Pesquisar no Blog do J.A.

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

VENCENDO AS DIFICULDADES PELO EVANGELHO


Ponte Rio-Niterói -Brasil= 13.290 mts

Ponte Golden Gate - EUA= 2.200 mts

Ponte Hercílio Luz - Brasil= 1.810 mts

O homem ultrapassa todos os limites, todos os obstáculos, não medem esforços nem dificuldades para o progresso material.

Qual seria a grande obra que teríamos que fazer para alcançar as almas sem salvação desta terra.

Pense nisso, existem almas perdidas bem perto de você, bem ao seu lado, não terias que transpor nem uma barreira.

...ANIME-SE!!!!!!!!!!!!!!


...LIBERTE-SE e LUTE POR ELAS!!!!!!!!!!!



Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

FÉ ; UNICA MANEIRA


Uma mulher, lendo Mateus 17.20, resolveu fazer a experiência.

Orou a Deus que removesse uma montanha que ficava em frente da sua casa.

Orou… orou… tornou a orar, sempre de olhos fechados.

Depois parou e foi abrindo os olhos devagar… desconfiada, e a
montanha lá estava no mesmo lugar.

Ela, então, com toda a naturalidade, disse: – “Eu já sabia que Deus não ia mesmo remover essa montanha…”

“Peça-a, porém, com fé, não duvidando; porque o que duvida, é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento e lançada de uma para outra parte” (Tg 1.6).



Nossa fé é sempre aumentada a medida em vamos nos apercebendo das coisas em que Deus vem fazendo em nossa vida a cada dia.


Tenhamos um ano novo de fé e veremos a diferença.




Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

CURSO DE CAPELANIA PRISIONAL E HOSPITALAR

Atenção!!!

Devido ao grande sucesso do último "CURSO DE CAPELANIA PRISIONAL E HOSPITALAR" realizado na 1ª IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM SANTA RITA no mês de Julho com um total de 178 inscritos, estão abertas as inscrições para um novo Curso que será ministrado no dia 19 DE FEVEREIRO DE 2011. Não perca esta oportunidade!!!

INSCRIÇÕES: Até o dia 15 de Janeiro de 2011
DATA DO CURSO: 19 de Fevereiro de 2011 (Sábado)
LOCAL: Rua Xingu, Nº 142 - Santa Rita - Nova Iguaçu - RJ.
HORÁRIO: 08:00h às 18:00hs.
DOCUMENTAÇÃO:
- 2 Fotos 3x4
Cópia dos seguintes documentos:
- Xerox de RG
- Xerox de CPF
VALOR: R$ 200,00 (Pagando a metade no ato da inscrição e a segunda parte até o dia 15 Jan 2011).
DURAÇÃO: 8 Horas
DETALHES DO CURSO:
- Capelania Prisional
- Capelania Hospitalar
- Ética Ministerial
- Constituição da República
- O aluno receberá Porta documento em couro com Brasão da República, Certificado e Credencial de Capelão com Registro Nacional.

Promoção: Indicando 5 alunos, e se eles efetivarem suas matrículas, você ganha o seu Curso inteiramente grátis.

Observações:
1) Incluso no valor do Curso, café da manhã e almoço;

2) Qualquer pessoa acima de 16 anos pode realizar o curso, independente de religião ou denominação;

3) Segue em anexo o modelo de ficha de inscrição, para inscrição a distancia, preencher e enviar: ficha, Xerox, comprovante de depósito e fotos para o endereço abaixo:
1ª IG. EV. ASSEMBLÉIA DE DEUS EM SANTA RITA
A/C: Pb Fábio Peres Peixoto
Rua Xingu, 142 - Santa Rita
Nova Iguaçu - RJ
CEP: 26050-080

4) INFORMAÇÕES PARA DEPÓSITO
Banco: BRADESCO
AG: 3402-9
C/P: 1008422-9
Em nome de FÁBIO PERES PEIXOTO

REALIZAÇÃO:
CONSELHO NACIONAL DE MINISTROS E CAPELÃES
LUIZ CARLOS BARBOZA (Juíz Capelão)

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES
Tel: (21) 2764-8405 / 3767-2443 / 9451-1326
Skipe: fabioperes77
Falar com Pb Fábio Peres

O Curso seria realizado no dia 20 de Janeiro (feriado no Estado do Rio de Janeiro), como a procura foi muito grande por pessoas de outros Estados, resolvemos então mudar a data.

