Pesquisar no Blog do J.A.

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

ALERTA


Meus amados irmãos e querido leitores deste blog.
Quero mais uma vez vos cumprimentar com a mais bela, pura e agradável paz do Senhor Jesus Cristo.
Dizer que tenho a mais grata satisfação de os ter como leitores, irmãos e amigos, e sempre deixando bem claro que são vocês a razão de continuarmos fazendo este trabalho com afinco e grata satisfação.
Deixamos bem esclarecido que a vossa participação comentando, ainda nos dará maior alegria e entusiasmo para prosseguir.
Eu, em particular fiz um propósito, de colocar a cada dia uma nova postagem, sei que as vezes me torna um tanto difícil, pois sei que a vida dificulta um pouco as nossas diretrizes, porem eu fiz um propósito.
Sei que muitos de vocês também fizeram propósitos junto de Deus, e notemos que já se passou o primeiro dos 12 meses deste ano.
Sabemos que bênçãos de Deus são recompensas por nossos feitos, portanto não tardem a cumpri-las.

Um grande abraço, e obrigado por estarem junto de nós.

Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

TIPOS HUMANOS DE JESUS CRISTO


BENJAMIM (Gn 35.16-19)

Quando Jacó chegou perto de Efrata, que é a mesma Belém, cumpriu-se o tempo para o nascimento de Seu ultimo filho.
Raquel, a esposa amada, teve um parto difícil e como resultado morreu logo em seguida.
Pouco antes de morrer, sabendo que o filho estava bem, deu-lhe o nome de Benone, ( filho da minha dor).
Jacó não concordou com este nome e chamou-o Benjamim ( filho da minha direita).
Jesus Cristo nasceu em Belém, como estava profetizado pelo profeta Miquéias (Mt 2.1,5,6).
Pode ser chamado," filho da minha dor".
Simão disse à Virgem Maria que uma espada transpassaria sua própria alma (Lc 2.34-35).
Também para o Pai contempla-lo pregado na cruz, levando os pecados do mundo, é te-lo como filho da dor.
Ao mesmo tempo Jesus é como Benjamim, filho da direita, porque, "está a direita de Deus intercedendo por nós" (Rm 8.34).

Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

domingo, 30 de janeiro de 2011

FRASES


Senhor Jesus , que eu não perca a vontade de amar, mesmo sabendo que a pessoa que eu mais amo, pode não ter o mesmo sentimento por mim.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

PERSONAGENS BÍBLICOS


Amom

Amom, o filho de Manassés, foi rei de Juda de 642 - 640 a.C., acendeu ao trono aos 22 anos de idade.
A mãe era Messulemete, uma mulher da Galiléia na região que fora o reino de Israel (nesse momento sob o governo Sírio).
Durante este período, havia um relacionamento próximo entre Judá e ex- reino do norte.
O pai de Amom, Manassés, serviu o rei da Síria com vassalo, e parece que Amom manteve a política de sobrevivencia de se pai.
Ele tinha aliança com a Assíria e adorava os deuses pagãos dos assírios.
De acordo com o cronista, Manassés arrependeu-se, mas aparentemente não destruira seus ídolos, porque Amom fizera sacrifícios a estes deuses (2 Cr 33.22-23).
Amom foi assassinado por seus próprios servos depois de um governo de dois anos.
Não se apresenta nenhuma razão para isso, mas aparentemente esse não era o desejo popular.
O povo matou os servos e colocou Josias, o filho de Amom de oito anos de idade, no trono.
Josias reinou por 31 anos e é lembrado como um dos grandes rei de Judá.

Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)


sábado, 29 de janeiro de 2011

Prezados leitores, gostaria de apresentar a entrevista que concedi ao PROGRAMA MENSAGEM EFICAZ, da Igreja Assembleia de Deus da Lapa, Ministério do Belém, São Paulo. O programa tem a apresentação do Pr. Renan Veiga e dos amados Presbítero José Antonio e Diácono Célio Zupelo. O assunto é ATOS DOS APÓSTOLOS - TEMA DO PRIMEIRO TRIMESTRE DA EBD DE 2011. 

PARA OUVIR MELHOR, DÊ UMA PAUSA NA RÁDIO DO BLOG

Também pode ser acompanhada no site da igreja, cujo endereço é:  http://www.adlapa.com/mensagemeficaz.asp?ID=19237509 onde poderão assistir mensagens e entrevistas com o Pastor José Prado Veiga (Setor da Lapa), Missionário José Satiro (Colômbia) e outros expoentes de nossa igreja.

