maio de 2011

MENSAGEM BÍBLICA


“Morrer e viver com Jesus Cristo ”

Mas tudo isso não tem nenhum valor para controlar as paixões que levam à imoralidade.
Nós fomos ressuscitados com Jesus Cristo, portanto, ponhamos o nosso interesse nas coisas que são do céu, onde Jesus Cristo está sentado ao lado direito de Deus. Pensemos nas coisas lá do alto e não nas que são aqui da terra.
Porque nós já morremos para as coisas mundanas, e a nossa vida está escondida com Cristo, que está unido com Deus – Pai, e, quando Ele aparecer, nós apareceremos com Ele e tomaremos parte na Sua glória. (Colossenses 2.23b; 3.1-4).


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

segunda-feira, 9 de maio de 2011

MENSAGEM BÍBLICA


“Heróis da fé ”

A fé é a certeza de que vamos receber as coisas que esperamos e a prova de que existem coisas que não podemos ver.
Foi pela fé que as pessoas do passado conseguiram a aprovação de Deus.
É pela fé que entendemos que o Universo foi criado pela Palavra de Deus e que aquilo que pode ser visto foi feito daquilo que não se vê.
Foi pela fé que Abel ofereceu a Deus um sacrifício melhor do que o de Caim. (Hebreus 11.1-4a).
Pela fé Abel conseguiu a aprovação de Deus como homem correto, tendo o próprio Deus aprovado as suas ofertas.
Por meio da sua fé, Abel, mesmo depois de morto, ainda fala.
Foi pela fé que Enoque escapou da morte.
Ele foi levado para Deus, e ninguém o encontrou porque Deus mesmo o havia levado.
As Escrituras Sagradas dizem que antes disso ele já havia agradado a Deus. (Hebreus 11.4b,5).


Pb Donizet5i (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

domingo, 8 de maio de 2011

DIA DAS MÃES


Poderia eu escrever tantas coisa sobre vocês mamães, que talvez levaria horas para que pudessem ler, porem quero neste dia em que se comemora o seu dia, e que em nada se difere dos outros no que se refere a sua tarefa de ser mãe, tarefa esta que abrange muitas coisas e todos os dias.

Quero apenas dizer: "Senhor Jesus, derrame sobre todas as mamães deste mundo, e todos os dias, a sua paz , graça e proteção, dando a elas entre outras graças, muita felicidade."

Amo vocês!!!!!!!



Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

sábado, 7 de maio de 2011

Dois Caminhos para Deus?

caminho doceu

“Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.”

Evangelho de João, 14.6

No mercado das idéias, todos os vendedorestêm igual direito de vender aquilo em que crêem. Isso, porém, não significa que todas as idéias são igualmente corretas.

Os cristãos proclamam que Jesus é o único caminho para Deus, não porque são intolerantes, mas porque crêem que esta é a verdade. Tomam como verdadeira a afirmação do próprio Cristo de que somente Ele é o verdadeiro caminho para Deus.

Muitas pessoas ficam indiferentes diante das afirmações de Jesus de ser o único Salvador do mundo, dizendo: “Tudo isso é muito bom, mas você tem o seu caminho para Deus e eu tenho o meu”. Jesus ficou firme contra tal pensamento quando disse: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” (Jo 14.6).

Se a afirmação de Jesus é verdadeira, é verdadeira para todas as pessoas. Se for falsa, quanto antes provarmos que estamos errados e passarmos para o caminho certo melhor. Como disse C. S. Lewis:

Cristianismo é uma declaração que, se for falsa, não tem nenhuma importância; se for verdadeira , tem uma importância infinita. A única coisa que o cristianismo não pode ser é moderadamente importante.”

Não existem dois caminhos. Jesus não está pedindo nosso voto para ser um candidato mais atraente para o cargo de Salvador do mundo. Ele declara simplesmente seu senhorio sobre o universo e exige nossa lealdade. Ele tem a sua lealdade?

Medite:

  • O que Pedro diz de Jesus em Atos 4.12?
  • O que João Batista diz de Jesus em Jo 1.29?
  • O que Jesus diz de si mesmo em Jo 14.6?

Jesus é a única porta para o céu!

Pb. Donizeti ( Um Servo de Jesus a serviço do reino de Deus)

sexta-feira, 6 de maio de 2011

7 Boas Escolhas e a Melhor Escolha

Por do sol

“Os céus e a terra tomo, hoje, por testemunhas contra ti, que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua semente,”

Deuteronômio 30.19, ARC

Muitos tem diante de si muitas escolhas, escolhas essas que podem levar tanto a vida quanto a morte.