Pb FÁBIO PERES PEIXOTO
Secretário Geral de Evangelismo e Missões
TEL: (21) 2764-8405 / 9451-1326

É BOM SABERMOS


Davi; Se fez de louco para não morrer.
(I Sm 21.10-15)
Abraão; Se fez de irmão de Sara para não morrer.
(Gn 12.13)
Eude; O juiz se fez de mensageiro para matar o rei.
(Jz 4. 19-20)
Jacó; Se fez de Esaú, para conseguir a bênção.
(Gn 27. 18-23)
Felipe; Se fez de curioso para converter o Eunuco.
( At 8. 30)
Jesus ; Se fez homem para ganhar os homens.
( Fl 2. 6-11)
Paulo ; Se fez fraco, para ganhar os fracos.
( I Co 9.22)

A sabedoria de um homem é aguçada, desde que seja para benefícios da obra de Deus.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

PORQUE PREGAMOS A PALAVRA DE DEUS.


Pregamos o Evangelho porque obedecemos a ordem imperativa de Jesus Cristo (Mc16.15)
Pregamos o Evangelho e o fazemos com urgência, porque esta é uma tarefa que deve ser feita em tempo e fora de tempo (II Tm 4.2)
Pregamos o Evangelho porque Jesus disse: convém que eu faça a obra daquele que me enviou, enquanto é dia porque a noite vem e ninguém pode trabalhar.(JO 9.4)
Pregamos o Evangelho porque são formosos os pés daqueles que anunciam as boas novas (Is 52.7); e produz alegria (Sl 126.6)
Pregamos o Evangelho porque temos um Chamado.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

FRASES


1. "Um homem de sucesso é o que ganha mais dinheiro que a sua mulher pode gastar. Uma mulher de sucesso é aquela que conseguiu casar com um homem desses".

2. "O assaltante pede seu dinheiro ou sua vida. Algumas mulheres exigem os dois".

3. "Os homens mentiriam menos se as mulheres fizessem menos perguntas".

4. "Ninguém vencerá a guerra dos sexos. Há muita confraternização entre os inimigos".

5. "O Brasil é um pais geométrico: tem problemas angulares, discutido em mesas redondas, por um punhado de bestas quadradas".

6. "Casar é trocar a admiração de muitas mulheres pelas críticas de uma só".

7. "Promoção: peça fiado e ganhe um NÃO!"

8. "Errar é humano. Colocar a culpa em alguém, então, nem se fala".

9. "Se emperrar, force. Se quebrar, precisava trocar mesmo..."

10. "Amigo é feito parafuso: a gente só sabe se é bom na hora do aperto".

11. "A canela é um dispositivo para encontrar móveis no escuro".


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

David Livingstone

David Livingstone (Blantyre, Escócia, 19 de março de 1813 Zâmbia, 1 de maio de 1873) foi um missionário escocês e explorador europeu da África, cujo desbravamento do interior do continente contribuiu para a colonização da África.

Biografia

David Livingstone nasceu em Blantyre, a sul de Glasgow, em 19 de Março de 1813. Aos 10 anos começou a trabalhar na fábrica local de algodão, com aulas na escola à noite. Em 1834, perante os apelos da Igreja Presbiteriana, que queria mandar missionários para a China, decidiu preparar-se para assumir essa função. Em 1836, ele começou a estudar grego, medicina e teologia em Glasgow, na Escócia e decidiu tornar-se um missionário médico. Em 1841, ele foi colocado à beira do deserto do Kalahari, em África Austral. Em 1845, ele se casou com Mary Moffat, filha de um colega missionário.