Maranata. Ora Vem Senhor Jesus!
Deus abençoe a todos.

UM ANJO FALA COM GEDEÃO


Um anjo fala com Gedeão
Texto Jz 6.14

I. O Senhor olhou para ele.

1. Olhar de procura - Sl 101.6
2. Olhar de ânimo - Is 41.10
3. Olhar de ordem - vs 14

II. Vai nesta tua força

1. Força da humildade - vs 11
2. Força da sabedoria de Deus - Pv 1.7
3. Força da certeza, convicção - Pv 16.20

III. Não te enviei Eu?

1. Deus é quem envia - Mc 16.15
2. Gedeão fez tudo conforme a orientação de Deus

* Derruba o altar de Baal - vs 25
* Edifica um altar - vs 26
* Convoca o povo - vs 35


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

FRASES


Senhor Jesus, que eu não perca o equilíbrio, mesmo sabendo que inúmeras forças querem que eu caia.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

Estudo - A Lei


Êx 20.1,2 “Então, falou Deus todas estas palavras, dizendo: Eu sou o SENHOR, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão.”

Um dos aspectos mais importantes da experiência dos israelitas no monte Sinai foi o de receberem a lei de Deus através do seu líder, Moisés.

A lei Mosaica (hb. torah, que significa “ensino”), admite uma tríplice divisão:

(a) a lei moral, que trata das regras determinadas por Deus para um santo viver (20.1-17);

(b) a lei civil, que trata da vida jurídica e social de Israel como nação (21.1 — 23.33);

(c) a lei cerimonial, que trata da forma e do ritual da adoração ao Senhor por Israel, inclusive o sistema sacrificial (24.12 — 31.18).

Note os seguintes fatos no tocante à natureza e à função da lei no Antigo Testamento.

(1) A lei foi dada por Deus em virtude do concerto que Ele fez com o seu povo.
Ela expunha as condições do concerto a que o povo devia obedecer por lealdade ao Senhor Deus, a quem eles pertenciam.
Os israelitas aceitaram formalmente essas obrigações do concerto (24.1-8);

(2) A obediência de Israel à lei devia fundamentar-se na misericórdia redentora de Deus e na sua libertação do povo (19.4).

(3) A lei revelava a vontade de Deus quanto a conduta do seu povo (19.4-6; 20.1-17; 21.1—24.8) e prescrevia os sacrifícios de sangue para a expiação pelos seus pecados (Lv 1.5; 16.33).
A lei não foi dada como um meio de salvação para os perdidos.
Ela foi destinada aos que já tinham um relacionamento de salvação com Deus (20.2).
Antes, pela lei Deus ensinou ao seu povo como andar em retidão diante dEle como seu Redentor, e igualmente diante do seu próximo.
Os israelitas deviam obedecer à lei mediante a graça de Deus a fim de perseverarem na fé e cultuarem também por fé, ao Senhor (Dt 28.1,2; 30.15-20).

(4) Tanto no AT quanto no NT, a total confiança em Deus e na sua Palavra (Gn 15.6), e o amor sincero a Ele (Dt 6.5), formaram o fundamento para a guarda dos seus mandamentos.
Israel fracassou exatamente nesse ponto, pois constantemente aquele povo não fazia da fé em Deus, do amor para com Ele de todo o coração e do propósito de andar nos seus caminhos, o motivo de cumprirem a sua lei. Paulo declara que Israel não alcançou a justiça que a lei previa, porque “não foi pela fé” que a buscavam (Rm 9.32).

(5) A lei ressaltava a verdade eterna que a obediência a Deus, partindo de um coração cheio de amor (ver Gn 2.9 nota; Dt 6.5 nota) levaria a uma vida feliz e rica de bênçãos da parte do Senhor (cf. Gn 2.16 nota; Dt 4.1,40; 5.33; 8.1; Sl 119.45; Rm 8.13; 1 Jo 1.7).

(6) A lei expressava a natureza e o carácter de Deus, i.e., seu amor, bondade, justiça e repúdio ao mal.
Os fiéis israelitas deviam guardar a lei moral de Deus, pois foram criados à sua imagem (Lv 19.2).