Não somente a morte física, mas a mais importante a morte espiritual do homem.

Veja 7 boas escolhas feitas:

  1. Moisés – Escolheu sofrer com o Povo de Deus (Hb 11.25)
  2. Josué – Escolheu servir ao Senhor (Js 24.15)
  3. Davi – Escolheu o caminho da Fidelidade (Sl 119.30)
  4. Salomão – Escolheu discernir entre o Bem e o Mal (1 Rs 3.9)
  5. Rute – Escolheu acompanhar a sogra (Rt 1.16)
  6. Maria – Escolheu a boa parte (Lc 10.42)
  7. Poucos – Escolhem a porta estreita (Lc 13.24)

E a melhor de todas as escolhas:

  • Aceitar a Jesus como único e sufuciente Salvador de sua Vida.

Você! Faça a sua escolha enquanto é tempo.

Pb. Donizeti (Um Servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Maioria no Supremo é favorável à união homoafetiva

Supremo retomou nesta tarde o julgamento sobre a equiparação de direitos de uniões estáveisa os casais homossexuais

Severino Motta, iG Brasília | 05/05/2011 12:42 - Atualizada às 18:20

O Supremo Tribunal Federal (STF) retomou nesta tarde a votação sobre a união estável de casais homossexuais, decidindo se estes devem ter os mesmos direitos e deveres dos casais heterossexuais. Com o voto do ministro Gilmar Mendes, a maioria de seis foi formada no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo reconhecimento da proteção do Estado a casais do mesmo sexo. Nesta quarta-feira, a sessão do tribunal foi encerrada após o relator, Carlos Ayres Britto, votar a favor do reconhecimento da união homossexual. Hoje, os ministros Luiz Fux, Carmén Lúcia, Joaquim Barbosa, Ricardo Lewandowski acompanharam o voto do relator. Outros 4 ministros devem apresentar seus votos durante o dia.

Minstro Ayres Britto

O relator das ações, ministro Ayres Britto, foi favorável à equiparação de direitos dos casais heterossexuais aos homossexuais no único voto proferido na quarta-feira. De acordo com ele, "a família é a base da sociedade, não o casamento". Britto comentou que não se pode interpretar a Constituição de maneira reducionista ou contra seu princípio. Por isso, ponderou, é inconstitucional o artigo do Código Civil que trata a união estável usando os termos "homem e mulher", uma vez que o texto de tal legislação não tem a mesma complexidade que a Carta Magna.

Ministro Luiz Fux

O ministro Luiz Fux acompanhou o voto do relator Ayres Britto e foi o segundo voto a favor do reconhecimento dos direitos dos casais gays. Fux citou artigo da Constituição dizendo que "todos os homens são iguais perante a lei", não podendo haver diferença legal na união estável entre casais hetero ou homoafetivos. "A homossexualidade não é crime. Então porque o homossexual não pode constituir uma família? Em regra não pode por força de duas questões abominadas pela Constituição: a intolerância e preconceito".

Em seu voto, o ministro destacou um caso que julgou anos atrás, dando conta de uma mulher que queria enterrar o falecido companheiro, mas com ele não possuía laços formais de casamento. Fux disse que naquele caso os laços afetivos e familiares eram maiores que os documentos que comprovassem um casamento, e que o Estado deveria dar proteção àquele casal.

"A união homoafetiva deve ser reconhecida como união estável para efeitos de proteção do Estado", pontuou.

Ministra Cármen Lúcia

Tal como Luís Fux, a ministra Cármen Lúcia acompanhou o relator da matéria, Ayres Britto, e foi favorável ao reconhecimento legal dos casais gays. "Todas as formas de preconceito merecem repúdio na sociedade democrática", disse.

A ministra também destacou valores republicanos e a impossibilidade de se criar cidadãos de segunda classe na sociedade brasileira. "Se a República põe que o bem de todos tem que ser promovido sem preconceito e sem forma de discriminação, como se pode ter norma legal que conduza ao preconceito e violência? (...) Aqueles que optam pela união homoafetiva mão pode ser desigualado em sua vida e seus direitos".

Ministro Ricardo Lewandowski

O voto do ministro Ricardo Lewandowski também foi favorável no sentido de garantir o direito de casais homoafetivos. Mesmo alegando que a existência da união estável foi criada pelo legislador constituinte somente para o homem e a mulher, o ministro disse que há uma nova espécie de entidade familiar que precisa ser reconhecida.