Livingstone sentiu-se fascinado pela missão de chegar a novos povos no interior da África e apresentá-los ao cristianismo, bem como libertá-los de escravidão. Foi isso que inspirou suas explorações. Em 1849 e 1851, ele viajou por todo o Kalahari, na segunda visita ao rio Zambeze. Em 1842, ele começou uma expedição de quatro anos para encontrar uma rota a partir do Alto Zambeze à costa. Esta enorme expedição contribuiu para o preenchimento das lacunas do conhecimento ocidental sobre a África central e do sul. Em 1855, Livingstone descobriu uma espetacular cachoeira, a que ele chamou 'Victoria Falls ". Ele ainda chegou à foz do Zambeze sobre o Oceano Índico, em Maio 1856, tornando-se o primeiro europeu a atravessar a largura da África meridional.

David Livingstone não foi o primeiro, mas com certeza o maior explorador da África. Quando embarcou pela primeira vez para o continente negro, em 1841, pretendia atuar principalmente como missionário. Constatou logo que as missões em território pouco povoado não seriam promissoras, se não viajasse muito e visitasse os "selvagens" – como os negros eram chamados pelos colonizadores. Ao todo, ele percorreu 48 mil quilômetros em terras africanas. Numa aventura de mais de 15 anos, atravessou duas vezes o deserto de Kalahari, navegou o rio Zambeze de Angola até Moçambique, procurou as fontes do Nilo, descobriu as cataratas Vitória e foi o primeiro europeu a atravessar o lago Tanganica. Cruzou Uganda, a Tanzânia e o Quênia. Andava a pé, em carros de boi e em canoas. Nas aldeias, tratava dos doentes, conquistando assim a amizade dos nativos.

Combateu, desde o início, o tráfico de escravos que, embora proibido no império britânico desde 1833, ainda era praticado pelos portugueses e árabes. O objetivo de Livingstone era levar o livre comércio, o cristianismo e a civilização para o interior do continente africano.

Descobertas

Durante sua atividade missionária, ele ouvira falar de regiões frutíferas além do deserto de Kalahari. Em 1849, partiu com a família e um amigo em direção ao norte. Enfrentou o calor inclemente e a escassez de água do deserto, até descobrir o lago Ngami – seu primeiro êxito de descobridor. De 1852 a 1856, viajou pelo rio Zambeze, cruzando quase todo continente africano, de leste a oeste.

De volta à Inglaterra, Livingstone publicou, em 1857, o livro "Viagens missionárias e pesquisas na África do Sul", que virou bestseller. Famoso, passou a trabalhar para o governo britânico. A serviço da Royal Geographical Society partiu em 1865 à procura da nascente do Nilo. Foi atacado impiedosamente pela malária, sua "companheira" de viagens. Além disso, ele se encontrava numa região completamente desconhecida e hostil. Muitas tribos o viam como traficante de escravos. Sua esposa morreu de malária em 1862, um amargo golpe e em 1864 ele foi convocado pelo governo a retornar trazendo os resultados de suas viagens.

Em sua penúltima expedição, partiu de Zanzibar, na costa oriental da África, e queria chegar ao lago Nyasa. Abandonado pelos guias africanos, que fugiram com a comida e os remédios, e enfraquecido pela malária, o explorador chegou à aldeia de Ujiji, na margem tanzaniana do lago Tanganica. Na Europa, a estas alturas, ele já era dado como desaparecido. Supunha-se que estivesse mortalmente enfermo nas selvas africanas ou tivesse sido assassinado. Só nos Estados Unidos ainda se acreditava encontrá-lo vivo. Esta expedição durou de 1866 até a morte de Livingstone em 1873.