(7) A salvação no AT jamais teve por base a perfeição mediante a guarda de todos os mandamentos.
Inerente no relacionamento entre Deus e Israel, estava o sistema de sacrifícios, mediante os quais, o transgressor da lei obtinha o perdão, quando buscava a misericórdia de Deus, com sinceridade, arrependimento e fé, conforme a provisão divina expiatória mediante o sangue.

(8) A lei e o concerto do AT não eram perfeitos, nem permanentes.
A lei funcionava como um tutor temporário para o povo de Deus até que Cristo viesse (Gl 3.22-26).
O antigo concerto agora foi substituído pelo novo concerto, no qual Deus revelou plenamente o seu plano de salvação mediante Jesus Cristo (Rm 3.24-26; ver Gl 3.19, nota com matéria adicional sobre a natureza e função da lei no AT).

(9) A lei foi dada por Deus e acrescentada à promessa “por causa das transgressões” (Gl 3.19); i.e., tinha o propósito:

(a) de prescrever a conduta de Israel;

(b) definir o que era pecado;

(c) revelar aos israelitas a sua tendência inerente de transgredir a vontade de Deus e de praticar o mal;

(d) despertar neles o sentimento da necessidade da misericórdia, graça e redenção divinas (Rm 3.20; 5.20; 8.2).


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Download das Edições do Jornal da Assembléia

Olá amigos e irmãos que acompanham este blog abençoado.

Hoje estamos disponibilizando todas as edições já publicadas do J.A. até hoje.
Se você não tem alguma edição, ou quer completar sua coleção é só clicar nos links conforme aparece na figura abaixo.


Aproveite esta oportunidade de ter o Jornal da Assembléia - "A Voz do Povo de Deus" em seu computador.

Até mais.

Dc. Jonathas Januário Pereira
Editor-Chefe - Jornal da Assembléia - "A Voz do Povo de Deus"
Administrador - Blog do Jornal da Assembléia

UMA NOVA VIDA


Mas agora livramos de tudo isto: da raiva, da paixão e dos sentimentos de ódio.

E que não saia da nossa boca nenhum insulto e nenhuma conversa indecente.

Não mintamos uns aos outros, pois nós já deixamos de lado a natureza velha com os seus costumes e nos vestimos com uma nova natureza.

Essa natureza é a nova pessoa que Deus, o nosso Criador, está sempre renovando para que ela se torne parecida com Ele, a fim de fazer com que nós O conheçamos completamente.
(Colossenses 3.8-10)


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

PROFETAS DO AT


CARACTERÍSTICAS DO PROFETA DO ANTIGO TESTAMENTO.

Que tipo de pessoa era o profeta do AT?

(1) Era alguém que tinha estreito relacionamento com Deus, e que se tornava confidente do Senhor (Am 3.7).

O profeta via o mundo e o povo do concerto sob a perspectiva divina, e não segundo o ponto de vista humano.

(2) O profeta, por estar próximo de Deus, achava-se em harmonia com Deus, e em simpatia com aquilo que Ele sofria por causa dos pecados do povo.

Compreendia, melhor que qualquer outra pessoa, o propósito, vontade e desejos de Deus.

Experimentava as mesmas reações de Deus. Noutras palavras, o profeta não somente ouvia a voz de Deus, como também sentia o seu coração (Jr 6.11; 15.16,17; 20.9).

(3) À semelhança de Deus, o profeta amava profundamente o povo.

Quando o povo sofria, o profeta sentia profundas dores .

Ele almejava para Israel o melhor da parte de Deus (Ez 18.23).

Por isso, suas mensagens continham, não somente advertências, como também palavras de esperança e consolo.

(4) O profeta buscava o sumo bem do povo, i.e., total confiança em Deus e lealdade a Ele; eis porque advertia contra a confiança na sabedoria, riqueza e poder humanos, e nos falsos deuses (Jr 8.9,10; Os 10.13,14; Am 6.8).

Os profetas continuamente conclamavam o povo a viver à altura de suas obrigações conforme o seu concerto estabelecido com Deus, para que viesse a receber as bênçãos da redenção.

(5) O profeta tinha profunda sensibilidade diante do pecado e do mal (Jr 2.12,13, 19; 25.3-7; Am 8.4-7; Mq 3.8).

Não tolerava a crueldade, a imoralidade e a injustiça. O que o povo considerava leve desvio da Lei de Deus, o profeta interpretava, às vezes, como funesto.