"As uniões de pessoa do mesmo sexo que duram e ostentam a marca da publicidade, devem ser reconhecidas pelo direito (...) Cuida-se, em outras palavras, de retirar tais relações que ocorrem no plano fático da clandestinidade jurídica, reconhecendo a existência do plano legal enquadrando-o no conceito abrangente de entidade familiar", disse.

Lewandowski alegou, contudo, que a decisão da Justiça deve ser entendida como transitória, valendo até a criação de lei específica para tratar das uniões homoafetivas. "Em suma, reconhecida a união homoafetiva como entidade familiar aplica-se a ela as regras do instituto que lhe é mais próximo, ou seja, a união estável".

Ministro Joaquim Barbosa

Com o voto favorável de Joaquim Barbosa chegou a cinco o número de ministros favoráveis à proteção do Estado para os casais homoafetivos. De acordo com ele, é preciso que a Justiça corrija uma situação prática para a qual não há previsão legal. "Estamos aqui diante de uma situação de descompasso em que o direito não foi capaz de acompanhar as profundas mudanças sociais. Essas uniões sempre existiram e sempre existirão".

Ministro Gilmar Mendes

Em seu voto, Gilmar Mendes procurou não se estender aos eventuais desdobramentos do reconhecimento da união estável. Ele citou, por exemplo, o caso de Portugal, em que há uma lei que disciplina o casamento entre pessoas do mesmo sexo, mas ainda há controvérsias naquele país sobre a adoção de crianças pelo casais homoafetivos.

"Eu neste momento me limito a reconhecer a existência dessa união por aplicação analógica ou mesmo extensiva da cláusula do texto constitucional sem me pronunciar sobre outros desdobramentos".

O ministro também destacou que a falta de uma previsão legal para a união homoafetiva leva a eventuais quadros de discriminação e, em seu voto, ainda rebateu críticas de que o STF estaria legislando no lugar do Congresso Nacional.

"A falta de um modelo institucional que proteja essa relação estimula e incentiva o quadro de discriminação. (...) É dever do Estado a proteção, e é dever da Corte dar essa proteção se ela não foi engendrada ou concebida pelo órgão competente. Por isso não me parece que haja exorbitância", disse.

Sessão de quarta-feira

O STF iniciou nesta quarta-feira o julgamento. Duas ações sobre a união homossexual estão em julgamento. Para o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, reconhecer união é acabar com cidadãos de 2ª classe. Já a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) se mostrou contra o reconhecimento. Oadvogado que representa a entidade disse que não se trata da luta do bem contra o mal, mas de um princípio impeditivo constitucional.

Com a conclusão do julgamento, prevista para esta quinta-feira, a decisão sobre a equiparação de direitos deve ter efeito vinculante, sendo adotada em outros tribunais e órgãos administrativos da União. Isso significa que o STF tem o poder estender aos casais homossexuais 112 direitos que hoje só são concedidos às uniões do mesmo sexo, segundo a especialista em direito homoafetivo e vice – presidente do Instituto Brasileiro de Direito da Família, Maria Berenice Dias.

Os homossexuais poderão, por exemplo, pedir pensão em caso de separação e receber benefícios como dependente do companheiro que é servidor público. Para Maria Berenice, o único ponto que deve ser negado é o direito ao casamento civil. A união homossexual deve continuar sendo registrada como união estável.

De acordo com ela, muitos desses direitos já vêm sendo garantidos por outros tribunais em casos isolados. Alguns órgãos do governo também reconhecem a união do mesmo sexo. É esse o caso da Previdência Social, que concede ao parceiro gay a pensão por morte e permite a declaração conjunta do imposto de renda.

Plenário do Supremo durante primeiro dia de julgamento, na quarta-feira

Ainda assim, o posicionamento do STF garante que os direitos sejam efetivados e aumenta a segurança dos homossexuais. “O Supremo pode mudar o status do casal ao reconhecê-lo como uma família e inseri-lo dentro do segmento jurídico. Assim eles deixam de ser invisíveis para a lei”, explica Maria Berenice.

A primeira, proposta pela Procuradoria Geral da República, pede o reconhecimento desse tipo de união como entidade familiar. A segunda é do governo do Rio de Janeiro que quer estender aos funcionários públicos gays o regime jurídico de união estável.

Com Naiara Leão, iG Brasília

Fonte: www.ibest.com.br

Conselhos Bíblicos