A procura

Em março de 1871, o editor James Gordon Bennett encarregou o jornalista Henry Morton Stanley, correspondente em Madri do jornal New York Herald, a procurar Livingstone, de quem não se tinha nenhuma notícia há vários meses, e contar sua história. Com o auxílio de 200 carregadores, o repórter finalmente encontrou o explorador, aos 58 anos de idade e esqueleticamente magro, em Ujiji (na fronteira entre o Zaire e a Tanzânia), onde hoje se situa o Parque Gomba, um santuário de 52 quilômetros quadrados para chimpanzés. Este encontro se deu em outubro de 1871, no Lago Tanganyika onde Stanley proferiu a famosa frase: "Dr. Livingstone, eu presumo"

Depois de recuperar suas forças com os alimentos e remédios levados pelo jornalista, Livingstone acompanhou Stanley em viagens ao extremo norte do lago Tanganica. Quando se preparava para retornar aos EUA, Stanley insistiu para que o explorador voltasse à Inglaterra, porém o fanático pesquisador resistiu. Passou seus últimos dias de vida errante na região do lago Bangweolo.

O desfecho

Por muitos anos sua saúde demonstrava fragilidade vindo a falecer no dia 1 de Maio de 1873. Os nativos encontraram David Livingstone morto em Ilala, ajoelhado ao lado da cama. Morreu orando. Souzi e Chouma, seus auxiliares de confiança, enterraram seu coração debaixo de uma árvore. Depois lavaram o corpo com sal e aguardente e o puseram para secar ao sol. Envolto numa manta de lã e dentro de uma caixa de casca de árvore, foi levado a Zanzibar. Ele fora o primeiro a descrever a geografia, a estrutura social, os animais e as plantas do continente africano. Contudo, seu trabalho como missionário teve menor êxito do que o de descobridor. Hoje, os ossos do explorador se encontram na Abadia de Westminster, em Londres.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/David_Livingstone

Frases Atribuídas

“Esta geração só pode alcançar esta geração para Cristo.”

“A missão da Igreja é missões.”

“A qualquer lugar, contanto que seja para frente, em Cristo.”

“Senhor, envia-me a qualquer lugar, mas vá comigo! Põe em mim qualquer peso, mas sustenta-me; desfaz todos os laços, menos os laços que me prendem a ti! Eu ainda prefiro a pobreza e o serviço de missões à riqueza e felicidades. Esta é a minha decisão!”

“Deus tinha um único Filho e fez dele um Missionário.”

“E impossível orar ‘Venha o Teu Reino’ sem nunca dizer ‘Envia-me a mim?’”

Evangelismo: Prioridade ou Opção?

PORQUE EVANGELIZAR? - DEZ RAZÕES

1) Porque os mortos não podem (Lc 16.19-31; Hb 9.27)
Os anjos também não podem (1 Pe 1.12).

2) Para isso que Jesus veio ao mundo.
Ele nos deu o exemplo. “Ele veio buscar e salvar o que se havia perdido” Lc 19.10b.
Todo o seu ministério foi dedicado à conquista das almas (Jo 4.34).
Por esta razão Ele as ensinava e curava (Mt 9.35).
Expulsava demônios (Lc 4.35 e 36).

3)É um mandamento para o crente.
Ele nos ordenou a pregar o evangelho a toda criatura (Mc 16.15).
A todas as nações (Mt 28.19).
A todo o mundo (Mc 16.15).
Em todas as aldeias (Mt 9.35).
E em todo lugar (At 17.30).

4)Todos os crentes sem exceção receberam esta incumbência do Senhor (1 Pe 2.9; Mt 10.8).

5)É uma obrigação de todos os salvos (1Co 9.16; Ez 33.8).

6)É um dever de todo cristão ( 2Tm 4.1 a 3; Mt 14.16)
Diante de um mundo tão necessitado da salvação, o Mestre nos diz: Dai-lhes vós de comer (Mt 21.28).

7)É um privilégio de cada salvo
Um dos maiores privilégios do crente é poder cooperar com Deus (Mc 16.20).