Não podia suportar transigência com o mal, complacência, fingimento e desculpas do povo (32.11; Jr 6.20; 7.8-15; Am 4.1; 6.1).

Compartilhava, mais que qualquer outra pessoa, do amor divino à retidão, e do ódio que o Senhor tem à iniqüidade (cf. Hb 1.9 nota).

(6) O profeta desafiava constantemente a santidade superficial e oca do povo, procurando desesperadamente encorajar a obediência sincera às palavras que Deus revelara na Lei.

Permanecia totalmente dedicado ao Senhor; fugia da transigência com o mal e requeria fidelidade integral a Deus.

Aceitava nada menos que a plenitude do reino de Deus e a sua justiça, manifestadas no povo de Deus.

(7) O profeta tinha uma visão do futuro, revelada em condenação e destruição (e.g., 63.1-6; Jr 11.22,23; 13.15-21; Ez 14.12-21; Am 5.16-20,27, bem como em restauração e renovação (e.g., 61– 62; 65.17–66.24; Jr 33; Ez 37).

Os profetas enunciaram grande número de profecias acerca da vinda do Messias .

(8) Finalmente, o profeta era, via de regra, um homem solitário e triste (Jr 14.17,18; 20.14-18; Am 7.10-13; Jn 3– 4), perseguido pelos falsos profetas que prediziam paz, prosperidade e segurança para o povo que se achava em pecado diante de Deus (Jr 15.15; 20.1-6; 26.8-11; Am 5.10; cf. Mt 23.29-36; At 7.51-53).

Ao mesmo tempo, o profeta verdadeiro era reconhecido como homem de Deus, não havendo, pois, como ignorar o seu caráter e a sua mensagem.

Você conhece muitos profetas hoje , seguindo estes preceitos?



Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

FRASES


Não seja soberbo, meu amado (a); a soberba transformou os anjos em demônios, expulsou os nossos pais do paraíso, confundiu os homens.
A soberba é a mãe de todos os males.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Qual é o seu caminho?


A nossa vida é baseada em escolhas, sejam elas boas ou ruins.
Se você tem que fazer algo duas opções passam pela sua averiguação: faço ou não faço?
Se você tem que sair, tem que comer, tem que ..., sempre haverá isso em nossas vidas.
Contudo ao o bônus de você receber sobre aquilo que você escolher, são os frutos daquilo que você plantou.
A Bíblia diz algumas coisas sobre caminhos:

"Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte." (Provérbios 14.12)
"Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;" (Mateus 7.13)
"Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!" (Romanos 11.33)
"O homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos." (Tiago 1:8)
"Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." (João 14.6)

Agora se pergunte:
"Qual o caminho que eu tomarei em minha vida?"

Medite:
"O destino de amanhã é fruto da escolha do caminho hoje."

Continuem com Deus,

Dc. Jonathas

A Redenção do Crente

Texto Bíblico: Efésios 1.7

1. A redenção do A.T.
Em todo o Antigo Testamento se vê delineada a doutrina da redenção através do derramamento de sangue inocente. Desde a ocasião do pecado de Adão e Eva, quando Deus substituiu os aventais de folhas de figueira por um sacrifício de animal, de cujas peles fez túnicas, até os dias de João Batista, os animais eram mortos e o sangue era derramado como figura do sacrifício perfeito a ser efetuado por Jesus, o verdadeiro Messias.

2. O preço da nossa redenção
O único preço aceito por Deus para a expiação de nossas culpas e perdão dos nossos pecados foi o sangue de Jesus, "como de um cordeiro imaculado e incontaminado", 2 Pe 1.18,19.

3. A eficácia do sangue
O sangue que Cristo derramou no Calvário é de tal modo suficiente que pode dar vitória , Ap 12.11; lavar, Ap 1.5; justificar Rm 5.9; propiciar paz, Cl 1.20 e remir os pecados, Hb 9.22.

4. A certeza da redenção
"Temos", 1.7. Não se trata de uma utopia. Todos os que verdadeiramente crêem estão seguros de sua redenção, At 20.28; Hb 9.12; 1 Pe 1.19; Ap 5.9. O sangue de Cristo é a chave que abre a porta do céu, o passaporte para a eternidade com Deus.

Fonte: Revista Lições Bíblicas - Outubro a Dezembro de 1975 - CPAD, pág. 6

VIVENDO NA LUZ 3



"Porque o que é claramente revelado se torna luz".