8)É uma grande responsabilidade confiada ao crente (Ez 33.8).

9)É a prova de que o crente tem a mesma natureza de Deus
O crente é descrito na bíblia como tendo a natureza divina (1 Pe 1.4).
Como tendo o mesmo sentimento de Cristo (Fp 2.5).
A mente de Cristo (2 Co 2.16).
A vida de Cristo (Cl 3.3).

10)É a condição para o crescimento da igreja (Rm 10.14; At 8.27 a 33; Jo 5.1 -15; At 10.42 a 48).


Deus abençoe!
Pr. Cassio Castelo

FRASES


Que eu não perca a vontade de viver, mesmo sabendo que a vida é, em muitos momentos dolorosa.

Que meu otimismo seja constante, mesmo sabendo que o futuro que nos espera não é assim tão alegre.


Pb Donizeti ( Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

GRANDEZA DE DEUS

"Tudo o que podemos ver é pouco e incomparavel perante a grandeza de nosso Deus"

No Princípio criou Deus os Céus e a Terra (Gn.1.1) Em linguagem teológica Deus é o Único Ser Eterno, causou todas as coisas e não foi causado por nada. De Eternidade a Eternidade Ele é Deus diz o santo livro.
Somente Ele o Eterno é que Existia, nada além Dele existia e nada além Dele poderia dar vida e dignidade, beleza e simetria.
Nada poderíamos saber de sua majestade, soberania e graça, porem Deus não se escondeu no véu impermeável da eternidade e nem se escondeu na masmorra intocável de sua glória e santidade.
O silencio inviolável do Deus Trino é quebrado na regência inquestionável de sua voz que brada retumbante até os dias de hoje ecoando a bela canção divinal: “E Disse Deus”
A candura de Deus e a sua voz soberana cria, decora e enfeita o universo. Em Genesis o universo pelo Ato soberano de Deus veio a existir e este existir tem rima, ritmo e dinamismo, contudo tem beleza, coroação, respeito , brilho e mistério.
No Primeiro livro da Bíblia, Deus o Eterno se revela, se mostra se aproxima e com isto outra existência ocorre no percurso santo da criação.
Deus se deixa conhecer e o conhecimento do seu Ser é o víeis de tudo que é sagrado, belo e fulgor.
É no Conhecimento de Deus que eu entendo a minha existência, propósito e destino.
É no Conhecimento de Deus e de sua revelação que eu respondo a poética, filosófica e teológica pergunta: De onde eu vim, o que estou fazendo aqui e para onde eu irei!
Neste ato simétrico a afirmação militar do Imperador César “ Vi, Vim e Venci” pode ser parafraseada por “Fui Criado, Fui Amado e Fui Chamado”.
Fora de Deus não existe e nem existirá conhecimento do seu Ser e nem conhecimento seguro de suas obras.
Sem o Ato Soberano de Deus não existiria o Universo com sua beleza e complexidade.
Sem a Auto Revelação de Deus, não existiria o conhecimento prático de sua pessoa e com isto não existiria a Bíblia e nem a teologia ciência esta que estuda Deus e tudo que está relacionado a Ele.
Na verdade sem o ato criativo de Deus nada existiria, pois o nada não produz absolutamente nada.
Com isto não existiria o homem este ser pensante e inquietante. O homem pela vontade divina também cria não a criação oriunda de Deus, pois ele não é Deus é criatura mais a criação que Deus estabeleceu que ele criasse.
O ser-humano não é um agente passivo na criação de Deus mais ele é um agente ativo no mundo de Deus e suas atitudes serão avaliadas e julgadas por Deus.
Se o homem não fosse criado por Deus não haveria criação humana, invenção antropológica, conquistas, mundo das idéias, pensamentos, argumentos, projetos, sentimentos, sonhos, realizações, afetos, sociedade ,família e religião,pois o homem não é fruto colhido do pomar da mutação e do acaso, pelo contrário ele faz parte da teia sagrada do contexto bíblico.
O homem é a coroa da criação de Deus mais ele não é o centro do universo, pois a centralidade do universo é Deus o criador inquestionável.
Deus do nada criou tudo e não precisou de nada para criar o que hoje existe. O criador também é o sustentador de tudo e do seu trono Ele governa com maestria e soberania o mundo e se deleita na sua criação.
Em sua bondade Deus preparou uma casa para os homens habitarem.
Em linguagem poética poderíamos dizer que o eterno fez uma tenda para nós morarmos.
Em linguagem teológica ai esta a graça comum de Deus, suprindo as necessidades humanas.
Deus nos dá pão, alimento,salvação, proteção, alegria, suprimento oriundos da sua majestosa criação.
O mundo foi criado fora de Deus e com isto Deus é transcendente e divinamente imanente ou seja esta “fora” mais também esta “dentro” e isso não é panteísmo barato que reduz a divindade dizendo que “tudo” é Deus assassinando no ninho a bela doutrina da criação. Pelo contrário Deus é um Ser auto Existente e fato é que nada existe fora Dele.
Deus é Independente, pois, Ele não depende do universo criado.
Ele é Deus eterno e se completa em si mesmo. Deus é Auto Suficiente e criou o mundo não por que estava entediado ou em solidão como os mortais mais Ele criou o universo com um propósito claro e santo.
Deus o Deus Auto Suficiente criou tudo para o louvor da sua glória.
Nós mortais é que dependemos dele em tudo, mais ele nada depende de nós ou da sua criação.
Ele é livre, soberano, gracioso, criador, onisciente, onipotente, onipresente, majestoso o Grande Eu Sou.
As palavras de Gênesis devem sempre fazer parte da nossa existência: “No Princípio Criou Deus os Céus e a Terra”.

Pastor Carlos Augusto Lopes

( Eu li a achei um tanto profundo, resolvi compartilhar com os amados leitores e ainda parabenizando o Pr Carlos Augusto Lopes por esta dádiva.)


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

domingo, 26 de dezembro de 2010

CONHECENDO E ENTENDENDO A BÍBLIA


Vinho com mirra ou vinagre com fél?

Muitas pessoas, a fim de por em dúvida a autoridade , autenticidade e inspiração das Escrituras Sagradas, afirmam que ela está cheia de contradições.

E para reforçar sua tese, citam os textos dos Evangelista sinóticos Mateus e
Marcos sobre a bebida oferecida a Jesus na cruz do calvário.

Perguntam eles; Deram-lhe a beber vinagre com fél ou vinho com mirra?

Examinemos os textos:

"Deram-lhe a beber vinagre misturado com fél;" (Mt 27.34)

"E deram-lhe a beber vinho com mirra". (Mc 15.23)

Se considerar-mos que naquela época as palavras "fél e mirra" e "vinagre e vinho" eram empregadas como sinónimos a tão falada contradição se desfará.
A mirra dava ao vinho azedo um sabor melhor e, tal como o fél produzia um efeito narcótico e estupefante.
O vinagre, por sua vez, era um vinho azedo, frequentemente misturado com agua, sendo comummente a bebida usada pelos soldados.
Portanto, não há nenhuma contradição entre Mateus e Marcos, uma vez que, como é mencionado "fel e mirra" e "vinho e vinagre" eram apenas palavras diferentes para indicarem uma mesma coisa.


Pb Donizeti ( Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

* A História do Lápis *

A História do Lápis


O menino olhava a avó escrevendo uma carta.

A certa altura, perguntou:


- Você está escrevendo uma história que aconteceu conosco?


E por acaso, é uma história sobre mim?


A avó parou a carta, sorriu, e comentou com o neto:


- Estou escrevendo sobre você, é verdade.


Entretanto, mais importante do que as palavras,


é o lápis que estou usando.