E é por isso que se diz:

Você que está dormindo, acorde! “Levante-se da morte, e Cristo te iluminará.”

Portanto, prestemos atenção na nossa maneira de viver.

Não vivamos como os ignorantes, mas como os sábios.

Os dias em que vivemos são maus; por isso devemos aproveitar bem todas as oportunidades que nós temos.” (Efésios 5.14-16).


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

domingo, 23 de janeiro de 2011

ORAÇÃO EFICAZ


A Bíblia está cheia de exemplos de orações que foram poderosas e eficazes.

(1) Moisés fez numerosas orações intercessórias às quais Deus atendeu, mesmo depois de Ele dizer a Moisés que ia proceder de outra maneira

(2) Sansão, arrependido, orou pedindo uma última oportunidade de cumprir sua missão máxima de derrotar os filisteus; Deus atendeu essa oração ao lhe dar forças suficientes para derrubar as colunas do prédio onde os inimigos estavam exaltando o poder dos seus deuses (Jz 16.21-30).

(3) Deus respondeu às orações de Elias em pelo menos quatro grandes ocasiões; em todas elas redundaram em glória ao Deus de Israel (17-18; Tg 5.17,18).

(4) O rei Ezequias adoeceu e Isaías lhe declarou que morreria (2Rs 20.1; Is 38.1). Ezequias, reconhecendo que sua vida e obra estavam incompletas, virou o rosto para a parede e orou intensamente a Deus para que prolongasse sua vida.
Deus mandou Isaías retornar a Ezequias para garantir a cura e mais quinze anos de vida (2Rs 20.2-6; Is 38.2-6).

(5) Não há dúvida de que Daniel orou ao Senhor na cova dos leões, pedindo para não ser devorado por eles, e Deus atendeu o seu pedido (Dn 6.10,16-22).

(6) Os cristãos primitivos oraram incessantemente a Deus pela libertação de Pedro da prisão, e Deus enviou um anjo para libertá-lo (At 12.3-11; cf. 12.5 ).

Tais exemplos devem fortalecer a nossa fé e encher-nos de disposição para orarmos de modo eficaz, segundo os princípios delineados na Bíblia.

Meus amados, existem pessoas com maior e com menor eloquência para a oração, porem ainda cremos que a pratica nos leva a perfeição.

E mesmo que você não acredita nesta ideia, use-a mesmo assim , mesmo que seja para provar que não funciona, e o resultado valerá a pena , eu sei!


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

FRASES


" A metade do conhecimento é a pergunta, e a outra metade é a resposta."


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

sábado, 22 de janeiro de 2011

COISAS DE DEUS


Coisas que somente Deus pode fazer;


Perdoar pecados, Sl 103.3

Regenerar a vida perdida,I Pe 1.23

Escrever o nome no livro de vida, Ap 20.15

Sarar toda enfermidade, Sl 103.3

Redimir a vida de perdição, Sl 103.4

Encher a nossa boca de bens, Sl 103.5

Renovar o que o aceita, Sl 103.5


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

COISAS DE PECADOR


Sete coisas que só o pecador pode fazer;

Abrir o coração para crer, Mc 16.15

Arrepender dos seus pecados, At 2.38

Confessar seus pecados, I Jo 1.9; Rm 10.10

Refrear sua lingua do mal, Sl 34.13

Chegar-se a Deus, Tg 1.27

Guardar-se da corrupção do mundo, Tg 1.27

Manter distância do pecado, Hb 12.1


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

S.O.S Região Serrana do Rio de Janeiro (Missões Urgente)

Todos nós temos acompanhado pela Internet, TV e rádio as grandes catástrofes que estão assolando o Estado do Rio de Janeiro. Por este motivo a Secretaria de Evangelismo e Missões da 1ª Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Santa Rita, que tem por objetivo realizar a obra missionária, evangelística e social esta empenhada numa grande arrecadação de ALIMENTOS, ÁGUA POTÁVEL, MATERIAL DE HIGIENE E ROUPAS que estão sendo enviados desde o dia 17 de Janeiro (segunda-feira) para as cidades de TERESÓPOLIS, NOVA FRIBURGO E PETRÓPOLIS.