Gostaria que você fosse como ele, quando crescesse.


O menino olhou para o lápis, intrigado, e não viu nada de especial.


- Mas ele é igual a todos os lápis que vi em minha vida!


- Tudo depende do modo como você olha as coisas.


Há cinco qualidades nele que, se você conseguir mantê-las,


será sempre uma pessoa em paz com o mundo.



"Primeira qualidade:


Você pode fazer grandes coisas,


mas não deve esquecer nunca que existe uma Mão que guia seus passos.


Esta mão nós chamamos de Deus,


e Ele deve sempre conduzi-lo em direção à Sua vontade".



"Segunda qualidade:


De vez em quando eu preciso parar o que estou escrevendo,


e usar o apontador.


Isso faz com que o lápis sofra um pouco, mas no final,


ele está mais afiado.


Portanto, saiba suportar algumas dores,


porque elas o farão ser uma pessoa melhor."



"Terceira qualidade:


O lápis sempre permite que usemos uma borracha


para apagar aquilo que estava errado.


Entenda que corrigir uma coisa que fizemos


não é necessariamente algo mau, mas algo importante


para nos manter no caminho da justiça".



"Quarta qualidade:


O que realmente importa no lápis não é a madeira


ou sua forma exterior, mas o grafite que está dentro.


Portanto, sempre cuide daquilo que acontece dentro de você."



"Finalmente, a quinta qualidade do lápis:


ele sempre deixa uma marca.


Da mesma maneira, saiba que tudo que você fizer na vida,


irá deixar traços, e procure ser consciente de cada ação".



Pb Donizeti ( Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)



sábado, 25 de dezembro de 2010

NATAL VERDADEIRO


O QUE OFERECER A JESUS?


(Eu tenho o que oferecer e agradecer a Jesus, uma família maravilhosa que Ele me concedeu, obrigado Jesus! ... Pb Donizeti)


"Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito?"

Sl 116.12

Muitas vezes o relacionamento das pessoas com Deus, consiste em apenas receber e pouco em oferecer! Mas será que Deus espera receber algo de seus filhos?

Quando os magos encontraram Jesus na manjedoura, tiveram atitudes que demonstravam o reconhecimento, de que, aquele menino era o Emanuel, o Deus conosco! Eles prostraram-se, adoraram, abriram os seus tesouros e ofertaram-lhe dádivas.

O verdadeiro adorador oferecerá o melhor para Jesus e de maneira voluntária! Devemos buscar e adorar a Jesus, não em função daquilo que Ele faz, mas daquilo que Ele é! Quando o nosso coração for de Jesus, tudo o mais também será! Quando o nosso coração for Dele, nós nos doaremos e ofereceremos o que for preciso para trazer glória ao Seu nome!

Vivemos um momento triste na história da igreja, pois Jesus tem sido usado como moeda de troca; tem sido feito à comercialização da fé! As pessoas buscam e querem suas mãos, ou seja, querem as suas bênçãos, entretanto não querem a Sua face, não querem compromisso, sua santidade e seu caráter!

Que neste natal possamos fazer um exame introspectivo e nos perguntar: O que Jesus representa para mim? O que Ele deseja de mim?

Ele quer o nosso amor, como resposta ao seu amor por nós!

"Nós o amamos a ele porque ele nos amou primeiro." (I João 4.19);

Quer a nossa dedicação e adoração desinteressada

- "E eis que uma mulher da cidade, uma pecadora, sabendo que ele estava à mesa em casa do fariseu, levou um vaso de alabastro com ungüento; E, estando por detrás, aos seus pés, chorando, começou a regar-lhe os pés com lágrimas, e enxugava-lhos com os cabelos da sua cabeça; e beijava-lhe os pés, e ungia-lhos com o ungüento". Lc 7.37,38;

E Ele também nos quer na intimidade de sua presença, seja no monte da transfiguração, no jardim do Getsêmani ou na cruz!

Jesus nasceu! Ele veio para nos reconduzir à presença de Deus e ao propósito original, de que devemos viver para glorificar o nosso Criador em amor, dedicação e intimidade!

F e l i z N a t a l !



Pb Donizeti ( Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)


DIAS DE FELICIDADES

Desejo a todos os seguidores e leitores deste Blog e a você que por acaso ou coincidência tenha passado por aqui nesta oportunidade, que o dia de hoje seja de plena alegria.
E que os demais dias de sua vida, se igualem a este em alegria, realizações, paz e sempre debaixo do querer e das graças de nosso grande Deus.


Antonio Donizeti Pereira
Presbítero da Assembléia de Deus
Ministério de Madureira- Campo de Vila Alpina - São Paulo
Congregação em Olímpia Estado de São Paulo.


Pb Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

QUANDO CALAR


Calar sobre sua própria pessoa é humildade.

Calar sobre os defeitos dos outros é caridade.

Calar quando a gente está sofrendo é heroísmo.

Calar diante do sofrimento alheio é covardia.

Calar diante da injustiça é fraqueza.

Calar quando o outro está falando é delicadeza.

Calar quando o outro espera uma palavra é omissão.

Calar e não falar palavras inúteis é penitência.

Calar quando não há necessidade de falar é prudência.

Calar quando Deus nos fala no coração é silêncio.

Calar quando Deus manda falar é desobedecer.


Pb Donizeti ( Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)



sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

ROUBANDO A DEUS


Por que me roubais?

Alguns crentes murmuram dizendo que não são abençoados em suas finanças, como promete a bíblia, estando Deus lhes provando com períodos de sofrimento e miséria. Para estes, uma das respostas pode ser esta: “Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais” (Mal. 3: 8,9a.)

Se as bênçãos não vêm quando e como se deseja, isso pode ser provação, mas não castigo. É possível, ainda, que você não esteja deixando o Senhor agir (abençoar) em sua vida, o que é diferente. Se tiveres fé e devolver o dízimo, além de ofertar com alegria, as bênçãos de Deus cairão do céu, pois não há meio termo nessa promessa (Deus não é homem para que minta): “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o Senhor dos Exércitos, seu eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênçãos sem medida” (Mal. 3:10)


Pb Donizeti ( Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus)

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

A Eleição do Crente

Texto: Efésios 1.4,11

Ao mencionar as sobreexcelentes riquezas da graça destinadas por Deus à Igreja, o apóstolo Paulo indica prioritariamente a eleição. Essa doutrina bíblica diz respeito a uma escolha livre e soberana da vontade de Deus.

1. O autor da eleição é Deus, o Supremo Criador, I Ts 1.4; Tt 1.1.

2. A época da eleição: antes da fundação do mundo, logo, fruto de uma maravilhosa e inescrutável presciência. Somos por essa palavra levados e pensar nas mais remotas épocas de uma eternidade passada, dentro da qual Deus Se manifestava, sempre com o mesmo poder e a mesma sabedoria, Sl 90.2.

3. O instrumento da eleição: nEle, quer dizer, em Cristo. Quando Deus declarou que Jesus Cristo é o Seu Filho Amado, queria significar que O elegeu soberanamente como o Senhor, e Ele veio a este mundo cumprir o desígnio do Pai, Jo 15.16.

4. A razão da eleição: o propósito exclusivo e soberano de Deus, independente de qualquer ingerência ou participação humana, Rm 9.11. A razão foi o conselho da vontade de Deus, Ef 1.11.

5. O resultado da eleição. Os resultados objetivos da nossa eleição são: a adoção como filhos, Ef 1.5; a salvação pessoal e perfeita, II Ts 2.13; a capacidade de realizar boas obras, Ef 2.10; a conformidade com Cristo, Rm 8.29 e a glória eterna, Rm 9.23.

Fonte: Revista Lições Bíblicas - Outubro a Dezembro de 1975 - CPAD, pág. 5.

Conselhos Bíblicos