Você também pode ajudar, entre em contato conosco e faça a sua doação dos materiais acima solicitados. Solicitamos principalmente as igrejas para se unirem a nós nesta grande obra, muitas pessoas já perderam as suas vidas nesta catástrofe, o mínimo que podemos fazer é amenizar a dor de quem esta sofrendo. Junto com as doações, estamos enviando sempre equipes para auxiliarem no trabalho de resgate, entrega de material e prestação de serviços de um modo em geral em todas as áreas.

Por favor, não feche os seus olhos em relação a ajudar estas pessoas neste momento tão difícil...

Nossas equipes são responsáveis em receber as doações e também de levarem até as cidades que foram destruídas, as entregas são registradas por fotos e vídeos e publicadas em nosso site. Não repassamos as doações para terceiros para evitar desvios, tenha certeza que a sua doação irá chegar as vitimas, não será desviada.

Abaixo você encontra as formas de enviar sua ajudar:

LOCAL DE ENTREGA DE DOAÇÕES:

1ª IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM SANTA RITA

A/C: Secretaria de Evangelismo e Missões

Rua Xingu, 142 - Santa Rita

Nova Iguaçu - RJ

CEP: 26050-080

TELEFONES DE CONTATO:

55 (21) 2764-8405 / 2764-8108 / 3767-2443 / 9451-1326

SKIPE: fabioperes77

MSN: clrjfabioperes@hotmail.com

E-MAIL: contato@missoesurgente.net

Ajude, faça a sua parte antes que seja tarde demais...

"O que tapa o seu ouvido ao clamor do pobre também clamará e não será
ouvido" - Pv. 21. 13

SE VOCÊ QUISER ASSISTIR OS VÍDEOS E VER AS FOTOS DA ENTREGA DE ALIMENTOS, CLIQUE NO LINK ABAIXO:

www.missoesurgente.net/sosrio.htm

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE NOSSO TRABALHO DE MISSÕES, VISITE NOSSO SITE OFICIAL:

www.missoesurgente.net


Pb FÁBIO PERES PEIXOTO

Secretário Geral de Evangelismo e Missões

www.missoesurgente.net

TEL: (21) 2764-8405 / 9451-1326

ELES HONRARAM SEUS PAIS.


Quem delibera honra adquiri para si a vida e é considerado prudente.

José= Gn 47.12

Davi= I Sm 22.3

Salomão= I Rs 2.10

Elizeu= IRs 19.20

Os filhos de Jonadabe= Jr 35.8

Jesus= Lc 2.51; Jo 19.25-26


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

JESUS 100% HOMEM 100% DEUS


Jesus como filho de Deus, pssuia 2 naturezas: Divina e Humana

Como Homem foi filho de Maria, Como Deus é pai de Maria.

Como Homem teve sede, Como Deus é fonte da agua da vida.

Como Homem sentiu cansaço, Como Deus lançou o convite universal "Vinde a mim".

Como Homem chorou, Como Deus consolou a muitos dizendo " Não chores.

Como Homem teve mãe, mas nunca teve pai, Como Deus teve pai , mas nunca teve Mãe.

Como Homem Ele morreu, Como Deus Ele ressuscitou.

Como Homem levou os homens a Deus, Como Deus trouxe Deus aos homens.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Centenário (temos motivos para comemorar?)

Centenário (temos motivos para comemorar?)


Na igreja primitiva, onde imperavam a união, a comunhão e o partir do pão, também, tinha seus contra tempos. Isto além de Ananias e Safira (At 5.1-10). Não devemos ter esta miragem de que a igreja primitiva, era isenta de fofocas, pecados ou qualquer outro problema que temos hoje. Porém, os irmãos marchavam olhando para Jesus.

A Igreja de Corinto, uma igreja abençoado, e como o próprio Paulo afirma, os dons espirituais não faltavam na igreja (1Co 1.7). Mas esta também não estava isenta de problemas. A divisão, o pecado e diversos outros fatores, motivaram Paulo a escrever uma carta objurgatória aos irmãos de Corinto. Mas isto não foi motivo para desânimo, consternações e revoltas, mas marchavam para o alvo.

Nas igrejas da Ásia, João cita outros indivíduos que causavam males nas igrejas (1 Jo 2.19; 4.1; 2 Jo 1 a 12). Escreveu nas suas cartas, mensagens de alertas contra estes falsos mestres. Mas a igreja marchava alegre comemorando cada alma, cada conquista no Senhor.

Ao longo dos séculos, não só a perseguição era a prova da igreja, mas também os próprios irmãos que se revoltavam contra o trabalho. Quantas discussões os pais da igreja tiveram contra estes falsos profetas. Quantas divisões os trabalhos sofreram. Mas estavam com um objetivo, chegar ao alvo para o prêmio da soberana vocação.

Temos exemplos nas igrejas históricas, nas tradicionais, de problemas semelhantes que sofreram ao longo do tempo. Mas estas igrejas fincaram suas bandeiras de lutas, e continuaram conquistando terreno para o reino de Deus.

No ano do centenário, temos motivos para uma comemoração histórica. Apesar das dificuldades que sofremos em relação às divisões. Muitos pontos negativos poderíamos colocar aqui, como uma forma nula para o centenário. Ministérios que se desvincularam da CGADB, dolos de obreiros que causaram escândalos nacionais, com envolvimento político.

A infidelidade de líderes, e o Ministério Público na investigação de dinheiro no paraíso fiscal. A luta para se manter no poder, ou o duelo a qualquer preço para adquirir este poder. A briga de líderes na justiça comum, e uma cadeia de outros pontos negativos que poderíamos citar contra a comemoração do centenário.

Isto sem falar na deturpação doutrinária dos últimos anos, os modismos que assolam as igrejas, a exposição exacerbada da teologia da prosperidade, como também a busca incessante pelas riquezas nas igrejas. E os desrespeitos às almas que precisam da nossa ajuda para a salvação.

Mediante tudo isto, alguns estão desmotivados para a comemoração do centenário. Outros citam mais pontos negativos que positivos para se comemorar. Mas afinal, temos ou não motivos para as celebrações?

A igreja do Senhor é vitoriosa, ao longo dos séculos, apesar das barreiras infernais, vem vencendo a cada dia. Antes o diabo vinha de encontro à igreja com leões, fogueiras, impérios, espada... E não teve êxito, hoje ele mudou a forma de atacar. Aparece no meio do povo com uma Bíblia, e de terno, dirigindo suas palavras para a divisões, contestações, brigas, discrepâncias. Promove rachas, além de desvirtuar a verdadeira mensagem bíblia.

Mas a igreja também tem contrastado, sempre temos remanescentes, sempre temos os sete mil que não se dobram a baal. Quando Constantino promoveu a igreja como Religião Oficial do Império, e mudou o foco da igreja, os cristãos verdadeiros, seguidores de Cristo e da palavra, se distanciaram, e não deixaram se embaralhar.

Nestes cem anos, a igreja granjeou terreno, são milhões de almas salvas. A igreja alcançou o prestígio internacional. O conhecimento bíblico é prodigioso, em relação ao princípio, a CPAD, (falando dos pontos positivos), é uma ferramenta de ensino e evangelização suma.

Quantos ministros sérios a CGADB possuem? Pessoas que se destacam no Brasil e no Mundo com sua habilidade, e integridade.

Quantas almas transformadas pelo poder da palavra de Deus. Sabemos que a psicologia, psiquiatra ou ciências nenhuma transforma uma alma. Mas Jesus transforma, e milhões de almas hoje compõem as Assembléias de Deus.

Temos motivos para solenizar os cem anos, estamos alegres por termos conquistado muito, estamos felizes por contribuirmos com uma fração para o Reino de Deus. Apesar das consternações, Deus está com sua igreja. Sabemos que Deus vai arrebatar a Igreja da Igreja, a banda contaminada da igreja ficará se não houver concerto. Mas a igreja sadia subirá se permanecer fiel até o fim.

As palavras de Jesus para a igreja se cumprem cabalmente, nestes cem anos. “Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mt 16.18).

Na paz
Ev. Geziel Silva Costa
blog
www.alertafinal.blogspot.com

FRASES


Que eu não perca a vontade de ajudar as pessoas, mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver, reconhecer e retribuir a ajuda recebida.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Boletim Igreja na Índia - Dezembro 2010

Amados irmãos,

A paz do Senhor,

Estou enviando para os irmãos o Boletim Sporshow. Deus tem feito coisas maravilhosas na Índia através da nossa organização naquele país. Ontem conversei com o Ev. Sudhakar que me relatou o crescimento do trabalho, onde novas vilas estão sendo alcançadas, e temos novos obreiros sendo preparados ali atendermos todas estas novas localidades. Algumas destas vilas são bem distantes, já próximas de Bangladesh.

Continuem orando pela Índia e pelos 22 missionários indianos que trabalham em nossa organização Sporshow, que são apoiados e sustentados por SEMIPA.

Em Cristo,

Pr. Paulo Henrique e família

DIZIMO


DEFINIÇÃO DE DÍZIMOS E OFERTAS.

A palavra hebraica para “dízimo” (ma’aser) significa literalmente “a décima parte”.
(1) Na Lei de Deus, os israelitas tinham a obrigação de entregar a décima parte das crias dos animais domésticos, dos produtos da terra e de outras rendas como reconhecimento e gratidão pelas bênçãos divinas (ver Lv 27.30-32; Nm 18.21,26; Dt 14.22-29; ver Lv 27.30) .
O dízimo era usado primariamente para cobrir as despesas do culto e o sustento dos sacerdotes.
Deus considerava o seu povo responsável pelo manejo dos recursos que Ele lhes dera na terra prometida (cf. Mt 25.15 nota; Lc 19.13 ).

(2) No âmago do dízimo, achava-se a ideia de que Deus é o dono de tudo (Êx 19.5; Sl 24.1; 50.10-12; Ag 2.8).
Os seres humanos foram criados por Ele, e a Ele devem o fôlego de vida (Gn 1.26,27; At 17.28).
Sendo assim, ninguém possui nada que não haja recebido originalmente do Senhor (Jó 1.21; Jo 3.27; 1Co 4.7).
Nas leis sobre o dízimo, Deus estava simplesmente ordenando que os seus lhe devolvessem parte daquilo que Ele já lhes tinha dado.

(3) Além dos dízimos, os israelitas eram instruídos a trazer numerosas oferendas ao Senhor, principalmente na forma de sacrifícios.
Levítico descreve várias oferendas rituais: o holocausto (Lv 1; 6.8-13), a oferta de manjares (Lv 2; 6.14-23), a oferta pacífica (Lv 3; 7.11-21), a oferta pelo pecado (Lv 4.1—5.13; 6.24-30), e a oferta pela culpa (Lv 5.14—6.7; 7.1-10).
(4) Além das ofertas prescritas, os israelitas podiam apresentar outras ofertas voluntárias ao Senhor.
Algumas destas eram repetidas em tempos determinados (ver Lv 22.18-23; Nm 15.3; Dt 12.6,17), ao passo que outras eram ocasionais.
Quando, por exemplo, os israelitas empreenderam a construção do Tabernáculo no monte Sinai, trouxeram liberalmente suas oferendas para a fabricação da tenda e de seus móveis (ver Êx 35.20-29).
Ficaram tão entusiasmados com o empreendimento, que Moisés teve de ordenar-lhes que cessassem as oferendas (Êx 36.3-7).
Nos tempos de Joás, o sumo sacerdote Joiada fez um cofre para os israelitas lançarem as ofertas voluntárias a fim de custear os consertos do templo, e todos contribuíram com generosidade (2Rs 12.9,10).
Semelhantemente, nos tempos de Ezequias, o povo contribuiu generosamente às obras da reconstrução do templo (2Cr 31.5-19).

(5) Houve ocasiões na história do AT em que o povo de Deus reteve egoisticamente o dinheiro, não repassando os dízimos e ofertas regulares ao Senhor.
Durante a reconstrução do segundo templo, os judeus pareciam mais interessados na construção de suas propriedades, por causa dos lucros imediatos que lhes trariam, do que nos reparos da Casa de Deus que se achava em ruínas.
Por causa disto, alertou-lhes Ageu, muitos deles estavam sofrendo reveses financeiros (Ag 1.3-6).
Coisa semelhante acontecia nos tempos do profeta Malaquias e, mais uma vez, Deus castigou seu povo por se recusar a trazer-lhe o dízimo (Ml 3.9-12).


Pb Donizeti (Um sevo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

domingo, 16 de janeiro de 2011

VIVENDO NA LUZ


“Vivendo na luz 2”

Procuremos descobrir quais são as coisas que agradam o Senhor.

Não devemos participar das coisas sem valor que os outros fazem, coisas que pertencem à escuridão.

Pelo contrário, devemos trazer todas essas coisas para a luz.

Pois é vergonhoso até falar sobre o que essas pessoas fazem em segredo.

E, quando qualquer coisa é trazida para a luz, então a sua verdadeira natureza é revelada.


(Ef 5.10-13).


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

Conselhos Bíblicos